6 romances clássicos de Charles Dickens

Considerado o romancista inglês mais popular da era vitoriana, Charles Dickens morreu há 147 anos, deixando um legado escrito repleto de clássicos da literatura.

 

Nascido Charles John Huffam Dickens, Charles Dickens foi educado por sua mãe, que o ensinava diariamente inglês e latim. Ele era um leitor ávido desde criança, seus autores preferidos nesta época eram os de Tobias Smollett e Henry Fieldin, e as histórias que lia e relia eram As mil e uma noites e Dom quixote. Passou por alguns problemas pessoais que o marcaram, como a prisão de sua família por conta de dívidas. Para ajudá-los, Dickens trabalhou em uma fábrica desde os 12 anos. No entanto, após a melhoria da situação financeira de sua família, sua mãe não o tirou da fábrica, que pertencia a um amigo dela, uma atitude que o Charles nunca perdoou. Futuramente, o trauma vivido o autor escrever frequentemente em sua obra sobre as más condições de trabalho que vivenciou, e que toda a classe operária inglesa enfrentou durante a revolução industrial. Mais tarde, descreveu a si mesmo como “uma criança pequena e não muito mimada.”

Dickens trabalhou como jornalista, e durante este período viveu sua primeira desilusão amorosa, uma experiência que, posteriormente, o influenciou muito em sua literatura. O autor era atento aos acontecimentos de sua vida, fossem eles de porte pequeno ou grande porte, e soube magistralmente utilizá-los nas composições de suas histórias e personagens. Charles Dickens foi pioneiro na introdução da crítica social na literatura e em sua obra expunha os problemas sociais da Inglaterra, a violência, pobreza, o desemprego e a prostituição. Sua consciência social o levou a criar iniciativas sociais, como uma reforma sanitária e até mesmo a construção de um hospital infantil.

 

Confira o lista que fizemos com os principais romances do autor!


Neste livro que foi publicado originalmente em folhetim, Oliver Twist é um dos livros mais famosos de Charles Dickens e foi o primeiro romance de língua inglesa a ter uma criança como protagonista. Nesta obra, Dickens aborda o cotidiano do submundo londrino, e as consequências da pobreza e do desemprego em sua época.

Clique aqui e confira na Estante Virtual

Nesta obra grandiosa – em todos o sentidos, o livro possui 1.200 páginas – é considerada pelo próprio Charles Dickens , entre todos seus contos, seu “filho predileto”. Acompanhamos a história de um menino, David Copperfield, passando por toda sua infância e juventude, num relato extremamente rico em detalhes. Poucos sabem, mas o livro é semi-autobiográfico, o autor utilizou diversos fatos de sua vida para compor a narrativa.

Clique aqui e confira na Estante Virtual

Nesta obra, Dickens conta uma história de desilusão amorosa que beira perfeição narrativa, segundo a crítica literária que foi feita posteriormente. A história discute a bondade, a culpa e o desejo e o romance originalmente foi escrito como um folhetim e publicado na revista semanal All the Year Round, entre dezembro de 1860 e agosto de 1861, culminando em um grande sucesso.

Clique aqui e confira na Estante Virtual

Em meio ao frio da cidade de Londres, à véspera do Natal, todos preparam-se para a celebração mais aguardada do ano. As donas de casa ocupam-se alegremente com as comidas, os homens, ansiosos, não vêem a hora de sair do trabalho, e as crianças perdem o sono pensando nos presentes. Apenas uma pessoa não parece feliz com o Natal: o velho Scrooge, um homem de negócios ranzinza e solitário. Ele não encontra razão para tanta alegria. Mas ele recebe a visita sobrenatural que irá mudar sua vida.

Clique aqui e confira na Estante Virtual

Nesta obra, Dickens apresenta as aventuras de personagens que podem ser comparados com o famoso Carlitos, interpretado por Charlie Chaplin. O objetivo desses personagens é investigar a vida na capital inglesa, um tema muito abordado na literatura de Dickens. O livro culmina em uma sátira ao cientificismo do século XIX, apontando os principais problemas da sociedade inglesa na era vitoriana.

Clique aqui e confira na Estante Virtual

Dickens escreveu diversos contos com temática de natal, no entanto, este é um dos mais bonitos e inspiradores. Após uma refeição, um homem cai num sono profundo e sonha; ao voltar para realidade, ele percebe uma grande felicidade em sua família e em todas as pessoas que conhece.

Clique aqui e confira na Estante Virtual

Qual clássico do autor vocês mais gostam? Compartilhem com a gente!

 


Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares