Recordando materiais escolares de outras décadas

(0 Estrelas - 0 Votos)

volta às aulas, mesmo quem já acabou seus estudos ou está no Ensino Superior sente uma pontada de nostalgia ao ver o entusiamo de muitos pequenos que estão começando mais um ano letivo. Além da lembrança do tradicional frio na barriga que se sentia com o primeiro dia de aula, e de todas as histórias divertidas vividas com os colegas nesses tempos, recordar alguns objetos clássicos do material escolar daquela época pode ser muito divertido. Pensando nisso, selecionamos alguns artigos que, com certeza, trarão boas recordações para daqueles que foram jovens alunos nas décadas de 80, 90 e no começo de 00. A começar pela preparação do material antes de ir para a aula, o que não poderia deixar de ser lembrado são as lancheiras temáticas. Do Superman ou Smurfs ao Pokémon, ter uma bela lancheira para guardar o sanduíche e o suquinho era obrigatório.

  • Lancheira do Superman
  • Lancheira dos Smurfs
  • Lancheira do Pokemon
No final dos anos 90, iniciou-se uma preocupação ortopédica que deixou muitos alunos de cabelos em pé. Para evitar qualquer problema de coluna, as famosas mochilas de rodinhas foram incorporadas ao dia-a-dia dos jovens: quem nunca foi obrigado a usar essas mochilas, mesmo correndo sérios riscos de parecer ainda mais infantil e ser caçoado pelos colegas? Hoje, sabemos que esse “mico” pode ter evitado muitas reclamações de dores nas costas na idade adulta!
  • Mochila com rodinha antiga
  • Mochila com rodinha nova
Partindo para a sala de aula, são inúmeros os utensílios que marcaram diferentes épocas. O que dizer do bom e velho lápis tabuada, o terror das professoras de matemática? E a famosa Bic com 4/6/8 cores, que dificilmente funcionava mais de duas cores na mesma caneta? E, para qualquer criança, não existia felicidade escolar maior do que ganhar uma caixa de lápis de cor com 48 cores diferentes.
  • Caixa de lápis de cor com 48 cores
  • Lápis tabuada
  • Caneta de 4 cores
Diz-se que não existe o fim de uma borracha de apagar. Porém, quem acha isso nunca teve uma daquelas canetas-borracha da Paper Mate! Ou, ainda, aquelas borrachas que se encaixavam umas atrás das outras. Na década de 80, ainda, foi inventada a borracha que apaga caneta, uma revolução escolar. Todos se lembram dela por ser metade azul e metade vermelha, e ela até hoje costuma manchar um pouco o papel se utilizada incorretamente.
  • Caneta borracha
  • Borracha de encaixe
  • Borracha que apaga caneta
Materiais escolares para meninas eram um caso a parte. As coleções de lápis de pelúcia com bichinhos na ponta, carimbos de bichinhos (hoje Hello Kitty) que enfeitavam as folhas, e as próprias folhas de fichário, que eram geralmente muito rosa com pouco espaço para se escrever. Canetas com cheirinho de frutas ou chiclete também são adoradas até hoje. E como era revolucionário aquele estojinho automático que marcava a hora e tinha calculadora e calendário!
  • Lápis com bichinhos
  • Carimbo da Hello Kitty
  • Folha de fichário para meninas
  • Caneta com cheirinho
  • Estojo automático
Voltando um pouco mais no tempo, houve uma época que era muito normal o aluno possuir um mini Globo terrestre em casa, para aprender a geografia com maior facilidade. O estojinho de madeira com tampa corrida e os materiais da Turma da Mônica também tiveram sua fase de popularidade.
  • Globo terrestre
  • Estojo de madeira
  • Hidrocor da Turma da Mônica
No final das contas, o presente escolar que realmente causava a maior alegria, a partir do final da década de 80, era o estojão. Ele tinha tudo, mas tudo mesmo. Dezenas de lápis de cor, pilots (pilores ou pilotos), gizes, tintas, clips, lápis de cera, tudo que o se precisava para fazer arte!
  • Estojão
Gostou de relembrar um pouco da infância. Compartilhe este post com seus amigos e divirta-se!]]>

Conheça os livros de Jô Soares Se você gostou dessas séries, vai gostar desses livros! Clássicos do Horror para conhecer Os melhores romances para ler nos próximos meses Os melhores livros espíritas