Veja 5 livros essenciais para estudantes de Cinema

(5 Estrelas - 1 Votos)

Pedimos ajuda ao roteirista Lucas Paraizo para indicar as principais obras da área. Confira a lista!

A área de Cinema é ideal para as pessoas criativas e apaixonadas por arte e pelo audiovisual. Os estudantes aprendem técnicas e linguagens utilizadas em produção de vídeos, que também podem ser veiculados na TV ou até mesmo na Internet. Na maioria das universidades, o Cinema é incluído como uma das formações do curso de Comunicação Social e, com isso, além das aulas práticas, reúne disciplinas relacionadas à sociedade e à teoria da comunicação.

Mercado de trabalho

O cineasta pode atuar em diferentes cargos, como diretor de arte e fotografia, roteirista, editor de imagens e produtor de cenários e figurinos. No mercado de trabalho, os profissionais encontram empregos, principalmente, na TV, onde também fazem a produção de propagandas, novelas, seriados e reportagens.

Que tal se aprofundar no assunto? Para ajudar você a entender melhor a área de Cinema, o roteirista Lucas Paraizo selecionou os principais livros sobre o assunto. Confira a lista completa e bons estudos!


A linguagem secreta do cinema, de Jean-Claude Carrière

Neste livro, Jean-Claude Carrière aborda o vocabulário do cinema, desde a câmera e os ângulos até a escolha dos atores e cenários. Ele discute ainda a evolução da linguagem cinematográfica, a partir da sofisticação de seu público, que teve a percepção de tempo alterada por causa dos filmes.


A jornada do escritor, de Christopher Vogler

Christopher Vogler enumera todas as etapas de construção de personagens e situações necessários para se escrever uma boa história. Para isso, o autor usa estruturas míticas bastante conhecidas como base para o seu roteiro de escrita. O livro é dividido em três seções. A primeira descreve cada uma das personagens que são essenciais para qualquer tipo de história. A segunda propõe estágios ou situações primárias para que a narrativa tenha boa fluência até o final. Por fim, o epílogo faz um resumo da viagem e os apêndices analisam roteiros de filmes de sucesso.


Story, de Robert McKee

Diferente de outros livros sobre escrita de roteiros, Story é sobre forma, não fórmula. Empregando exemplos de mais de cem filmes, Mckee usa uma filosofia que vai além das rígidas regras para identificar os elementos mais elucidativos que distinguem estórias de qualidade das outras. Começando com definições básicas: O que é um beat? Uma cena? O clímax do ato? O clímax do filme?. O autor desvenda os mistérios da estrutura padrão de três atos edesmistifica estruturas incomuns como as de dois atos.


O romancista ingênuo e o sentimental, de Orhan Pamuk

Em 1927, o romancista E. M. Forster proferiu em Cambridge as conferências hoje conhecidas como Aspectos do romance, uma resistente obra de referência dos estudos literários. Fazendo a devida justiça a esse pequeno livro, o turco Orhan Pamuk deu, em 2009, seu testemunho pessoal sobre a arte do romance na prestigiosa posição de palestrante das conferências Charles Eliot Norton, em Harvard. Este livro reúne as seis aulas de Pamuk, e pode muito bem ser lido como uma atualização das lições de Forster.


Diálogo, de Robert McKee

As populares oficinas de escrita de Robert McKee lhe renderam uma reputação internacional. A lista de seus alunos ganhadores do Oscar se estende por páginas. Em Diálogo, McKee oferece a mesma análise profunda de como personagens falam na tela, no palco e nas páginas de forma crível e interessante. De Macbeth a Breaking Bad, McKee desconstrói cenas importantes para ilustrar as estratégias e técnicas do diálogo.


O que você achou da lista? Comente e participe!


Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares