De olho na Semana Santa! 10 livros para ler no feriado

(5 Estrelas - 1 Votos)

À procura por livros para ler no feriado? Lançamos uma campanha recheada de excelentes sugestões para você!

Mais um feriado para pausar a rotina e descansar! Embora curto, não importa se você vai viajar para longe ou se vai ficar em casa: um livro novo sempre cai bem! Pensando nisso, fizemos uma lista recheada de autores e autoras para te acompanhar. Entre as categorias, separamos escritores estrangeiros, nacionais, obras de autoconhecimento e destinadas a jovens escritores. Que tal conferir e escolher uma nova leitura para a Semana Santa?! Escolha os que ainda estão faltando na sua mala (e na sua estante) e aproveite!


A parte que falta, de Shel Silverstein

Sucesso disparado! A sinopse do livro infantil já nos prepara para o que está por vir: “ao explorar o mundo, [o protagonista] talvez perceba que a verdadeira felicidade não está no outro, mas dentro de nós mesmos”. Originalmente publicado em 1976, a história conta o drama de um ser ‘circular’, inicialmente incompleto, que busca por uma outra parte para a sua completude e felicidade. Embora a obra tenha chegado ao Brasil somente em 2013, tivemos um boom de vendas em fevereiro deste ano, após o lançamento do vídeo da youtuber Julia Tolezano, do canal  JoutJout Prazer, recomendando fortemente a leitura sensível e tocante. O autor Silverstein é conhecido por brincar com as palavras por meio de metáforas. Um convite à reflexão sobre o amor, relações interpessoais e tudo de mais belo que podemos encontrar dentro de nós!

A parte que falta, de Shel Silverstein

 

Assista o vídeo da Jout Jout que já ultrapassou a marca das 4,2 milhões de visualizações! Prepare-se para se emocionar!


O que o sol faz com as flores, de Rupi Kaur

Após o sucesso de mais de 100 mil exemplares vendidos com ‘Outros jeitos de usar a boca‘, esta obra é outra coletânea de poemas arrebatadores para refletir sobre raízes,  amadurecimento e fortalecimento da autoestima. Rupi Kaur é uma escritora indiana que já ganhou fãs no mundo inteiro pela combinação perfeita entre as palavras e ilustrações. Em cinco capítulos, a autora traz temáticas que fazem parte da jornada da vida, perpassando pelas fases do murchar, florescer, cair, crescer e enraizar – para, assim, celebrarmos o amor de todas as formas!

O que o sol faz com as flores, de Rupi Kaur


A sutil arte de ligar o f*da-se, de Mark Mason

Atenção: escrita crítica e sagaz! Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço. Coaching, autoajuda, desenvolvimento pessoal, mentalização positiva – sem querer desprezar o valor de nada disso, a grande verdade é que às vezes nos sentimos quase sufocados diante da pressão infinita por parecermos otimistas o tempo todo. É um pecado social se deixar abater quando as coisas não vão bem. Ninguém pode fracassar simplesmente, sem aprender nada com isso. Não dá mais. É insuportável. E é aí que entra a revolucionária e sutil arte de ligar o f*da-se. Uma libertação da felicidade maquiada!

A parte que falta, de Shel Silverstein


A amiga genial, Elena Ferrante

Se você ainda não começou a ler a série napolitana, precisa fazer isso em 2018. A misteriosa autora italiana, Elena Ferrante, conquistou fãs no mundo inteiro com a história de Lila e Lenu no pequeno bairro de Nápoles, na década de 1950. Elena, a menina mais inteligente da turma, tem sua vida transformada quando a família do sapateiro Cerullo chega ao bairro e Raffaella, uma criança magra, mal comportada e selvagem, se torna o centro das atenções. Essa menina, tão diferente de Elena, exerce uma atração irresistível sobre ela. É possível reconhecer-se e mergulhar em todas as relações humanas retratadas entre as amigas, entre pais e filhos e entre os casais.

A amiga genial, Elena Ferrante


A vida que ninguém vê, de Eliane Brum

Os acontecimentos que não viram notícias midiáticas e que não tem nada a ver com celebridades ganham o olhar, a vida e a atenção de Eliane Brum. Ela, uma das maiores cronistas do mundo, procura o extraordinário em cada vida anônima. Nesse sentido, o livro é uma tentativa (muito bem sucedida) de provar que não existem vidas comuns: o mendigo que jamais pediu alguma coisa; o carregador de malas que nunca voou; o macaco que, ao fugir da jaula, vai para um bar beber uma cerveja; o homem que comia vidro… Tudo isso e muito mais em uma obra que emociona pela simplicidade de cada prosa. Contos tão reais e tão bem ilustrados que, ao final, temos a sensação de que estamos saindo de um livro de ficção. Mas não é.


Propósito – a coragem de ser quem somos, de Sri Prem Baba

Em uma verdadeira viagem interior, a obra nos leva a refletir sobre os fundamentos da vida pessoal e coletiva. Assim, questionamentos sobre a existência e a nossa missão enquanto estamos vivos transformam-se em descobertas inimagináveis. Conhecido como um líder humanitário e mestre espiritual, o autor desafia seus leitores para que encontrem as chaves que aperfeiçoam o amor, a empatia e a coragem de ser quem realmente são – sem máscaras, sem expectativas alheias e sem medo.

Propósito - a coragem de ser quem somos, de Sri Prem Baba


O poder do hábito, de Charles Duhigg

Engana-se quem pensa que nossos hábitos são imutáveis. Charles se propõe a explicar a importância de uma rotina que valoriza cada atividade que precisamos realizar. Logo, o que para muitos parece quase impossível, o livro desmitifica a ideia de que nossos hábitos não podem ser transformados. Assim, a obra é um convite para quem buscam a reeducação, mudança e correção de costumes e comportamentos já naturalizados na vida. E, claro, tudo cooperando para o sucesso e a produtividade do que nos comprometemos a fazer!

O poder do hábito, de Charles Duhigg


Extraordinário, de R. J. Palacio

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Uma história emocionante de superação das diferenças e surpresas da vida!

Extraordinário, de R. J. Palacio


TED Talks: O guia oficial do TED para falar em público, de Chris Anderson

Saber se expressar de forma objetiva em público é um desafio. Tanto que, para muitas pessoas, é uma utopia. Este livro que buscam uma oratória exemplar em palestras curtas, francas e cativantes. Desde que assumiu o comando das conferências TED, em 2001, Chris Anderson, acompanhou de perto os bastidores das apresentações individuais e decidiu dividir as estratégias fundamentais para um discurso eletrizante – independentemente da temática. Este é um manual definitivo do século XXI para quem quer aprender a falar em público com confiança e sucesso.

TED Talks: O guia oficial do TED para falar em público, de Chris Anderson

 


No seu pescoço, de Chimamanda Ngozi Adichie

A escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie domina bem a arte de combinar narrativas ficcionais. Consagrada pela escrita de diversos romances e ensaios, a autora apresenta doze contos que resgatam temáticas voltadas as pautas de imigração, da desigualdade racial, dos conflitos religiosos e das relações familiares. ‘No seu pescoço’ é um convite à empatia, combinando técnicas da narrativa convencional com experimentalismo – extremamente detalhista, profundo e surpreendente.

No seu pescoço, de Chimamanda Ngozi Adichie

 

Mergulhe nos livros da nossa campanha e tenha um feriado ainda mais inesquecível!


Qual dos livros você gostaria de ler neste feriado?


Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Andréia Coutinho Louback

Andréia Coutinho Louback

Jornalista em Estante Virtual
Apaixonada por histórias e viciada em comprar livros. Sou uma mulher negra que atua rumo à superação do racismo na sociedade, em especial, na área da comunicação.
Andréia Coutinho Louback
Comentários

Andréia Coutinho Louback

Apaixonada por histórias e viciada em comprar livros. Sou uma mulher negra que atua rumo à superação do racismo na sociedade, em especial, na área da comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares