Veja os 10 livros mais vendidos de março

(3.6 Estrelas - 5 Votos)

Que tal conhecer as obras mais procuradas na Estante Virtual durante o mês? Confira o nosso ranking completo!

Em meio a tantas leituras, os clássicos sempre se destacam entre os livros mais vendidos da Estante Virtual. Em março não foi diferente! Quarto de despejo – Diário de uma favelada, de Carolina Maria de Jesus, voltou a ser a obra mais procurada do nosso site. O livro narra o sofrimento de uma mulher negra e pobre, que vive à margem da sociedade.

Já na segunda colocação aparece O pequeno príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, seguido de A ilha perdida, de Maria José Dupré, dois dos principais clássicos infantojuvenis. O nosso ranking de março também traz uma novidade: O milagre da manhã, de Hal Elrod.

Ficou curioso? Confira a nossa lista completa e escolha sua próxima leitura!


Quarto de despejo – Diário de uma favelada, de Carolina Maria de Jesus

Com linguagem simples, Quarto de despejo retrata o duro cotidiano de uma favelada. Na obra, uma mulher negra e pobre conta o que viveu, sem artifícios ou fantasias. Escrito em primeira pessoa, o texto registra fatos políticos e sociais importantes do Brasil, entre 1955 e 1960. A leitura nos coloca em contato com cinco anos da vida da personagem, que representa a voz dos excluídos, marginalizados e estereotipados da nossa sociedade.


O pequeno príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry

O pequeno príncipe sempre marca presença nas listas de mais vendidos da Estante Virtual. O clássico é um dos primeiros que vem à mente de crianças e adultos. Estamos falando daquela magia que é vista poucas vezes na beleza da vida. Neste livro, o autor narra a história em que um pequeno príncipe conta sua própria história (da sua flor e do seu pequeno planeta). Por meio de imagens simbólicas, o enredo se consolida na representação do próprio escritor em um monólogo interior entre o “eu” e o “outro”.


A ilha perdida, de Maria José Dupré

A ilha perdida, de Maria José Dupré, é um dos clássicos da literatura infantil e novamente está presente no nosso ranking. O livro conta a história dos amigos Eduardo e Henrique, que resolvem explorar uma misteriosa ilha e descobrir se as histórias que ouvem sobre o lugar são reais. A dupla envolve-se em uma grande aventura, na qual um velho sábio ensina o respeito e o amor à natureza.


Quincas Borba, de Machado de Assis

Pela segunda vez seguida, o livro Quincas Borba, de Machado de Assis, voltou a se destacar na lista dos mais vendidos, mas agora em 4º lugar.
Neste romance da maturidade do autor, a história do provinciano Rubião – herdeiro da fortuna do idiossincrático filósofo Quincas Borba – e dos tipos urbanos da corte que o levam à ruína é narrada com o distanciamento, o ceticismo e o senso de humor implacável de que só Machado de Assis era capaz.


A droga da obediência, de Pedro Bandeira

Este livro narra a história de uma turma de adolescentes que enfrenta o mais diabólico dos crimes. Com mistério e suspense, cinco estudantes – os Karas – enfrentam uma macabra trama internacional: o sinistro Doutor Q.I. pretende subjugar a humanidade aos seus desígnios, aplicando na juventude uma perigosa droga.

droga da obediencia

Vidas secas, de Graciliano Ramos

Vidas Secas é um dos principais romances de Graciliano Ramos. O que impulsiona os personagens é a seca, áspera e cruel, e paradoxalmente a ligação telúrica, afetiva, que expõe naqueles seres em retirada, à procura de meios de sobrevivência e um futuro.


O milagre da manhã, de Hal Elrod

Esta é a primeira vez que O milagre da manhã, de Hal Elrod, aparece na lista de mais vendidos da Estante Virtual. Neste livro, o autor explica os benefícios de acordar cedo e desenvolver todo o nosso potencial e as nossas habilidades. A obra permite que o leitor alcance níveis de sucesso jamais imaginados, tanto na vida pessoal quanto profissional. A mudança de hábitos e a nova rotina matinal proposta por Hal vai proporcionar melhorias significativas na saúde, na felicidade, nos relacionamentos, nas finanças e na espiritualidade.


A revolução dos bichos, de George Orwell

Este clássico de George Orwell voltou para o nosso ranking. A revolução dos bichos foi escrito durante a Segunda Guerra Mundial e causou desconforto ao satirizar a ditadura stalinista em uma época em que os soviéticos eram aliados ao Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. São claras as referências, como o despótico Napoleão que seria Stálin e os eventos políticos da União Soviética. 

A Revolução dos Bichos

Dom Casmurro, de Machado de Assis

Ao criar a personagem Capitu, em Dom Casmurro, a espantosa menina de “olhos oblíquos e dissimulados”, de “olhos de ressaca”, Machado de Assis nos legou um incrível mistério, até hoje indecifrado. Há quase cem anos os estudiosos e especialistas o esmiuçam, o analisam sob todos os aspectos. Embora o autor se tenha dado ao trabalho de distribuir pelo caminho todas as pistas para quem quisesse decifrar o enigma, ninguém ainda o desvendou.

dom-casmurro

Capitães da areia, de Jorge Amado

Desde o seu lançamento, em 1937, Capitães da Areia causou escândalo: inúmeros exemplares do livro foram queimados em praça pública, por determinação do Estado Novo. Romance de formação, o livro nos torna íntimos de suas pequenas criaturas, cada uma delas com suas carências e suas ambições: do líder Pedro Bala ao religioso Pirulito, do ressentido e cruel Sem-Pernas ao aprendiz de cafetão Gato, do sensato Professor ao rústico sertanejo Volta Seca. 


O que você achou da lista? Comente e participe!


Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista, editora do Estante Blog e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *