A versatilidade de Chico Anysio

(5 Estrelas - 1 Votos)

Conhecido por seus personagens e bordões, humorista nasceu em 12 de abril de 1931. Selecionamos livros que contam melhor sua trajetória

Ao falarmos sobre a comédia brasileira, o primeiro nome que vem à mente é de Chico Anysio. Nascido em 12 de abril de 1931, na cidade de Maranguape, no Ceará, o humorista era conhecido por sua versatilidade: durante a carreira, criou 209 personagens. Entre os mais famosos estão o Professor Raimundo, Alberto Roberto, Bento Carneiro, Azambuja e Pantaleão.

Após passar o início da infância no interior do Ceará, mudou-se com a família, aos oito anos, para o Rio de Janeiro. Dez anos depois, começou a trabalhar na Rádio Guanabara, onde foi locutor de rádio, comentarista de futebol e rádio ator. Já na televisão, ele estreou no programa “Aí vem dona Isaura”, na TV Rio, emissora na qual o humorista participou ainda de outros quatro programas.

Sorrir é, e sempre será, o melhor remédio.”

O primeiro maior destaque de Chico Anysio foi no fim dos anos 1960, quando criou o “Chico Anysio Show”, nas TVs Tupi e Excelsior. No fim da mesma década, ele lançou o “Chico City”, onde divulgou seus principais personagens, como o Professor Raimundo, que conquistou maior notoriedade em “A escolinha do professor Raimundo”, na TV Globo, em 1990.

Além da atuação na televisão, Chico Anysio teve uma presença marcante na música: compôs mais de 300 músicas, sendo algumas canções gravadas com grandes nomes do meio musical, como Dolores Duran e Dalva de Oliveira. O comediante também participou de espetáculos teatrais e publicou livros. Chico Anysio morreu em 23 de março de 2012, aos 80 anos. Que tal conhecer algumas obras do humorista? Confira a lista completa!


Sou Francisco

Este é um dos livros raros que você só encontra no site da Estante Virtual. Nesta autobiografia, Chico Anysio conta fatos de sua vida, desde 1930 até os estúdios da TV Globo, na década de 1990. O humorista lembra ainda sua passagem pela TV Record e seus tempos de rádio.


Salão de sinuca

Durante 41 anos de shows, Chico Anysio criou, pesquisou e contou milhares de piadas. Este livro, que você não encontra mais nas livrarias físicas, é uma coletânea de piadas do maior humorista do Brasil.


Armazém do Chico

Neste livro, você vai se divertir e curtir histórias incríveis de Chico Anysio. Tem de tudo um pouco: gente famosa, futebol, tênis, namorados, doces, atores, jóqueis e motoristas. A ideia aqui é não esconder absolutamente nada. “Me considero um privilegiado de ter construído até aqui uma vida agitada, criativa e cheia de graça”, diz o humorista.


3 casos de polícia

Três casos de polícia. Uma sugestiva relação criminal entre ficção e realidade. A trama decorrente do insuspeitado convívio entre hábito e acaso. A trapaça da memória cobrando velhas dívidas. Três relatos, escritos de forma envolvente e sensível, ocorridos em três cidades que, afinal, são a mesma, e em qualquer parte do planeta. E tema – o ambiente delituoso e não propriamente marginal – já anteriormente visitado por Chico Anysio, porém de maneira distinta.


O fim do mundo é ali

Inspiradas nas cenas do cotidiano do povo brasileiro e nos seus mais variados estereótipos, as 43 histórias do livro O fim do mundo é ali têm como ponto comum o humor e a malícia característicos do artista e refletem a sua verve e sua compreensão pelos sentimentos populares.


Fazedores de histórias

Fazedores de Histórias não poderia ter sido batizado com um nome melhor. Afinal, o livro é isso, um apanhado de histórias de um dos mais célebres contadores brasileiros: Chico Anysio – alçado à fama a partir dos inúmeros personagens que criou – seja estereotipando figuras e interpretando com maestria e genialidade seja conferindo personalidade e vida próprias aos tipos que fazem parte de suas obras literárias. No auge de sua maturidade artística, Chico presenteia os leitores brasileiros com alguns de seus melhores contos.


Você também é fã de Chico Anysio? Comente e participe! 🙂


Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos

Últimos posts por Gabriela Mattos (exibir todos)

Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares