Últimos dias da Ocupação Abdias Nascimento no Itaú Cultural

Conheça a vida do dramaturgo e militante Abdias Nascimento

Abdias Nascimento (1914-2011) foi um brasileiro que não se contentou com o destino reservado a ele e aos que tinham sua cor de pele. Artista, dramaturgo, escritor, militante e, segundo ele próprio, “boi de piranha” – Abdias foi alguém que se punha à frente, para abrir novas rotas aos seus iguais.

Por meio do teatro, da poesia, das artes visuais e da atuação política, tanto entre movimentos sociais quanto em postos institucionais, Abdias dedicou toda a vida ao povo negro e ao combate à discriminação racial. Participando da Frente Negra Brasileira, movimento que buscava a ascensão social das pessoas negras na década de 30. Naquele período, “nos teatros municipais do Rio e de São Paulo, negros entravam apenas para limpar o chão que os brancos sujavam”, como disse Abdias em entrevista ao Portal Afro.

Até o dia 15 de janeiro de 2017, ele será o foco do programa Ocupação, homenagem do Itaú Cultural, que promove a preservação da memória artística e o diálogo entre gerações. A exposição reúne documentos históricos, pinturas, fotografias, vídeos – registros de Abdias e entrevistas com amigos e parceiros seus – que contam a sua trajetória nas várias áreas em que atuou e programação paralela. No dia 14 de janeiro, às 17 horas, haverá a conferência performativa: O Genocídio do Negro Brasileiro, com diálogo entre o pesquisador Eugênio Lima, a filósofa Djamila Ribeiro e a atriz Naruna Costa, acompanhados de performances.

Parte da mostra também já está disponível no site oficial e a visitação acontece de terça a sexta das 9h às 20h e sábado, domingo e feriado de 11h às 20h. Conheça também alguns títulos que trabalharam a diáspora africana:


Enciclopédia Brasileira da Diáspora Africana, Nei Lopes

A obra reúne, num único volume, uma significativa massa de informações multidiscilplinares sobre o universo da cultura africana e afrodescendentes. Traz ao conhecimento de um público amplo assuntos até agora restritos a especialistas e de difícil acesso ao público leigo. Os verbetes, em ordem alfabética, abrangem uma vasta área de conhecimentos, incluindo personalidades, fatos históricos, países, religiões, fauna, flora, festas, instituições e idiomas.

enciclopedia-brasileira-da-diaspora-africana
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Diáspora Negra no Brasil, de Linda M. Heywood

Quase metade dos africanos que cruzaram o Atlântico veio da África Central. Pondo em evidência a zona cultural do Congo e de Angola, este livro ilustra como os povos africanos remodelaram suas instituições culturais, crenças e práticas na medida em que interagiam com os negociantes de escravos portugueses até o ano de 1800. A partir daí, a obra segue os centro-africanos que foram trazidos para o Brasil e mostra como a cultura da África Central foi incorporada pela cultura brasileira. O livro estabelece um novo paradigma que amplia a nossa compreensão da cultura africana e as forças que levaram à sua transformação, durante e após o comércio de escravos pelo Atlântico.

diaspora-negra-no-brasil
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

História Social da Língua Nacional 2 Diáspora Africana, de Ivana Stolze Lima

Resultado do ‘II Seminário História Social da Língua Nacional: Diáspora Africana’, realizado na Fundação Casa de Rui Barbosa em outubro de 2010, este livro discute questões da diáspora africana relacionadas ao processo histórico-social da língua nacional, considerando o tráfico de escravos e as redes do mundo atlântico como travessia de homens, culturas, línguas, modos de comunicação e vida social.

Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Thoth – Escriba dos Deuses, de Abdias Nascimento

Em 2013, os seis volumes da revista Thoth, Escriba dos Deuses: Pensamento dos Povos Africanos e Afrodescendentes foram reimpressos pelo Senado Federal em convênio com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), como parte do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça. A revista é uma publicação do gabinete do senador Abdias Nascimento que circulou entre janeiro de 1997 e dezembro de 1998.

thoth
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Abdias Nascimento, de Sandra Almada

Esta biografia recupera a vida e a obra de Abdias, resgatando as origens da combatividade desse militante respeitado nacional e internacionalmente, para quem o racismo é forma assumida pela opressão que mantém na miséria milhões de africanos e afrodescendentes.

abdias-nascimento-de-sandra-almada
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Gostou? Quais outros livros você recomendaria?

Comentários

Natália Figueiredo

Natália Figueiredo

Jornalista Multimídia em Estante Virtual
Natalia Figueiredo fez da escrita sua profissão. Começou a carreira no jornalismo impresso do Rio, mantém o blog de viagens Nat no Mundo (http://natnomundo.com/) e, hoje, escreve sobre literatura para o Estante Blog.
Natália Figueiredo

Natália Figueiredo

Natalia Figueiredo fez da escrita sua profissão. Começou a carreira no jornalismo impresso do Rio, mantém o blog de viagens Nat no Mundo (http://natnomundo.com/) e, hoje, escreve sobre literatura para o Estante Blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares