Nos 20 anos de Harry Potter, veja algumas curiosidades da saga

Harry Potter e a Pedra Filosofal chegava nas livrarias britânicas no dia 26 de junho de 1997.

Com uma distribuição inicial de apenas 500 cópias, o primeiro livro do bruxo mais famoso do mundo fez pouco alarde nas primeiras semanas de venda nas livrarias da Inglaterra. As primeiras sessões de leitura de Harry Potter e a Pedra Filosofal foram desastrosas. A autora J.K Rowling lia os capítulos do livro tremendo, por conta das pouquíssimas pessoas que apareceram. Porém, o sucesso não demorou muito. As vendas dispararam e rapidamente a continuação era disputada por dez editoras diferentes. Após o lançamento dos primeiros quatro títulos da saga, J.K Rowling vendeu os direitos da história para o cinema.

Vinte anos, oito adaptações pro cinema e sete livros depois, Harry Potter não é visto apenas como um personagem: tornou-se um ícone cultural enraizado em nossa sociedade. No entanto, o processo de criação da autora foi baseado por algumas tragédias pessoais, como a morte de sua mãe, depressão, desemprego e divórcio. A trajetória de J.K. Rowling serviu de inspiração para a composição do universo do bruxo e também para os dilemas dos personagens na história. Pensando nisso, selecionamos algumas curiosidades sobre a saga. Confira!


  • Os Dementadores como personalização da depressão de J.K Rowling

A autora criou os dementadores como uma representação física de sua depressão. Esses seres sombrios tem como finalidade sugar a felicidade das pessoas, tal como na doença. Aos 20 anos, J.K Rowling mergulhou em uma depressão profunda após a morte de sua mãe.


  • Rony Wesley quase foi morto na história

Em meio a um período difícil de sua vida, a autora J.K. Rowling desejou matar o personagem do Rony na saga. Segundo ela, a vontade surgiu por puro despeito: “Pensei que poderia acabar com um dos 3 personagens principais. Por completo despeito. Mas eu acho que no fundo do meu coração, embora eu tenha considerado gravemente a morte do Ron, eu não teria feito isso”, desabafou.


Clique aqui e confira na Estante Virtual

  • Michael Jackson tentou fazer um musical sobre a saga

O cantor desejou montar um espetáculo musical inspirado nas aventuras de Harry Potter, no entanto, a autora J.K Rowling não aceitou a proposta.


  • A autora assinava apenas como J.K Rowling para que o público não soubesse que o livro era escrito por uma mulher

A editora sugeriu que a autora assinasse apenas como J.K Rowling, sem o primeiro nome Joanne, para que o público não soubesse que o livro era de uma mulher, com receio que o fato pudesse afetar as vendas.


  • Harry Potter nunca teria existido, se não fosse pela morte da mãe da autora

Em uma entrevista a apresentadora americana Oprah Winfrey, J.K Rowling afirmou que se sua mãe não tivesse morrido, a saga do bruxo mais famoso do mundo nunca teria sido feita: “Os livros são o que são porque ela morreu”, explicou a autora.


Confira todas as obras da saga de Harry Potter!

Clique aqui e confira na Estante Virtual

 


Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares