5 livros de Sinclair Lewis, o primeiro autor americano ganhador do Nobel

(4 Estrelas - 1 Votos)

Sinclair Lewis foi o primeiro escritor norte-americano a receber o prêmio Nobel de Literatura, em 1930.

Sinclair Lewis nasceu em 7 de fevereiro de 1885, na vila Sauk Centre, em Minnesota, nos Estados Unidos. Sinclair foi o primeiro autor norte-americano a ganhar o prêmio Nobel de Literatura, em 1930. A indicação para a premiação suíça foi feita por conta de sua “vigorosa e artística habilidade em criar, com crítica e humor, novos tipos de personagens e histórias”, além de seu trabalho ser conhecido pelo questionamento profundo do capitalismo e materialismo americano no período entre guerras.

Desde muito cedo, Lewis costumava escrever em um diário suas imaginações e sentimentos. Foi o mais novo dos três filhos de seu pai, Edwin J. Lewis, que foi um médico e um pai severo – encontrando dificuldade em lidar com a sensibilidade artística de Sinclair. Em seu discurso de agradecimento do Nobel de Literatura, o autor citou nomes como Theodore Dreiser, Willa Cather e Ernest Hemingway como os autores que mais o inspiraram. Além disto, criticou seu país: “Na America, a maioria de nós – não apenas os leitores, mas os escritores também – ainda tem medo de qualquer tipo de literatura que não glorifique tudo que seja norte-americano, desde as falhas e as virtudes”, o autor completou dizendo que os Estados Unidos era, naquele momento, o país mais depressivo que existia.

A visão de um futuro sombrio

Com um espírito livre e moderno, Sinclair Lewis escreveu uma de suas obras mais importantes, Não vai acontecer aqui, na qual narra uma história que parece ter sido baseada nas mais recentes eleições americanas, na qual Donald Trump foi eleito. O livro se desenvolve através da eleição inacreditável e pouco provável de um presidente vaidoso, falastrão, anti-imigrantes e demagogo, que acaba desencadeando um regime fascista no país.

Sinclair Lewis foi casado duas vezes e deixou dois filhos, um de cada união. Além de seus livros, o autor também escreveu peças de teatro, roteiros cinematográficos e crônicas, sendo respeitado por seu ponto de vista progressista, especialmente por ter criado muitos personagens femininos fora do senso comum de sua época. Em suas obras, as mulheres eram retratadas como trabalhadoras, fortes, modernas, influentes politicamente e socialmente. Em 1929, Lewis escreveu o romance Fogo de outono, que foi adaptado para o teatro e mais tarde para o cinema. O filme foi eleito em 2005 pela aclamada revista Time como um dos 100 filmes mais importantes dos últimos 80 anos.  Sinclair Lewis faleceu em 10 de janeiro de 1951, em decorrência de seu alcoolismo.

Confira as principais obras do autor!

 


Não vai acontecer aqui, de Sinclair Lewis

Uma sátira ácida, igualmente engraçada e preocupante, Não vai acontecer aqui mostra ao leitor que o pior pode acontecer em todos os lugares, e que o espírito livre precisa ser preservado. Um homem vaidoso, falastrão, anti-imigrantes e demagogo concorre à presidência dos Estados Unidos — e ganha. Ele declara o Congresso obsoleto, reescreve a Constituição e desencadeia uma onda fascista no país. Alguma semelhança com a realidade atual dos Estados Unidos? Parece que Sinclair Lewis previu, assustadoramente e tal como nos romances distópicos, o rumo nebuloso da humanidade.

Não vai acontecer aqui


Babbitt, de Sinclair Lewis

Babbitt é uma sátira da vida cotidiana americana no início do século XX, em seu comportamento conformista, pouco questionador e conservador, principalmente da classe média.

Babbit, de Sinclair Lewis


O nobre senhor Kingsblood, de Sinclair Lewis

Esta obra de Sinclair Lewis aborda o racismo, como pano de fundo o cenário americano de meados do século XX, onde a cor da pele se sobrepunha a qualquer outra questão da sociedade local. Com fortes emoções, misturando paixão e ódio, o livro consegue desenhar um amor incondicional, que se perpetua através de grandes dificuldades.

O nobre kingsblood


Rua principal, de Sinclair Lewis

Considerado seu maior sucesso literário, Rua Principal mostra o tédio e a aridez intelectual dos pequenos centros do oeste americano quando uma moradora do leste se casa com um médico e muda-se para uma retrógrada cidade do interior. Carol é uma jovem mulher, liberal, de espírito livre que foi criada em Saint Paul, Minnesota, a capital do estado e casa com Will, um médico de uma pequena cidade do interior. Alguns dos contemporâneos de Lewis consideraram o romance como muito sombrio, no seu retrato da vida e das pessoas incultas de uma pequena cidade. Os moradores de Minnesota chegaram a retirar o livro da biblioteca local, em protesto à retratação do autor sobre a vida do interior.

Rua principal


Doutor Arrowsmith, de Sinclair Lewis

A obra conta a história do brilhante médico e cientista Martin Arrowsmith e do seu percurso desde uma pequena cidade do Centro-Oeste dos EUA até aos escalões mais elevados da comunidade científica. Ao longo da história ele estuda numa escola médica, depois pratica medicina privada como o único médico e como funcionário regional de saúde da minúscula Wheatsylvania (Trigolandia) supostamente localizada no Dakota do Norte. O clímax do livro chega com a descoberta por Arrowsmith de um fago que destrói bactérias nas suas experiências, quando luta contra um surto de peste bubônica.

Doutor Arrowsmith


 Você já conhecia a obra do autor Sinclair Lewis? Deixe seu comentário e participe da conversa!


Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Thayane Maria

Thayane Maria

Redatora em Estante Virtual
Thayane Maria, jornalista e cinéfila. Além de escrever para o Estante Blog, também mantém o seu blog no Medium: @Msmidnightlover. Vive em eterna busca pelo excêntrico.
Thayane Maria
Comentários

Thayane Maria

Thayane Maria, jornalista e cinéfila. Além de escrever para o Estante Blog, também mantém o seu blog no Medium: @Msmidnightlover. Vive em eterna busca pelo excêntrico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares