8 livros para conhecer Henry James

(5 Estrelas - 1 Votos)

Escritor foi um dos principais representantes do realismo literário do século XIX. Veja algumas de suas obras de destaque!

Um dos principais nomes do realismo da literatura do século XIX, Henry James nasceu em 15 de abril de 1843, em Nova York, nos Estados Unidos, mas naturalizou-se cidadão britânico após o início da Primeira Guerra Mundial, em 1915. Sob influência de seu pai, que era filósofo e teólogo, ele e os irmãos receberam uma educação cosmopolita: viajaram por diversos países, como Inglaterra e França, e visitaram teatros, bibliotecas e museus.

Aos 19 anos, começou a estudar Direito em Harvard, mas abandonou o curso para se dedicar à escrita. Entre as principais influências literárias do escritor estão Honoré Balzac e George Sand. Baseados em suas experiências de viagens por diversas cidades, como Paris e Roma, os primeiros trabalhos do autor são marcados por características realistas e confrontam os valores do novo mundo com os do velho continente.

Há três coisas importantes na vida humana. A primeira é ser amável. A segunda é ser amável. A terceira é ser amável.”

Enquanto isso, na segunda fase literária, James recebeu influências do movimento naturalista e experimentou diferentes temas e formas em seus textos. Apesar de ter se destacado como um autor de narrativas (longas e curtas), ele também dedicou-se à dramaturgia. Quer conhecer mais sobre o trabalho de Henry James? Confira a lista e boa leitura!


Lady Barberina / A outra volta do parafuso

Este livro é uma raridade, que você não encontra mais nas livrarias físicas. O conto Lady Barberina revela as complexas experiências de vida do autor e traça um paralelo entre a cultura dos Estados Unidos e a da Inglaterra no século XIX. Já A Outra Volta do Parafuso, que inspirou série na Netflix, é um excepcional conto de horror. No século XIX, governanta inglesa chega a uma mansão no campo para cuidar de duas crianças e descobre que elas podem estar sendo manipuladas pelo espírito de dois empregados.


Pelos olhos de Maisie

A separação dos pais gerou uma situação inusitada para Maisie. Apesar de a guarda ter sido concedida ao pai, acabou sendo estabelecido que a menina ficaria com os dois. Dividida, Maisie vira um joguete na mão do casal e, aos poucos, expõe os contrastes, entre virtudes e defeitos, entre inocência e cinismo, de ambas as partes — ao mesmo tempo que descobre um modo próprio de ver o mundo.


Retrato de uma senhora

Este é o primeiro grande romance de Henry James, e talvez sua obra máxima. Em um século em que a esposa burguesa insatisfeita tornou-se um personagem literário central, e o adultério um motivo romanesco recorrente, o autor colocou em cena uma heroína singular, cuja carência essencial é de outra ordem. James constrói sua história como um jogo em que cada coisa se transmuta em seu oposto – liberdade em destino, afeto em traição, pureza em artimanha – e vice-versa.


Os inocentes

Publicado em 1898, Os inocentes só está disponível na Estante Virtual. O livro conta a história de um grupo de amigos que se reúne em torno de uma lareira, em uma antiga casa, para contar histórias sobre assombrações.


Os espólios de Poynton

Os espólios de Poynton, publicado pela primeira vez em 1896, na revista The Atlantic Monthly, inaugura o famoso estilo elaborado da maturidade de Henry James. Numa trama que envolve uma herança especial (uma belíssima propriedade, Poynton, no sul da Inglaterra, e toda uma coleção de objetos de arte) e três mulheres tentando manipular um homem sem grandes predicados de inteligência e bom gosto, James cria personagens de grande complexidade psicológica ao mesmo tempo que faz críticas aos costumes e ao esnobismo exagerado dos ingleses.


A herdeira – Washington Square

Publicado em 1880, A herdeira é um romance clássico, ambientado na Nova York de meados do século XIX, uma sociedade ainda bastante provinciana e fechada. A história gira em torno das conquistas e decepções afetivas de Catherine Harrington, uma heroína que fez de Henry James um dos primeiros autores feministas da literatura moderna.


A taça de ouro

Clássico da literatura de língua inglesa, este romance apresenta uma crônica dos costumes das classes mais altas da Inglaterra na virada do século XX. Maggie, filha de Adam Verver, um milionário americano que coleciona obras de arte, casa-se com Amerigo, um príncipe de família nobre, porém empobrecida. Uma evidente troca de dinheiro por posição social.


Os quatro encontros

Os três contos representam épocas diferentes do trabalho de Henry James. No entanto, é possível detectar em todos eles as preocupações que atravessaram toda a obra do autor. É com surpresa e interesse que penetramos no mundo dos sentimentos e emoções das personagens, nas histórias que mostram os estranhos caminhos que levam as pessoas a grandes perigos e a uma luta desigual entre presente e passado.


Qual seu livro preferido de Henry James? Comente e participe! 🙂


Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos

Últimos posts por Gabriela Mattos (exibir todos)

Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares