5 livros para celebrar o Dia do Orgulho LGBT

A data ficou marcada por conta de uma perseguição policial em 1969 contra gays e lésbicas.

No dia 28 de junho é celebrado o Dia do Orgulho LGBTI (lésbicas, gays, travestis, transexuais e pessoas intersex). A data é celebrada mundialmente por conta de um fato ocorrido em Nova Iorque, em 1969, no qual as pessoas que frequentavam um bar chamado Stonewall Inn – cujo o público maior era homossexual – reagiram a uma série de batidas policiais, que aconteciam no local com frequência. A perseguição da polícia durou três dias.

No ano seguinte, por conta do episódio, foi realizada a 1ª parada do orgulho LGBT, no dia 1º de Julho de 1970. Até hoje, embora a aceitação tenha crescido, a perseguição não terminou. Segundo o relatório Making love a crime, da Anistia Internacional, em 38 países da África a homossexualidade é considerada um crime e nos últimos anos ainda houveram tentativas da população de tornar esta lei ainda mais severa. No entanto, diversas ONG’s pelo mundo tem espalhado o amor e a igualdade como ideologia e muitos artistas de todos os segmentos culturais tem se posicionado sobre o assunto, aumentando a representatividade. Além disso, nós da Estante Virtual também defendemos a igualdade, o respeito e o amor para todos. Pensando nisso, selecionamos uma lista de obras urgentes sobre a temática, que nos tiram da zona de conforto e nos colocam em nosso papel como cidadãos e, acima de tudo, como seres humanos. Confira!


Risco de vida, de Alberto Guzic

Narra a história de amor de dois homens, no auge da liberdade sexual no Brasil, nos anos 80. A obra é uma mistura de romance e investigação jornalística, ambientada na vida cultural agitada de São Paulo na época. A história de amor encontra diversos desafios, cujo o maior é a epidemia da Aids.

alberto guzik - risco de vida
Clique aqui e confira na Estante Virtual

Dias de Ira, de Roldão Arruda

Com um timing de romance policial, esta obra narra a história de um jovem prostituto, além de mergulhar fundo nos assassinatos de homens gays em São Paulo, de 1986 até 1989. Dias de ira é , acima de tudo, uma representação literária do peso do preconceito na sociedade.

Clique aqui e confira na Estante Virtual

Sopa de letrinhas?, de Regina Facchini

Com ênfase no processo da criação das identidades de gênero que compõem a sigla LGBT, a autora Regina Facchini apresenta um estudo sobre o contexto social e político que cooperou para formação dessas categorias.

Clique aqui e confira na Estante Virtual

A Princesa, de Fernanda Farias de Albuquerque e Maurizio Jannelli

Esta biografia de uma trans brasileira é narrada por um ativista político italiano, a partir de um encontro inusitado em uma prisão em Roma. A trajetória de Fernanda é narrada desde sua infância no Nordeste, a prostituição na Europa até o seu desfecho trágico, mostrando a situação muitas vezes cruel da vida de transsexuais e travestis.

Clique aqui e confira na Estante Virtual

Dois Garotos Se Beijando, de David Levithan

De David Levithan, o mesmo autor de Will & Will e Todo dia, nesta obra ele narra a história de Craig e Harry, que estão tentando quebrar o recorde mundial do beijo mais longo. Craig e Harry não são mais um casal, mas já foram um dia.  Além deles, tem Peter e Neil que são um casal, mas seus beijos são diferentes. Ao mesmo tempo, Avery acaba de conhecer Ryan e precisa decidir sobre como contar para ele que é transexual, mas está com medo de não ser aceito.

Clique aqui e confira na Estante Virtual

Qual livro vocês adicionariam a lista? Deixe sua opinião!

Thayane Maria

Thayane Maria

Redatora em Estante Virtual
Thayane Maria, jornalista e cinéfila. Além de escrever para o Estante Blog, também mantém o seu blog no Medium: @Msmidnightlover. Vive em eterna busca pelo excêntrico.
Thayane Maria

Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Comentários

Thayane Maria

Thayane Maria, jornalista e cinéfila. Além de escrever para o Estante Blog, também mantém o seu blog no Medium: @Msmidnightlover. Vive em eterna busca pelo excêntrico.

3 comentários em “5 livros para celebrar o Dia do Orgulho LGBT

  • 22.08.2017 a 1:48 am
    Permalink

    Eu li muitos livros gays…mas pra mim o melhor autor gay eh o caío f abreu.

  • 21.07.2017 a 10:23 am
    Permalink

    Aperitivos líquidos; coquetel urbano; casais inteligentes engolem sapos. Ótimos livros com temática gay que saem do tradicional, são divertidos e engraçados. SUPER indico.

  • 04.07.2017 a 5:05 pm
    Permalink

    Brokeback Mountain – um conto escrito pela autora estadunidense Annie Proulx e publicado na revista The New Yorker em 1997.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares