6 melhores bibliotecas públicas para conhecer

(0 Estrelas - 0 Votos)
Pesquisar livros, estudar ou passar o tempo, sempre há um motivo para ir à biblioteca.

Desde dezembro, as três bibliotecas Parque do Rio – Centro, Manguinhos e Rocinha – estão fechadas devido a crise no estado e a falta de verbas para manter os espaços culturais. No entanto, na última terça-feira (31), familiares e integrantes do projeto social Ballet de Manguinhos ocuparam a unidade do bairro para retomar as aulas que eram ministradas no local, desde 2015, para aproximadamente 211 meninos e meninas.

Enquanto as turmas faziam aulas de dança, um mutirão de limpeza, que contou com a ajuda de ex-funcionários e voluntários, preparavam o espaço. A expectativa é que a biblioteca volte a abrir em seu horário normal de funcionamento, de terça a quinta-feira, entre 14h e 17h.

Apesar dos problemas nessas instituições, o Estante Blog pesquisou outras alternativas entre os espaços públicos de leitura oferecidos no Rio de Janeiro e no restante do país. Conheça algumas bibliotecas que resistem e são referência, levando a leitura de forma democrática a diversos cantos do Brasil!


Biblioteca Nacional, RJ

O Centro do Rio concentra a maior parte dos espaços de estudo e leitura da cidade. A maior e mais importante é a Biblioteca Nacional. A maior biblioteca de toda a América Latina. Criada pela Família Real, em sua chegada ao Brasil, o espaço começou com 60 mil títulos vindos de Portugal e hoje são cerca de 10 milhões de itens, entre livros, manuscritos, documentos, jornais e fotografias. Endereço: Avenida Rio Branco, 219.

bibliotheca-nacional


Fundação Oswaldo Cruz, RJ

No interior do castelo de Manguinhos, na Zona Norte carioca, onde Oswaldo Cruz e outros pesquisadores se encontravam para discutir seus estudos e descobertas, funciona a biblioteca da fundação que abriga livros de ciências biomédicas, muitos deles originais e usados no início do século XX. No entanto, o material pode ser encontrado tanto nos espaços físicos, quanto virtualmente através do site Rede de Bibliotecas da Fiocruz. Endereço: Avenida Brasil, 4365.

fiocruz


Biblioteca de São Paulo, SP

A Biblioteca de São Paulo, instalada no parque da Juventude, na área da antiga Casa de Detenção do Carandiru é uma grande referência com 4.200m² e acervo de 30 mil livros, além de discos e filmes. Inaugurada em 2010, é hoje um dos grandes centros culturais do Brasil. Endereço: Av. Cruzeiro do Sul, 2.630.

biblioteca sao paulo


Biblioteca Mario de Andrade, SP

Inaugurada em 1926, a primeira biblioteca pública de São Paulo traz um acervo de 3 milhões de itens, entre livros, periódicos, mapas e multimeios. A Biblioteca Mário de Andrade é também a segunda maior do país, com um dos maiores acervos de livros de arte da cidade, uma biblioteca depositária da ONU, que passou por restauro e reforma no início de 2011. Endereço: Avenida São Luís, 235.

biblioteca mario de andrade


Biblioteca da Floresta, AC

A Biblioteca da Floresta é especializada em assuntos e autores da Amazônia e do Acre. Tem o propósito de contribuir para o desenvolvimento sustentável, reunindo e colocando à disposição dos pesquisadores e da sociedade as informações e as experiências do governo e dos movimentos socioambientais. Endereço: Travessa Campo do Rio Branco.

biblioteca da floresta


Biblioteca Pública do Estado da Bahia, BA

A Biblioteca Pública do Estado da Bahia é a mais antiga da América Latina e primeira biblioteca pública do Brasil. Popularmente chamada de “Biblioteca Central dos Barris”, atualmente ela conta com um acervo de 600 mil exemplares. Endereço: Rua General Labatut, 27.

biblioteca-publica-salvador


E você? Qual outra biblioteca indicaria?

Esses e outros prédios estão no livro Bibliotecas brasileiras, de George Ermakoff.

Bibliotecas Brasileiras, de George Ermakoff
Clique na imagem e confira na Estante Virtual
Comentários

Natália Figueiredo

Natália Figueiredo

Jornalista Multimídia em Estante Virtual
Natalia Figueiredo fez da escrita sua profissão. Começou a carreira no jornalismo impresso do Rio, mantém o blog de viagens Nat no Mundo (http://natnomundo.com/) e, hoje, escreve sobre literatura para o Estante Blog.
Natália Figueiredo

Natália Figueiredo

Natalia Figueiredo fez da escrita sua profissão. Começou a carreira no jornalismo impresso do Rio, mantém o blog de viagens Nat no Mundo (http://natnomundo.com/) e, hoje, escreve sobre literatura para o Estante Blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares