Confira as respostas da cruzadinha literária em homenagem ao Dia Nacional do Livro

(0 Estrelas - 0 Votos)

Cinco. De acordo com a pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, encomendada pelo Instituto Pró-Livro, o brasileiro lê, em média, 4,7 livros por ano. O que corresponde à leitura de cinco livros anualmente. 2. China. No mercado mundial de livros, a China responde pela venda de 7,1 bilhões de exemplares por ano (49% da produção mundial). Logo atrás, vêm os EUA, com 2,55 bilhões de exemplares (18%) e o Japão, com 1,4 bilhões (10%). O Brasil responde por, apenas, 2% do volume total de vendas, cerca de 340 milhões. 3. Offset. É a impressão mais recomendada para a produção editorial. Não somente pelo custo, mas também pela qualidade. Neste processo, a imagem é gravada fotomecanicamente em uma chapa flexível de zinco ou alumínio. Depois, é transferida para um cilindro de borracha. Em seguida, para uma folha de papel. 4. Barbara Cartland. Nascida na Inglaterra, ela foi uma das escritoras de romance mais bem-sucedidas do mundo. Quando ainda trabalhava como colunista para o London Daily Express, Cartland publicou seu primeiro romance (Jigsaw / 1923) que, logo, tornou-se um best-seller. 5. Jorge Amado. O escritor tinha, apenas, 19 anos de idade quando escreveu seu primeiro romance: “O País do Carnaval” (1932). Depois, suas obras foram publicadas em 52 países e traduzidas para 48 idiomas. Jorge Amado divide com Paulo Coelho a categoria de autor brasileiro que mais vendeu livros no Brasil e no exterior. 6. Bíblia. Ela é, até hoje, o livro mais vendido, lido e traduzido do mundo. Estima-se que já tenham sido vendidos 11 milhões de exemplares da versão integral, 12 milhões de novos testamentos e 400 milhões de brochuras com fragmentos dos textos originais. Depois da Bíblia, temos o Alcorão, livro sagrado do Islamismo. 7. Monteiro Lobato. Com o sonho de construir livros onde as crianças pudessem morar, o escritor paulista abandonou a vida de promotor público e começou a escrever histórias. Muito da obra de Lobato é espelhada em sua história de vida e nos costumes nacionais. Tornou-se renomado na literatura infantil ao escrever obras como: Saci (1921), O Marquês de Rabicó (1922), Viagem ao Céu (1932) e O Pica-Pau Amarelo (1939). 8. Gregório de Matos. Considerado um dos principais poetas barrocos do Brasil, o “Boca do Inferno” como ficou conhecido teve a ousadia de escrever poemas eróticos e questionar o catolicismo, o que o levou Gregório de Matos a ser denunciado, em 1685, ao Tribunal da Santa Inquisição. 9. Necronomicon. Criação do escritor de ficção H. P. Lovecraft, a obra misteriosa é mencionada em outros livros do autor. De acordo com Lovecraft, o Necronomicon é um volume repleto de segredos e rituais que podem levar o leitor à loucura. E apesar de aparecer no registro de bibliotecas e, até mesmo, livrarias, o livro não existe. Algumas versões “falsas”, escritas por outros autores, são comercializadas ao redor do mundo. 10. Oswald de Andrade. Um dos maiores divulgadores das novas correntes estéticas européias, sobretudo, futuristas, Oswald de Andrade juntamente com Mário de Andrade e a pintora Anita Malfatti propuseram uma semana de amostragem da arte modernista. A Semana da Arte Moderna ocorreu de 11 a 18 de fevereiro de 1922, no Teatro Municipal de São Paulo contou com conferências, recitais, exposições e leituras. Esperamos que você tenha se divertido. Não esqueça de comentar este post, revelando quantas respostas você acertou!]]>

Livros para mergulhar nas editoras independentes Histórias que combinam com café Livros sobre diversidade que você precisa conhecer 9 livros que você leria pelo título Livros para gerenciar a carreira