Dia do Índio: 5 livros e 6 curiosidades para você ficar por dentro da história indígena

(5 Estrelas - 1 Votos)

Criada na época de Getúlio Vargas, data tem o objetivo de lembrar a importância da cultura indígena na formação do povo brasileiro

Desde o governo de Getúlio Vargas, em 1943, celebra-se o Dia do Índio em 19 de abril. Para além da comemoração, a data tem o objetivo de lembrar a importância da cultura indígena no Brasil e reforçar que os índios ainda lutam pela preservação de seu espaço e tradições. Atualmente, o país reúne pelo menos 70 tribos, com diferentes idiomas e costumes, que influenciam na cultura brasileira até hoje.

Por isso, selecionamos seis curiosidades dos povos indígenas, com base também de um artigo do Museu do Índio. Que tal também se aprofundar no assunto? Fizemos uma lista com cinco livros que descrevem e explicam melhor o tema.

  1. Os índios têm idioma próprio, o que significa que a língua de origem deles não é o português.
  2. Alguns grupos indígenas nunca entraram em contato com o meio urbano e se mantêm isolados em suas tribos.
  3. A maioria dos grupos vive na Amazônia.
  4. O Pajé é como um líder de uma aldeira, é quem faz os rituais e transmite as tradições dos antepassados às crianças.
  5. As estatísticas registram que cerca de 1 milhão de indígenas entre mais de 250 etnias diferentes ocupam 13,8% da nossa extensão territorial.
  6. Os índios constroem as próprias canoas para conseguir pescar nos rios.

Veja a lista de livros e fique por dentro do assunto indígena!


Os índios e a civilização, de Darcy Ribeiro

Os índios e a civilização é fruto de observações de campo feitas pelo autor por dez anos, quando ele era etnólogo do antigo Serviço de Proteção aos Índios, além de pesquisa bibliográfica e de entrevistas com funcionários, missionários e indigenistas. Valendo-se do conceito de transfiguração étnica, Darcy Ribeiro recusa as explicações correntes baseadas nas noções de assimilação ou aculturação. 


Os fuzis e as flechas, de Rubens Valente

Os fuzis e as flechas é uma investigação jornalística que descreve centenas de mortes de indígenas durante a ditadura militar no Brasil. Durante um ano, o autor entrevistou 80 pessoas, entre índios, sertanistas, missionários e indigenistas, percorreu 14 mil quilômetros de carro, esteve em dez estados e dez aldeias indígenas do Amazonas, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.


Amazônia indígena, de Márcio Souza

Conheça a fundo a história e a situação atual da Amazônia e dos índios que vivem na região. Com mais de 40 anos de dedicação à cultura amazonense, Márcio Souza encarregou-se da tarefa monumental de reunir a mais recente pesquisa sobre a Amazônia e os índios da região, derrubando falsas ideias construídas por décadas de desinformação.


Xingu: Os índios, seus mitos, de Orlando e Cláudio Villa Boas

Escrito pelos irmãos Villas-Boas, importantes sertanistas do Brasil, este é o principal livro sobre Xingu, povo indígena que vive próximo ao Rio Xingu, no Mato Grosso. É fundamental lê-lo para entender melhor a história indígena no país.


Yanomami, de Claudia Andujar

Neste livro, a fotógrafa Claudia Andujar reúne imagens do trabalho dedicado aos Yanomami. Ela registrou o povo pela primeira vez em 1971 e depois a fotógrafa retornou diversas vezes ao local, para acompanhar a rotina do grupo.


O que você achou da lista? 🙂


Comentários

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.
Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *