Que tal livros clássicos por até R$ 15?

(5 Estrelas - 1 Votos)

Selecionamos títulos de todos os gostos com preços bem acessíveis. Veja a lista completa e escolha sua próxima leitura!

Nada como os clássicos, ainda mais com preços bem acessíveis. Esses livros marcaram épocas, ultrapassaram gerações e ainda conquistam milhares de leitores. Há inúmeros títulos clássicos marcantes, tanto na literatura brasileira e quanto na mundial. É difícil até de escolher apenas um, né?

Para ajudar na escolha da sua próxima leitura, fizemos uma lista com oito dos principais clássicos literários, com preços até R$ 15 no site da Estante Virtual. A seleção reúne livros inesquecíveis e consagrados para todos os gostos, desde romances até infantojuvenis. Confira!


Dom Casmurro, de Machado de Assis

É quase impossível não começar a lista com Dom Casmurro, de Machado de Assis, clássico dos clássicos. Ao criar a personagem Capitu, a espantosa menina de “olhos oblíquos e dissimulados”, de “olhos de ressaca”, o autor nos legou um incrível mistério, até hoje indecifrado. Há quase cem anos os estudiosos e especialistas o esmiuçam, o analisam sob todos os aspectos. Embora o autor se tenha dado ao trabalho de distribuir pelo caminho todas as pistas para quem quisesse decifrar o enigma, ninguém ainda o desvendou.


O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde

Em um dos romances mais aclamados de todos os tempos, Oscar Wilde apresenta uma forma surpreendente de criticar a vaidade, a moral corrompida e a arrogância humana.


A mulher desiludida, de Simone de Beauvoir

A mulher desiludida contém contos curtos que procuram expressar a fragilidade da mulher moderna – do envelhecimento até a solidão, culminando na indiferença do ser amado. As histórias deste livro buscam mostrar uma visão compassiva e lúcida sobre as desigualdades e complexidades da vida.


Hai-kais, de Millôr Fernandes

O hai-kai foi criado no Japão e é, por definição, um pequeno poema composto de três versos, e não possui rima, que foi acrescentada nas suas versões ocidentais. Este tipo de verso popularizou-se no século XVII com Bashô. Millôr Fernandes recriou o hai-kai e adaptou-o ao dia-a-dia, tornando-o uma das suas mais conhecidas formas de expressão. Neste livro foram reunidos alguns hai-kais criados entre 1959 e 1986.


Cai o pano, de Agatha Christie

A convite de Poirot, o capitão Hastings retorna ao local da primeira investigação de ambos: a mansão Styles. O tempo passou, o detetive belga envelheceu e está em uma cadeira de rodas; já a antiga mansão foi reduzida a uma mera hospedaria. A visita, porém, se revela mais que um reencontro entre velhos amigos. O instinto de Poirot, ainda afiado, lhe diz que entre os hóspedes há um assassino. E ele precisa que Hastings o ajude a identificá-lo antes que haja mais uma vítima – e antes que seu tempo acabe.

Cai o pano, de Agatha Christie

Alice no país das maravilhas, de Lewis Carroll

A lista não poderia deixar de lado um dos principais clássicos infantojuvenis. Passados quase 150 anos da publicação original, a clássica história de uma menina chamada Alice, que entra em uma toca atrás de um coelho falante e cai em um mundo de fantasia, continua popular. É uma obra-prima que não pode faltar na sua biblioteca.


Orgulho e preconceito, de Jane Austen

Na Inglaterra do final do século XVI, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de 20 anos, uma das cinco filhas de um espirituoso mas imprudente senhor, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína.


Senhora, de José de Alencar

José de Alencar, um dos maiores autores do romantismo brasileiro, retrata neste livro a burguesia e seu temas voltados para o público feminino. O dinheiro é sempre um fator que aproxima ou afasta temporariamente os casais. Orgulho, ciúme e paixões bruscas movem os corações de seus personagens. Romance de paixão, amor, ódio, vingança e perdão.


O que você achou da lista? Comente e participe! 🙂


Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *