Autores que usam ou já usaram pseudônimos

(0 Estrelas - 0 Votos)

J. K. Rowling foram surpreendidos com a notícia recente de que ela havia escrito um novo livro – The Cuckoo’s Calling (ainda sem tradução no Brasil). Toda surpresa não se deu por causa da trama mas porque Rowling utilizou um pseudônimo, Robert Galbraith, para escrever a nova obra. Com a descoberta, as opiniões ficaram divididas. Muita gente aplaudiu e outros especularam que tudo não passou de um golpe de marketing. Boatos de lado, a verdade é que não é de hoje que os autores utilizam esse recurso, seja para testar a crítica e gerar certo mistério acerca do novo escritor, seja para escrever gêneros diferentes e não acabar confundindo seus fãs. Esse é o caso da escritora Meg Cabot, famosa por seus livros infanto-juvenis, que adotou o nome de Patrícia Cabot para escrever romances picantes, nada apropriados para menores de 18 anos. Até mesmo a Rainha do Crime, Agatha Christie, resolveu virar Mary Westmacott para escrever histórias românticas. E quando quatro autores escrevem juntos sob um mesmo pseudônimo? O romancista Aluísio de Azevedo, o poeta Olavo Bilac, o jornalista Pardal Mallet e o dramaturgo Coelho Neto escreviam folhetins do final do século XIX sob o mesmo pseudônimo, Victor Leal, que teve até caricatura (!), mas que, curiosamente, nunca ninguém viu na rua ou nos encontros de escritores da época. Alguns pseudônimos tornaram-se tão conhecidos que muita gente ainda desconhece os verdadeiros nomes dos escritores. O Nobel da Literatura de 1971, Pablo Neruda, por exemplo, na verdade se chama Ricardo Neftalí Reyes Basoalto. Um caso emblemático do uso contínuo de pseudônimos é o do poeta Fernando Pessoa que ultrapassou os pseudônimos e criou os heterônimos: pseudônimos com uma identidade própria.

Confira alguns livros escritos sob pseudônimos:

Vida e Obras do Engenheiro
Álvaro de Campos
(Fernando Pessoa) A partir de R$ 17,00
Os Justiceiros
Richard Bachman
(Stephen King) A partir de R$ 8,00
O Esqueleto
Victor Leal
(Aluísio de Azevedo, Olavo Bilac, Coelho Neto e Pardal Mallet) A partir de R$ 6,90
O Retrato Mary Westmacott (Agatha Christie)
A partir de R$ 6,00
Binário John Lange (Michael Crichton)
A partir de R$ 5,00
Aprendendo a Seduzir Patricia Cabot (Meg Cabot)
A partir de R$ 20,00
1984 George Orwell (Eric Arthur Blair)
A partir de R$ 25,00
Confesso que vivi Paplo Neruda (Ricardo Neftalí Reyes Basoalto)
A partir de R$ 4,00
O Cisne de Prata Benjamin Black (John Banville)
A partir de R$ 22,90
Nudez Mortal J. D. Robb (Nora Roberts)
A partir de R$ 15,00
Daniel Deronda George Eliot (Mary Anne Evans)
A partir de R$ 8,00
Alice no País das Maravilhas Lewis Carroll (Charles Lutwidge Dodgson)
A partir de R$ 5,00
]]>

2 thoughts on “Autores que usam ou já usaram pseudônimos

  • 14.08.2013 em 9:18 pm
    Permalink

    A utilização do pseudônimo alia a estratégia de marketing com o desejo de materialização dos personagens que circundam o universo místico do escritor.

Fechado para comentários.

Conheça os livros de Jô Soares Se você gostou dessas séries, vai gostar desses livros! Clássicos do Horror para conhecer Os melhores romances para ler nos próximos meses Os melhores livros espíritas