6 livros para os amantes do mundo geek

(3.1 Estrelas - 19 Votos)

Entramos no clima do universo geek! Conheça o significado do Dia da Toalha e seis livros que homenageiam a data

O dia 25 de maio, mais conhecido como o Dia da Toalha, tem um significado especial para os amantes do mundo geek: a data homenageia os fãs da série O Guia do Mochileiro das Galáxias, do escritor britânico Douglas Adams. A “trilogia de cinco livros“, como o autor define a saga, conta a história do personagem Arthur Dent, que teve sua casa demolida pela prefeitura da cidade onde mora. No entanto, a vida do jovem sofre uma reviravolta após alienígenas anunciarem a destruição da Terra. Ao lado de um amigo, ele conhece diversas figuras peculiares no espaço, como o robô depressivo Marvin.

Mas de onde surgiu o nome dessa data?

O Dia da Toalha é uma referência a um detalhe importante no enredo: ao uso da toalha, que seria útil em situações difíceis para os personagens. Os fãs de Adams costumam comemorar o 25 de maio carregando o objeto. É uma lembrança de que, por pior que as coisas pareçam, não há motivo para pânico.

Estaremos sempre preparados para enfrentar os perigos do universo, é só não esquecermos a toalha. Em homenagem à data, entramos no clima do universo geek e selecionamos seis livros indicados por Dionatan Simioni, do Blog Diolinux, e Felipe Arruda, do site Tecmundo.

LEIA TAMBÉM: Os 4 personagens mais nerds da literatura


O universo numa casca de noz, de Stephen Hawking

Para iniciarmos com o pé direito, nada como colocar uma das principais obras do físico teórico e cosmólogo britânico Stephen Hawking. Com uma linguagem simples, bem-humorada e voltada para o público leigo, o livro O universo numa casca de noz traz ilustrações, fotos e esquemas detalhados para mostrar descobertas da física teórica. O autor utiliza conceitos e ideias do cotidiano, como inflação e linhas ferroviárias, para explicar os conceitos da área.

Stephen Hawking, O universo numa casca de noz


Breve história de quase tudo, Bill Bryson

O escritor e cronista Bill Bryson foi motivado a escrever o livro Breve história de quase tudo após constatar que possuía pouco conhecimento sobre o planeta Terra. A partir da origem do universo, o autor passa ainda por assuntos do dia a dia e também por temas relacionados à física, geologia e paleontologia. O livro é ideal para quem busca conhecimento na área com profundidade, mas sem precisar ler textos com jargões técnicos.

Breve história de quase tudo, Bill Bryson


 Neuromancer, de William Gibson

Este livro é para os apaixonados por ciberpunk, subgênero da ficção científica que mistura tecnologia e cibernética nos enredos. Em Neuromancer, livro de estreia do escritor norte-americano William Gibson, o personagem ciberpunk realiza protestos contra o sistema das grandes corporações por meio de seu conhecimento acima da média em relação ao resto da população. Além do conceito de ciberspaço, a obra foi uma das primeiras a incluir as teorias de matriz e inteligências artificiais. Neuromancer também foi utilizado como base para a triologia de filmes Matrix.

Neuromancer, William Gibson


Admirável mundo novo, de Aldous Huxley

Um clássico é sempre um clássico e não poderíamos deixar de fora o Admirável mundo novo, de Aldous Huxley. No livro, o escritor inglês monta um universo em que os princípios científicos prevalecem e organizam uma sociedade. A história mostra que a literatura, a música e o cinema “só têm a função de solidificar o espírito de conformismo”. O ponto central da obra é uma crítica ao capitalismo, à indústria e aos avanços tecnológicos desenfreados. Escrito em 1931, o livro é atemporal e pode ser visto como um espelho do mundo em que vivemos atualmente.

Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley


O caçador de andróides, de Philip K. Dick

Um dos principais livros do escritor norte-americano Philip K. Dick, O caçador de andróides retrata um futuro não muito distante. A história se passa no ano 2021, quando uma sombria e mortífera poeira radioativa cobre o céu após uma guerra mundial que quase destruiu a Terra. Para fugir da morte, os humanos colonizam outros planetas e dividem o espaço com andróides (robôs humanóides) cada vez mais sofisticados. Os fãs do filme de ficção Blade Runner, que foi produzido pela primeira vez em 1982 e depois regravado em 2017, reconhecerão a trama, já que a obra de Dick foi uma das inspirações para o longa.

Philip K. Dick, O Caçador de Andróides


Trilogia da fundação, de Isaac Asimov

Publicada em 1966, a Trilogia da fundação, do escritor russo Isaac Asimov, é considerada uma das melhores séries de ficção científica. A saga conta a história do cientista Hari Seldon, que prevê o fim do “império humano” e de todo o conhecimento já adquirido ao longo dos milênios. O personagem não consegue impedir a destruição, então tenta reconstruir a glória da humanidade.

Fundação, de Isaac Asimov


Sentiu falta de algum livro nessa lista? Comente e participe!


Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Gabriela Mattos

Gabriela Mattos

Redatora em Estante Virtual
Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.
Gabriela Mattos
Comentários

Gabriela Mattos

Gabriela é jornalista e foi repórter em um jornal carioca. Viciada em comprar livros, é apaixonada por literatura contemporânea brasileira e jornalismo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares