100 anos de Nelson Mandela, ícone da luta contra o Apartheid

(4.4 Estrelas - 11 Votos)

Para comemorar o nascimento de Madiba, conheça livros que explicam melhor sobre a vida do líder sul-africano vencedor do Prêmio Nobel da Paz

Líder sul-africano que comandou a luta contra o Apartheid, Nelson Mandela completaria 100 anos neste 18 de julho. Também conhecido como Madiba, é um dos principais símbolos de luta e resistência no mundo. Ele passou quase 30 anos na prisão e, em 1993, venceu o Prêmio Nobel da Paz. Entre 1994 e 1999, foi presidente da África do Sul e até hoje é considerado o pai da moderna nação do país.

Nascido em um pequeno vilarejo da região do Transkei, Mandela foi o primeiro integrante da família a entrar em uma escola. Aos sete anos, perdeu o pai e precisou trocar de colégio. Aos 16 anos, mudou-se para a cidade de Fort Beaufort e se interessou por boxe e corridas.

A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo.”

Mandela começou a se envolver com movimentos sociais na faculdade. No primeiro ano do curso de Direito, na Universidade de Fort Hare, ele foi integrante de um movimento contra as políticas da instituição e acabou sendo expulso. Terminou os estudos por correspondência na Universidade da África do Sul, em Johanesburgo. Ainda como universitário, colocou-se contra o regime do Apartheid, que negava direitos sociais, econômicos e políticos a negros, indianos e mestiços.

Em 1942, Mandela afiliou-se ao Congresso Nacional Africano e fundou a Liga Jovem do CNA dois anos depois. Tornou-se o mais ativo do grupo após a vitória do Partido Nacional, que apoiava a segregação racial. Em 1955, ele divulgou a Carta pela Liberdade, na qual reunia pontos contra o Apartheid.

Prisão e prêmio

O massacre de Sharpeville foi decisivo para a entrada de Mandela na luta armada. Na ocasião, 69 pessoas foram mortas e 180 ficaram feridas durante um protesto anti-Apartheid. Após o combate, ele foi nomeado o comandante do braço armado do CNA e comandou uma campanha de sabotagem contra alvos militares e do governo.

Bravo não é quem sente medo, é quem o vence.”

Ele foi preso, ficou quase 30 anos na cadeia e foi solto apenas em 1990. Primeiro presidente negro da África do Sul, comandou a transição do Apartheid e conquistou o respeito da nação sul-africana. Três anos depois de ser solto da prisão, o líder sul-africano conquistou o Prêmio Nobel da Paz.

Para comemorar o centenário de Nelson Mandela, selecionamos seis livros que mostram e explicam melhor a vida desse ícone mundial. Confira a lista completa!


Conversas que tive comigo

Conversas que tive comigo traça um retrato pessoal de Nelson Mandela, um dos maiores líderes do mundo. Com prefácio assinado pelo ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama, a obra é baseada no arquivo pessoal de materiais inéditos de Mandela. O livro reúne diários da prisão, anotações sobre as negociações para o fim do Apartheid, correspondências, recortes de jornais e rascunhos de gravações inéditas.

Conversas que tive comigo, de Nelson Mandela


A luta é a minha vida

Esse é um dos livros raros de Nelson Mandela que você só encontra na Estante Virtual. A luta é a minha vida ajuda no entendimento da luta contra o Apartheid e do movimento de resistência da população africana pela sua dignidade. Essa obra mostra que a vida de Mandela é a própria encarnação da luta.

A luta é a minha vida, de Nelson Mandela


Meus contos africanos

Organizado pelo próprio Nelson Mandela, Meus contos africanos reúne histórias tão antigas quanto a África e também herdados dos povos san e khoi, originalmente caçadores e criadores de animais pioneiros. Com ilustrações, a obra retrata o brilho ofuscante do sol africano, o tom azul das montanhas no horizonte e o repouso oferecido pela água e pela mata.

Meus contos africanos, Nelson Mandela


Longa caminhada até a liberdade

Longa caminhada até a liberdade reúne memórias de Nelson Mandela. Neste best-seller internacional, o líder sul-africano conta detalhes sobre sua vida, que envolveu um épico de lutas, esperança, revezes e triunfo. Mandela descreve o desenvolvimento de sua atuação política, seu papel essencial na formação da Liga da Juventude do CNA e seus anos de clandestinidade. O prefácio da obra é assinado pelo ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso.

A longa caminhada até a liberdade, Nelson Mandela


Invictus – Conquistando o inimigo, de John Carlin

Em Invictus – Conquistando o inimigo, o jornalista John Carlin narra as eleições de 1994 na América do Sul. Em busca da união de brancos e negros, Nelson Mandela concordou em sediar a Copa do Mundo de Rúgbi. Por décadas, esse tipo de esporte foi um símbolo do Apartheid. O líder sul-africano precisava que o povo acreditasse no slogan “um time, um país”. Invictus foi adaptado para os cinemas em 2009 e foi sucesso de bilheteria.

 

Invictus, Conquistando o inimigo


Apontamentos para o futuro: Palavras de sabedoria

Apontamentos para o futuro reúne mais de 300 citações de Nelson Mandela, compiladas em cartas, discursos e gravações. Com introdução de Desmond Tutu, a obra é dividida em quatro aprtes: luta, vitória, sabedoria e futuro. Além de mensagens inspiradoras, o livro reúne o discurso, na íntegra, do líder sul-africano durante o Prêmio Nobel da Paz, em 1993.

Apontamentos para o futuro, Nelson Mandela


O que achou da lista? Comente e participe!

[wysija_form id=”5″]
Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

Um comentário em “100 anos de Nelson Mandela, ícone da luta contra o Apartheid

  • 18.07.2018 a 11:54 am
    Permalink

    Excelente o texto. Parabėns. 👏👍

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares