Projeto literário compartilha arte em forma de poesia via internet

(2.8 Estrelas - 28 Votos)

Que tal um intervalo poético (e virtual) para relaxar? Fique por dentro dessa novidade e desfrute!

O projeto literário intitulado A poesia deste momento chegou com força para conquistar os amantes de poemas clássicos e contemporâneos. A iniciativa nasceu no coração do jornalista Ennio Rodrigues, pesquisador da Universidade de Ouro Preto. Inspirado na obra Poesia, um dos escritos de Carlos Drummond de Andrade, cada acesso às páginas do blog comunica o poder infindável que os versos têm. “A proposta é formar um coletivo colaborativo que promova, propague e incentive a leitura de obras poéticas. Ao acessar o site, o navegante encontra um ambiente que privilegia a palavra, o conforto de leitura e a simplicidade. Apenas um poema aleatório e nada mais”, explica.

De Minas Gerais para o mundo afora

A ideia do espaço virtual é inclusiva, buscando alternar entre autoras e autores novos e antigos, assim como destacar trabalhos pouco conhecidos. A poesia deste momento nasceu na cidade histórica Mariana (MG) e, desde então, tornou-se um refúgio literário aos que desejam se inspirar com “porções” de poesia ao longo do dia. O coletivo se desdobrou pelo Facebook e Twitter e são atualizados periodicamente, gerando uma atmosfera colaborativa – na qual os leitores têm liberdade para propor e compartilhar o conteúdo literário que desejarem.

Em um passeio pelo hall da página, já encontramos grandes nomes da literatura que marcaram períodos históricos específicos. Nomes como Cecília Meirelles, Manuel Bandeira, Álvaro de Campos, Vinícius de Moraes e Fernando Pessoa já marcam presença para conquistar diversos públicos. Adélia Prado, Paulo Leminski e William Sheakspeare também não podiam ficar de fora.

Perspectivas literárias

A maior expectativa é que o projeto literário alcance o máximo de pessoas – tanto os que são familiarizados com poesias, quanto quem ainda não teve um contato forte . “A cada acesso, uma nova obra, corretamente atribuída aos autores e com um link, caso o leitor queira conhecer melhor a produção daquele/a artista”, reforça Ennio. Para fomentar um espaço de colaboração ativo e produtivo, diversas formas de expressão são bem vindas: composições próprias, envio de imagens, intervenções urbanas poéticas e o que mais a sua criatividade permitir!

 

PERGUNTA + RESPOSTA

Estante Virtual: Quando foi o lançamento nas mídias sociais?
Ennio: 13 de dezembro de 2017 foi quando fiz a primeira postagem no site, no Twitter e na página. A página possui alguns posts anteriores, mas era de uma outra proposta chamada “Literatura Casual”. O projeto antigo era bem menos estruturado e focado, quase um hobby apenas, mas decidi já usar as poucas dezenas de seguidores que já tinha por lá.

Estante Virtual: E qual foi a principal motivação, o insight que te levou a estrear a plataforma de poesias?
Ennio: A principal motivação era justamente de querer conhecer novos poetas e novos poemas. Na internet encontrei vários sites com antologias e catálogos, mas ou eram por nomes dos autores/autoras ou eram citações não muito confiáveis. Achei tudo um pouco burocrático demais, sabe? Então, dessa vontade minha veio a ideia. Então, discutindo com colegas ela foi se aperfeiçoando para a proposta de uma roleta literária, do espaço de colaboração para leitores e novos escritores/escritoras, a proposta de estar também nas redes sociais. A coisa foi ganhando corpo ao longo de todo o ano de 2017. No final do ano, então, o Eduardo Gabão topou colocar a mão na massa e desenvolver o projeto, ele a parte de programação e design e eu com a concepção. Foi um debate muito intenso e divertido. Estamos muito empolgados com o projeto.

Estante Virtual: Conte-nos os seus sonhos e perspectivas para o projeto?
Ennio: O que eu ia achar sensacional é que ele se tornasse uma verdadeira comunidade de leitores de poesia e poetas. Que o aspecto colaborativo realmente se concretizasse e uma comunidade de colaboradores se estabelecesse. Tanto do meu ponto de vista pessoal de estar sempre em contato com uma produção poética viva, contemporânea, vibrante, quanto mesmo pelo aspecto de incentivar as pessoas a lerem. Porque a poesia tem essa força incrível, né? Poucas linhas, imensas emoções e reflexões. Além, claro, de se tornar mesmo um espaço virtual de refúgio para as pessoas que estejam estressadas, com pouco tempo ou sem muita disposição para garimpar ou que queiram só se surpreender com um poema aleatório. Me dá uma sensação boa pensar em alguém precisando de algo assim e se lembrando do “A poesia deste momento”.

Estante Virtual: Como você espera que o projeto avance daqui a 5 anos, por exemplo?
Ennio: Não tenho um planejamento estabelecido assim tão concreto, com tempo, prazo. Eu acho que a proposta está bem “redonda” e tem muito espaço para crescer (Quem sabe pensar em eventos “no mundo real” para troca de poemas? Resenhas? Entrevistas com autores? Vídeos de declamação? Parcerias com espaços culturais ou instituições de ensino?). As possibilidades são muitas, mas não estamos pensando em nada disso no momento. O foco é alcançar o máximo de pessoas interessadas em poesia e propor uma troca de poemas com o intuito de construir uma comunidade interessada nessa arte tão clássica quanto atual.

É ou não é um projeto literário incrível? Compartilhe essa ideia!


Conhece outros projetos literários e inspiradores? Mande dicas pra gente!


Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Andréia Coutinho Louback

Andréia Coutinho Louback

Jornalista em Estante Virtual
Apaixonada por histórias e viciada em comprar livros. Mestre em relações étnico-raciais, ela atua rumo à superação do racismo na sociedade, em especial, na área da comunicação.
Andréia Coutinho Louback
Comentários

Andréia Coutinho Louback

Apaixonada por histórias e viciada em comprar livros. Mestre em relações étnico-raciais, ela atua rumo à superação do racismo na sociedade, em especial, na área da comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares