7 livros de Truman Capote, o camaleão da literatura

Uma seleção para os fãs de Capote.

Truman Capote tinha fama de excêntrico, polêmico e, principalmente, corajoso. Sua fama não era à toa: o autor foi pioneiro no uso de técnicas literárias no jornalismo, tornando o ofício uma expressão artística, algo que não era pensado até então.

Truman Capote nasceu em 30 de setembro em Nova Orleans, Estados Unidos, e teve uma infância bastante conturbada, uma consequência do divórcio de seus pais e as inúmeras migrações que teve com sua mãe. O autor começou sua carreira em 1940 como colunista social da revista The New Yorker e não muito tempo depois passou a publicar seus próprios contos. Capote foi responsável pela desconstrução da vida na alta sociedade americana no seu auge, em meados do século XX. Ele foi dono de uma obra literária notável, com romances, contos, crônicas e peças teatrais. Capote faleceu em sua casa em Los Angeles, Califórnia, no dia 25 de agosto de 1984.

Confira a nossa lista com os principais livros do autor!


Bonequinha de luxo, de Truman Capote

Foi baseada nesta obra que o filme do mesmo título foi eternizado no cinema por Audrey Hepburn. Em plena Segunda Guerra Mundial, um jovem escritor vai tentar a sorte em Nova York, pagando aluguel em um prédio decadente em que, alguns andares abaixo, uma jovem ganha a vida com muita graça e com pouca “respeitabilidade”. Aos poucos, ela se torna o centro das atenções do escritor, intrigado com o enigma da jovem que, com uma passagem por Hollywood, transforma a si mesma em uma personagem singular. 

Bonequinha de luxo
Clique aqui e confira na Estante Virtual

A sangue frio, de Truman Capote

Esta obra foi consagrada como pioneira do estilo chamado new journalism, ou o novo jornalismo, que em suma significa um jornalismo feito com técnicas da literatura. Com o objetivo de fazer uma reportagem sobre o assassinato de um casal e de seus dois filhos, ocorrido em 1959 no Kansas, Estados Unidos. O autor passou mais de um ano na região, entrevistando os moradores e investigando o crime. Sem gravador ou bloco de notas, o escritor foi munido apenas de sua memória fugaz e de seu talento extraordinário para observar detalhes e enxergar além do óbvio, que culminou em um clássico que o tornou a figura central do jornalismo literário.

A sangue frio
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Os cães ladram, de Truman Capote

Em Os cães ladram Capote, numa compilação de vários textos, confessa: “tudo o que consta aqui é factual, o que não significa que seja a verdade.” Capote estava preocupado com críticas a seu trabalho, e Gide, na tentativa de acalmar o ânimo do amigo, conclui com o provérbio árabe “os cães ladram e a caravana passa”, o qual o autor usou como título de sua obra. É nessa atmosfera confidencial que o leitor é convidado a mergulhar no mundo de Capote e em tudo que ele vivenciou ao longo de uma vida inteira de trabalho como jornalista.

Os cães ladram
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Música para camaleões, de Truman Capote

Em Música para camaleões, o último livro que Capote concluiu, o narrador divide a cena e a palavra com suas personagens. Na obra, os personagens e situações se revelam com clareza, beirando a ficção. Ele narra a vida de personagens, como ele mesmo, uma velha dama tocando piano para camaleões, um parceiro beatnik de Charles Mason, um serial killer contra um detetive no meio-oeste americano ou um velório na companhia de Marilyn Monroe. Uma coisa é certa: todos se revelam em exposição máxima.

Música para camaleões
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Ensaios, de Truman Capote

Talvez nenhum escritor do século XX tenha sido tão observador quanto Truman Capote. Ensaios é o primeiro volume dedicado unicamente a todos os ensaios publicados. De seus manuscritos sobre as viagens ao Brooklyn, Nova Orleans e Hollywood, escritos quando ele estava nos seus vinte e poucos anos até suas reflexões sobre a fama, fortuna e a arte de um escritor no auge de sua carreira estão reunidos neste livro. Esses ensaios são uma janela essencial para a o que foi a América no século XX, aberta por um de seus mais sagazes observadores.

Ensaios, de Capote
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Súplicas atendidas, de Truman Capote

Quando Capote lançou dois capítulos desta obra na revista americana Esquire, o impacto na mídia e no público foi grande. Capote contou a vida de amigos – disfarçando-os, claro, entre os personagens -, mas alguns se reconheceram no texto e cortaram todo tipo de relação com Capote. A alta sociedade americana ficou aterrorizada com a ideia de que mais polêmicas fossem divulgadas nos outros capítulos do livro e, por conta disto, excluíram o escritor de todos os círculos Hollywoodianos. Súplicas atendidas tinha a pretensão de ser o Em busca do tempo perdido moderno,  obra escrita por Marcel Proust. No entanto, o título ficou inacabado com a morte do autor, mas os capítulos publicados na revista e mais se tornaram este livro, tão controverso quando o próprio autor. 

Súplicas atendidas, de Truman Capote
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Travessia de verão, de Truman Capote

Ambientado na cidade de Nova York após a Segunda Guerra Mundial, o livro narra a história de uma jovem de família rica que é deixada sozinha pelos pais em sua cobertura da famosa Quinta Avenida durante as férias de verão. Livre para fazer o que quiser, Grady vive sem limitações um caso de amor com um rapaz judeu pobre, que trabalha num estacionamento do Brooklyn. O romance aos poucos se torna mais sério, fazendo com que a jovem precise tomar uma série de decisões que afetarão para sempre não só a sua vida, mas a de todos à sua volta.

Truman Capote, travessia de verão
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Qual o seu livro preferido de Capote? Conta pra gente!


Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Thayane Maria

Thayane Maria

Redatora em Estante Virtual
Thayane Maria, jornalista e cinéfila. Além de escrever para o Estante Blog, também mantém o seu blog no Medium: @Msmidnightlover. Vive em eterna busca pelo excêntrico.
Thayane Maria
Comentários

Thayane Maria

Thayane Maria, jornalista e cinéfila. Além de escrever para o Estante Blog, também mantém o seu blog no Medium: @Msmidnightlover. Vive em eterna busca pelo excêntrico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares