9 autores participantes da Bienal do Livro do Rio

(5 Estrelas - 2 Votos)

Tradicional evento de livros será realizado entre os dias 30 de agosto e 8 de setembro. Veja a lista!

Prepare-se para a Bienal do Livro do Rio de Janeiro! Um dos principais eventos literários do país, o festival será realizado entre os dias 30 de agosto e 8 de setembro, no Riocentro. Enquanto a data não chega, que tal conhecer alguns dos autores já confirmados para a programação oficial?

Entre os principais convidados está o escritor Josh Malerman, de Caixa de pássaros. Seu romance de estreia foi indicado a prêmios, tornou-se best-seller no Brasil e foi adaptado para o cinema. Além de autor, é ainda músico, cantor e compositor da banda The High Strung.

Vale destacar ainda a presença da autora Rachael Lippincott, do livro young adult A cinco passos de você. Formada em escrita pela Universidade de Pittsburgh, ela divide o tempo entre escrever e cuidar de um food truck com a namorada. O autor Mark Manson, dos best-sellers A sutil arte de ligar o f*da-se e F*deu geral, também participará do evento.

Veja a lista completa e conheça os nove autores já confirmados para a Bienal do Rio de 2019. Boa leitura!


Caixa de pássaros, de Josh Malerman

Caixa de pássaros é o romance de estreia de Josh Malerman. Quatro anos depois de as mortes terem começado, há poucos sobreviventes em Michigan. Malorie e seus dois filhos pequenos estão entre eles. O trio faz parte do grupo que tenta resistir em um mundo no qual abrir os olhos pode ser fatal. Vivendo em uma casa abandonada, Malorie e os filhos não sabem o que se passa do lado de fora. Até o momento em que uma misteriosa neblina atinge a região e Malorie toma uma decisão que adiou por muito tempo.


O homem de giz, de C. J. Tudor

Em 1986, Eddie e os amigos passam a maior parte dos dias andando de bicicleta pela pacata vizinhança em busca de aventuras. Os desenhos a giz são seu código secreto: homenzinhos rabiscados no asfalto; mensagens que só eles entendem. Mas uma imagem misteriosa leva o grupo de crianças até um corpo desmembrado e espalhado em um bosque. Depois disso, nada mais é como antes.


F*deu geral: Um livro sobre esperança?, de Mark Manson

Em F*deu geral: Um livro sobre esperança?, Mark Manson discute a nossa desesperança, mesmo com maior acesso à tecnologia e comunicação. O escritor evidencia as calamidades do mundo, por meio de análises políticas e religiosas. Manson explora ainda a relação do ser humano com o dinheiro, o entretenimento e a internet, além de colocar em cheque nossas definições sobre felicidade, liberdade e esperança.


Como as democracias morrem, de Steven Levitsky

Democracias tradicionais entram em colapso? Essa é a questão que Steven Levitsky e Daniel Ziblatt respondem ao discutir o modo como a eleição de Donald Trump se tornou possível. Para isso comparam o caso de Trump com exemplos históricos de rompimento da democracia nos últimos cem anos: da ascensão de Hitler e Mussolini nos anos 1930 à atual onda populista de extrema-direita na Europa, passando pelas ditaduras militares da América Latina dos anos 1970.


As coisas que você só vê quando desacelera, de Haemin Sunim

Escrito pelo mestre zen-budista sul-coreano Haemin Sunim, As coisas que você só vê quando desacelera é um desses raros e tão necessários livros para quem deseja tranquilizar os pensamentos e cultivar a calma e a autocompaixão. Ilustrado com extrema delicadeza, ele nos ajuda a entender nossos relacionamentos, nosso trabalho, nossas aspirações e nossa espiritualidade sob um novo prisma.


A arte de ler mentes, de Henrik Fexeus

Leitura da mente não é um mito, e nem é mais misterioso do que entender o que alguém está dizendo ao falar conosco. Este livro tem tudo o que você precisa saber para se tornar um especialista em leitura da mente. Usando habilidades como comunicação não verbal, linguagem corporal e influência psicológica, podemos descobrir o que a outra pessoa pensa e sente e, assim, controlar seus pensamentos e crenças da maneira que quisermos.


A cinco passos de você, de Rachael Lippincott

Stella Grant gosta de controle. Ela parece uma adolescente típica, mas em sua rotina há listas de tarefas e inúmeros remédios que deve tomar para controlar a fibrose cística. Para conseguir um transplante, ela precisa seguir seu tratamento e eliminar qualquer chance de infecção, o que significa ficar a pelo menos seis passos de outros pacientes com a doença. Will Newman não dá a mínima para o novo tratamento experimental para o qual foi selecionado. Prestes a completar 18 anos, ele mal pode esperar para finalmente se livrar das máquinas e hospitais.


Para sempre Alice, de Lisa Genova

Alice sempre foi uma mulher de certezas. Casada e mãe de três filhos já adultos, ela é professora titular em Harvard, uma especialista de renome mundial. Perto de completar 50 anos, Alice começa a esquecer. No início, coisas sem importância, como o lugar em que deixou o celular, até que, um dia, ela se perde a caminho de casa. Um diagnóstico inesperado altera para sempre sua vida e sua maneira de se relacionar com a própria família e o mundo.


Tudo aquilo que nunca foi dito, de Marc Levy

Neste livro, Marc Levy aborda a relação conflituosa entre um pai e uma filha. Poucos dias antes do seu casamento, Julia recebe um telefonema do secretário de seu pai. Como ela já tinha previsto, Anthony Walsh não poderá comparecer à cerimônia. A ausência de seu pai em momentos importantes de sua vida da filha não é novidade para Julia. Mas pela primeira vez, a personagem tem que reconhecer que ele tem uma boa desculpa: Anthony Walsh morreu. A ironia amarga da situação, com Julia forçada a adiar o casamento para enterrar o pai, faz aquela parecer mais uma das peças pregadas pelo destino na difícil relação entre os dois.


Qual seu autor favorito da lista?


Gabriela Mattos

Analista de comunicação em Estante Virtual
Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *