11 livros inspiradores, segundo nossos leitores

Uma seleção de títulos que mudaram vidas.

Nesse fim de semana, perguntamos aos nossos leitores se havia alguma citação especial, de um livro que tivesse mudado suas vidas e que gostariam de compartilhar. A aderência, via Facebook, foi grande e tivemos a chance de relembrar tantos ensinamentos e mensagens inspiradores, que resolvemos compartilhar por aqui também. Confira e inspire-se também!


A revolta de Atlas, de Ayn Rand

“Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada.” (Via Felipe Mendes)

a-revolta-de-atlas-ayn-rand
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Cem anos de solidão, de Gabriel García Márquez

“Muitos anos depois, diante do pelotao de fuzilamento, o Coronel Aureliano Buendia havia de recordar a tarde remota em que seu pai o levou para conhecer o gelo. Macondo era entao uma aldeia de vinte casas…” (Via Beatriz Guimarães)

Cem Anos de Solidão, Gabriel García Márquez
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

O apanhador no campo de centeio, de J. D. Salinger

“De qualquer forma, eu fico imaginando todas aquelas crianças jogando algum jogo naquele grande campo de centeio e tal. Milhares de crianças e ninguém por perto – ninguém grande, quero dizer – exceto eu. E eu estou parado na beira de um tipo louco de abismo. O que eu preciso fazer é agarrar todo mundo, se começarem a ir em direção ao abismo – quer dizer, se eles estiverem correndo e não olharem para onde estão indo, eu tenho de aparecer de algum lugar e os apanhar. Isso é tudo o que eu faria o dia inteiro. Eu seria apenas o apanhador no campo de centeio e tal.” (Via Harley Pedrazolli)

apanhador do campo de centeio
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Olhai os lírios do campo, de Érico Veríssimo

“Deu a mão a Olívia para a ajudar a se erguer. Ao contato daquela epiderme quente teve um estremecimento agradável e quando,lado a lado,desceram as escadas devagar,ele sentiu como nunca que estava perto de um ser humano,de alguém que era, que existia de maneira profunda,integral,que não constituía apenas uma soma de vaidades,de atitudes, de desejos de aparecer”. (Via Milene Pereira )

Olhai-os-Lirios-do-Campo
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Manual de pintura e caligrafia, de José Saramago

“‘Meu amor’. Repetir estas duas palavras durante dez páginas, escrevê-las ininterruptamente, sem descanso, sem nenhuma clareira, primeiro devagar, letra a letra, desenhando as três colinas do “m” manuscrito, o laço frouxo do “e” como braços repousando, o profundo leito de rio que na letra “u” se cava, e depois o espanto ou o grito do “a” sobre agora as ondas marinhas do outro “m”, o “o” que só pode ser este único e nosso sol, e enfim o “r” feito casa, ou telheiro, ou dossel […] Não vieste nem cedo nem tarde. Vieste na hora certa, no minuto exacto, no preciso e precioso patamar do tempo em que eu podia esperar-te.” (Via Moisés Carlos de Amorim)

Manual de Pintura
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Os sofrimentos do jovem Werther, de Goethe

“Deste meu coração que só me envaidece. Única fonte de tudo. De toda alegria, de toda energia, de toda desgraça. O que eu sou toda gente o pode saber, mas o meu coração só a mim pertence”. (Via Ricardo Mohylovski)

os_sofrimentos_do_jovem_werther
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis

“Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado de nossa miséria”. (Via Fabio Amorim)

Memórias Póstumas de Brás Cubas
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Anti-dühring, de Friedrich Engels

“O Estado, por conseguinte, não existiu sempre. Houve sociedades que passaram sem ele e que não tinham a menor noção de Estado nem de poder governamental. […] A sociedade reorganizando a produção sobre a base da associação livre e igual de todos os produtores, enviará a máquina governamental para o lugar que lhe convém: o museu de antiguidades, ao lado da roda de fiar e do machado de bronze.” (Via Rafael Velloso)

Anti-Dühring-friedrich-engels
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Qual é a Tua Obra?, de Mario Sergio Cortella

“Cuidado com a autossatisfação. A satisfação paralisa, a satisfação entorpece, a satisfação adormece. Um filme bom é um filme insatisfatório. Um livro bom é um livro insatisfatório. Na hora em que você termina de ler, fica olhando para aquelas páginas, querendo que continuassem.” (Valdir Vianna)

Qual é a tua obra
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Humano, demasiado humano, de Friedrich Nietzsche

“Não há amor e bondade suficientes no mundo, para que ainda se possa oferecê -los a seres imaginários.” (Via Érika San Roman)

Nietzsche; Humano, demasiado humano
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

On the road, de Jack Kerouac

“Você esta indo para algum lugar, ou está apenas indo?” (Augusto Martins Teixeira)

On the Road: Pé na Estrada, Jack Kerouac
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

E você, lembra de alguma citação de um livro que mudou sua vida?

Comentários

10 comentários em “11 livros inspiradores, segundo nossos leitores

  • 21.03.2017 a 11:19 am
    Permalink

    Não colocaria na sua estante… Leu todos?

  • 21.03.2017 a 12:37 pm
    Permalink

    “O romance Anna Karenina inicia-se com uma das frases mais famosas da literatura: “Todas as famílias felizes são iguais. As infelizes o são cada uma à sua maneira”. Essa frase evidencia que autor conhece a arte de encontrar algo bom dentro do mal – A singularidade da família infeliz. Penso que as famílias oscilam entre momentos felizes e infelizes. Os felizes só existem graças aos infelizes, é no contraste que surgem os elementos (claro-escuro; feio-belo…)”

  • 24.03.2017 a 6:53 pm
    Permalink

    Posso ter a certeza que incontáveis são os livros espalhados por esse infinito mundo e que muito tem a nos acrescentar ao longo de nossas vidas.

  • 26.03.2017 a 6:13 am
    Permalink

    Li alguns da lista…todos a muito tempo. O meu preferido que sempre está presente com carinho na memória é Cem Anos de Solidão. …
    Tenho todos os que eu li!…penso até em reler.?..mas…estou com uma lista de todo tamanho pela frente….
    Estou começando a ler Os Malavoglia de Giovanni Verga….
    Fiquei intrigada com Qual É A Sua Obra. …me sinto exatamente assim….bjs

  • 27.03.2017 a 12:50 pm
    Permalink

    Grande sertão: veredas

  • 30.03.2017 a 11:38 am
    Permalink

    Como é bom saber que livros marcam vidas, histórias, momentos..todas as leituras são válidas em alguns momentos de nossa ínfima vida. Amo ler…

  • 01.04.2017 a 8:18 am
    Permalink

    Admirável Mundo Novo

  • 05.04.2017 a 4:50 pm
    Permalink

    Listinha bem masculina né? Mulheres também escrevem. Já ouviram falar em Virginia Woolf, Agatha Christie, Clarice Lispector, dentre tantas outras?

  • 06.04.2017 a 12:12 am
    Permalink

    CAIM E ABEL. Inimigos Eternos.
    Para mim, foi o mais marcante de todos.
    Também adorei SÃO BERNARDO. Paulo Honório e Madalena… chorei tanto. E tinha apenas 15 anos.
    O MAIOR VENDEDOR DO MUNDO, de Og Mandino.
    Quantas viagens mentais…
    Quanto crescimento…

    O último livro que mudou definitivamente minha vida: HOMENS QUE ODEIAM SUAS MULHERES… E as mulheres que amam esses homens!

    Quanta riqueza.
    Um verdadeiro tesouro em nossas mãos. O poder de um livro!
    <3

  • 07.04.2017 a 6:38 pm
    Permalink

    A montanha mágica, de Thomas Mann deve ser incluída na lista.!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares