Precisamos falar sobre Lionel Shriver

Autora explora os temas mais duros da sociedade americana.

Você provavelmente conhece ou já ouviu falar do livro Precisamos falar sobre o Kevin. O romance de Lionel Shriver, também adaptado para o cinema, foi vencedor do Prêmio Orange, na Grã-Bretanha, em 2005, concedido apenas a escritoras e chocou a audiência pela história forte. O que talvez você não saiba é que antes do livro virar um best-seller, ele chegou a ser recusado por 30 editoras e que antes dele vieram ainda Dupla falta e Game control (ainda não publicado no Brasil)

Lionel não foge de temas difíceis e sombrios da sociedade estadunidense. Em “Kevin”, ela já havia falado dos casos de atiradores em escolas americanas. Em A nova república, ela fala do terrorismo. Em tempo é dinheiro, a escritora aborda o sistema de saúde dos Estados Unidos e, em Grande irmão, a obesidade, vivenciado pelo próprio irmão, que pesava 180 quilos quando morreu, em 2009. Pautas típicas da agenda de seu país.

Lionel Shriver nasceu com o nome de Margaret Ann Shriver, em 1957, na Carolina do Norte, mas aos 15 anos resolveu mudá-lo. Formada e pós-graduada pela Universidade de Columbia e pelo Barnard College, nos Estados Unidos, viveu em Nairóbi (Quênia), Bangkok (Tailândia) e Belfast (Irlanda). Hoje, em Londres, contribui para os jornais The Guardian, The New York Times, The Wall Street Journal, Financial Times e The Economist. Em entrevista para O Globo, a romancista revelou que só faz uma refeição por dia, pois não precisa e não tem tempo para comer três vezes. Lionel Shriver anda por Londres de bicicleta e, toda noite, corre quase 15 quilômetros. Haja disposição!

Confira os livros da autora!


Dupla falta, de Lionel Shriver

Com diálogos incisivos e ágeis, Lionel Shriver faz uma investigação retórica dos medos, das esperanças e das traições de uma relação amorosa, e nos oferece uma exploração magistral e provocante do jogo romântico entre um casal.

Dupla falta, de Lionel Shriver
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Precisamos falar sobre o Kevin, de Lionel Shriver

Para falar de Kevin Khatchadourian, 16 anos – o autor de uma chacina que liquidou sete colegas, uma professora e um servente no ginásio de um bom colégio dos subúrbios de Nova York –, a autora não apresenta apenas mais uma história de crime, castigo e pesadelos americanos, mas arquiteta um romance epistolar em que Eva, a mãe do assassino, escreve cartas ao marido ausente. Nelas, ao procurar porquês, constrói uma reflexão sobre a maldade e discute um tabu: a ambivalência de certas mulheres diante da maternidade e sua influência e responsabilidade na criação de um pequeno monstro. Enquanto tenta encontrar respostas para o tradicional “onde foi que eu errei?” a narradora desnuda, assombrada, uma outra interdição atávica: é possível odiarmos nossos filhos?

Precisamos Falar Sobre o Kevin Lionel Shriver
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

O mundo pós-aniversário, de Lionel Shriver

Este livro aborda o relacionamento aparentemente sólido de um casal de americanos radicado em Londres. Ele é um disciplinado pesquisador de um instituto de estudos estratégicos; ela, uma acomodada ilustradora de livros que se depara com uma vontade incontrolável de beijar outro homem: um velho amigo do casal, impetuoso jogador de sinuca que figura no topo do ranking do esporte, um dos mais populares entre os britânicos.

O mundo pós-aniversário
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

tempo é dinheiro, de Lionel Shriver

Um romance brutalmente honesto, ele acompanha as transformações de um casamento que é posto à prova ao mesmo tempo em que se fortalece com as exigências de uma doença grave, e se revela uma inesperada oportunidade para a ternura, a renovação da intimidade e o humor ácido. Em uma pesada crítica aos sistemas de saúde dos Estados Unidos, Lionel Shriver se atreve a fazer a temida pergunta: quanto custa a vida de uma pessoa?

capa_tempoedinheiro
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Grande irmão, de Lionel Shriver

Pandora é uma empreendedora bem-sucedida que vive em Iowa com o marido, Fletcher, um homem de temperamento irritadiço, que nunca consegue relaxar. Edison, irmão de Pandora, antes um famoso pianista de jazz em Nova York, está completamente falido, sem ter onde morar. Contrariando o marido, Pandora envia uma passagem aérea para o irmão e abre sua casa para hospedá-lo. Depois de quatro anos sem se encontrarem, ela quase não o reconhece quando vai buscá-lo no aeroporto e se depara com um homem de mais de cem quilos acima do peso. Em casa, os hábitos desleixados de Edison criam um enorme desconforto para Fletcher, até que Pandora decide se comprometer com o emagrecimento do irmão e abdica de tudo para ajudá-lo.

Irmao_grande
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A nova república, de Lionel Shriver

Há anos um grupo separatista da região fictícia de Barba, em Portugal, explode bombas ao redor do mundo como estratégia para conseguir a sua independência. A comunidade internacional vive aterrorizada com os atentados e a autodeterminação de Barba é um dos temas centrais da política mundial. A capital, Cinzeiro, abriga jornalistas de toda parte, entre eles o recém-chegado Edgar Kellogg – um advogado bem-sucedido que resolveu abandonar a carreira promissora em Nova York e recomeçar no jornalismo. Quando lhe oferecem uma vaga de correspondente internacional em Barba, Edgar não hesita. Enviado para substituir o excepcional repórter desaparecido Barrington Saddler, o novato reconhece nesse homem grandioso a figura que deseja imitar.

nova-republica
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

E aê, qual seu título favorito da autora? Esses e outros livros no site da Estante Virtual!

Comentários

4 comentários em “Precisamos falar sobre Lionel Shriver

  • 24.02.2017 a 1:11 pm
    Permalink

    Olá Vera, uma pena mesmo não ter havido a tradução até agora. Vamos torcer, né?
    Aliás, você viu que saiu, em 2016, o novo livro dela?

    Abraços.

  • 06.03.2017 a 6:01 pm
    Permalink

    Só falta Precisamos falar sobre Kevin.. Perfeitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares