10 obras da literatura de cordel que vão encantar você

(2 Estrelas - 3 Votos)

Através da literatura de cordel, a cultura de uma região pode ser expressada.

Virgulino Ferreira da Silva, o famoso Lampião, nasceu no dia 7 de julho de 1897 no sertão pernambucano e teve como pano de fundo de sua morte o sertão sergipano. Ele e sua esposa, Maria Bonita, foram atingidos por tiros da polícia no dia 28 de julho de 1938. Lampião foi uma figura importante na história, pois foi o percussor do cangaço – uma manifestação caracterizada pelo banditismo, formada por causa da insatisfação com a realidade do sertão nordestino, na qual predominava a fome, a pobreza e a injustiça social.

A literatura de cordel, que é uma linguagem literária caracterizada por narrar uma história em forma de poesia e de rimas, tem este nome por conta da forma que os livros (ou folhetos) eram comercializados antigamente – pendurados em cordas ou barbantes. O cordel tornou-se uma vertente popular muito forte no nordeste do Brasil, onde as histórias e lendas do sertão foram imortalizadas, junto com os costumes e a cultura da região.

Selecionamos algumas obras em escritas em cordel que irão encantar você

Lampião foi no inferno e depois no céu chegou. São Pedro estava na porta e Lampião então falou: – Meu velho não tenha medo, me diga quem é São Pedro. E logo o rifle puxou!”Esta é, provavelmente, a narrativa de cordel mais popular. Em A chegada de Lampião no céu, o autor Rodolfo Coelho Cavalcante ilustra o imaginário social sobre como teria sido a redenção da alma de Lampião, primeiro no inferno e depois no paraíso.

A chegada de Lampião no céu, de Rodolfo Coelho Cavalcante
Clique aqui e confira na Estante Virtual

  • Cordel, de Patativa do Assaré

Esta obra, nada mais é, do que uma carta de amor em formato de cordel do autor Patativa do Assaré ao sertão nordestino e seus costumes. No livro, o autor expressa seus sentimentos e seu orgulho pela região e sua cultura.

Cordel, de Patativa do Assaré
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Este livro é bastante utilizado para os estudos sobre cultura popular nordestina, pois se trata de um mergulho até as tradições artísticas, literárias, musicais e sociais que caracterizam o nordeste brasileiro. A obra vai até as origens dessas tradições, passando pelo sertão e as lendas do cangaço.

Sertão alumiado pelo fogo do cordel encantado, de Ana Paula Campos Lima
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Desde o folclore até a literatura, este livro seleciona e conta as histórias por trás das maiores lendas, contos e costumes da região Nordeste do Brasil.

Histórias e lendas do Brasil - contos nordestinos, de Tia Regina
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Nesta obra, os leitores poderão conhecer melhor sobre as origens da literatura de cordel e os seus principais representantes – além dos temas regionais e influências que são mais adaptadas para esta linguagem literária.

Antologia da literatura de cordel, de Sebastião Nunes Batista
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Neste livro é narrada a história de Artur, um andarilho valente que em sua caminhada salva a bela Isadora das garras de uma onça. Isadora precisa encontrar a Pedra do Meio-Dia para salvar seu reino enfeitiçado por um gigante. A narrativa é toda em forma de cordel e ao final da leitura, o autor Bráulio Tavares explica as origens e características do gênero.

A pedra do meio-dia ou Artur e Isadora, de Braulio Tavares
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Esta é uma história que ressalta os tempos de mistério, amor, coragem e heroísmo e é contada com bastante sutileza através dos versos poéticos da literatura de cordel. É uma leitura para toda a família.

O príncipe e a fada, de Manoel Pereira Sobrinho
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Esta obra é a versão do paraibano Braulio Tavares para a famosa lenda medieval alemã, também consagrada pelos irmãos Grimm e pelo poeta inglês Robert Browning. Agora narrada em forma de cordel, ela encanta pela leveza que o ritmo dos versos repletos de métricas e as rimas dão a essa história impressionante, que mostra como a corrupção moral de um grupo político é capaz de provocar uma tragédia coletiva. Dessa maneira, os leitores poderão conhecer um pouco mais sobre a tradição oral alemã e sobre este gênero poético tão profundamente enraizado na cultura nordestina e brasileira.

O Flautista Misterioso e os Ratos de Hamelin, de Braulio Tavares
Clique aqui e confira na Estante Virtual

A Guerra dos Canudos, liderada por Antônio Conselheiro no território baiano, é contada com riqueza de detalhes poéticos através da narrativa de cordel, pelo autor José Calansans.

Canudos na Literatura de Cordel, de José Calasans
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Nesta obra, a trajetória de Lampião e sua trupe no sertão nordestino é narrada em forma de cordel, através de poemas metrificados e prosas repletas de rimas.

Lampião, o Capitão do Cangaço, de Gonçalo Ferreira da Silva
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Sugestão dos leitores

O pavão misterioso - José camelo de melo rezende
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Qual obra de literatura de cordel você já leu? E qual mais gostou? Deixe sua opinião!

 

Thayane Maria

Thayane Maria

Redatora em Estante Virtual
Thayane Maria, jornalista e cinéfila. Além de escrever para o Estante Blog, também mantém o seu blog no Medium: @Msmidnightlover. Vive em eterna busca pelo excêntrico.
Thayane Maria

Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Comentários

Thayane Maria

Thayane Maria, jornalista e cinéfila. Além de escrever para o Estante Blog, também mantém o seu blog no Medium: @Msmidnightlover. Vive em eterna busca pelo excêntrico.

Um comentário em “10 obras da literatura de cordel que vão encantar você

  • 29.07.2017 a 3:25 pm
    Permalink

    “O Pavão Misterioso” é um clássico da Literatura de Cordel. Deveria estar na lista. ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares