Seis livros que toda mulher devia ler

(2.3 Estrelas - 4 Votos)

O Dia Internacional da Mulher costuma ser marcado pelas costumeiras demonstrações de apreço. As namoradas recebem chocolates, as secretárias flores, as empresas mandam cartões para suas funcionárias. Mas o universo feminino é muito mais rico e profundo do que esses singelos mimos. O Estante Blog separou seis livros que falam dos sonhos, lutas e conflitos da alma da mulher.

sylvia-plath

1 – A Redoma de Vidro, de Sylvia Plath

Quase autobiográfica, a obra apresenta Plath na forma de seu alter ego: Esther Greenwood, uma talentosa jornalista, luta contra a depressão. Uma jornada enlouquecedora. Literalmente.

clarice-lispector

2 – Perto do Coração Selvagem, de Clarice Lispector

Joana, a personagem central, medita sobre vida, liberdade e existência. Uma obra que dialoga com filósofos como Camus e Sartre. É Clarice em sua melhor forma, lançando um olhar fragmentado sobre a mente humana.

isabel-allende

3 – A Casa dos Espíritos, de Isabel Allende

A saga da família Trueba é a peça central desta narrativa sobre política, amor, tempo e destino. Esta história tem elementos do realismo mágico de Gabriel Garcia Marquez combinados com a sensibilidade e a estética de Allende.

kate-chopin

4 – O Despertar, de Kate Chopin

Publicado em 1899, O Despertar é um dos primeiros livros da literatura norte-americana a explorar o papel social da mulher. Edna Pontellier, a protagonista, não se identifica com sua situação de matriarca e sente o amor pelo marido definhar aos poucos. Seus questionamentos são interpretados pela família e pela sociedade da época como sinais de distúrbios psicológicos e doenças mentais.

Louisa-May-Alcott

5 – Mulherzinhas, de Louisa May Alcott

A famosa saga sobre a amizade de quatro irmãs, Jo, Meg, Beth e Amy continua envolvente e relevante. Um romance sobre família, amor, morte e força. E sobre mulheres, claro.

leticia-Wierzchowski

6 – A Casa das Sete Mulheres, de Letícia Wierzchowski

O romance foi lançado em 2002 e virou uma minissérie de TV no ano seguinte. A história se passa no Rio Grande do Sul e gira em torno das mulheres da família de Bento Gonçalves durante a Revolução Farroupilha.

E qual é a sua autora favorita? Que obra reflete mais a condição da mulher nos dias de hoje? Deixe seu comentário e parabéns pelo seu dia, amiga.

Comentários

8 comentários em “Seis livros que toda mulher devia ler

  • 09.03.2015 a 9:35 pm
    Permalink

    A política sexual da carne, de Carol Adms

  • 09.03.2015 a 4:55 pm
    Permalink

    O tempo entre costuras – um romance que se passa entre a Espanha e o Marrocos, nos anos 1930 e 1940, antes e durante a Segunda Guerra Mundial. A autora é a escritora espanhola Maria Dueñas. Imperdível!
    Outro livro imperdível: Perdas e Ganhos, da gaúcha Lya Luft.

  • 09.03.2015 a 5:35 am
    Permalink

    Mais um pra lista: A Tenda Vermelha de Anita Diamant

  • 07.03.2015 a 7:16 pm
    Permalink

    Gostaria de ficar em contato com este site para troca de informacões sobre livros e cultura em geral.

  • 07.03.2015 a 7:12 pm
    Permalink

    Adorei todos os títulos como sugestão de leitura.Sugiro ainda dois romances muito envolventes sobre mulheres sofridas, mas lutadoras e vencedoras: Sem tempo para chorar de Cynthia Freeman,que se passa em 1900, e A glória que passou de Taylor Caldwell que se passa na Antiguiguidade grega.Excelentes os dois.!

  • 06.03.2015 a 9:40 pm
    Permalink

    O segundo sexo – Simone de Beauvoir.

  • 06.03.2015 a 3:10 pm
    Permalink

    faltou nesta lista o livro “mulheres que correm com os lobos” da clarissa pinkola estés, com certeza um livro incrível para todas as mulheres que querem encontrar-se consigo mesmas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *