10 livros lidos em novembro por nossos leitores

(0 Estrelas - 0 Votos)
Reunimos os livros que ocuparam cabeceiras em novembro

Perguntamos aos leitores, via redes sociais, o que eles andaram lendo no último mês. As respostas foram as mais diversas possíveis e muita gente participou. Na lista, estão desde lançamentos a clássicos, passando por todos os gêneros literários. Confira o compilado das dicas de quem, assim como você, está sempre atento a um bom livro!


Inferno, de Dan Brown

Quarto livro do autor, Inferno é, provavelmente, a sua mais alta aposta. Neste capítulo, Langdon acorda misteriosamente em um hospital na Itália e encontra um cilindro misterioso em um bolso de seu paletó. Fugindo de nova tentativa de assassinato, o professor encontra uma relação entre o enigmático cilindro com uma das histórias mais antigas de que se tem conhecimento: o Inferno de Dante Alighieri. (Indicação de Lia Henriques)

inferno_livro
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Reparação, de Ian McEwan

O premiado escritor de Sábado e Solar arma aqui uma trama fascinante. Por não entender o mundo adulto da paixão e da sexualidade, Briony Tallis, uma menina inocente que sonha ser escritora, acusa injustamente seu irmão de criação. Drama psicológico adaptado em para o cinema em 2007, ele tem como pano de fundo a Segunda Guerra Mundial e as tensões de classe da sociedade britânica. (Indicação de Mariane Rotta)

reparacao
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Memória de minhas putas tristes, de Gabriel García Márquez

Primeira obra de ficção do autor colombiano depois de um hiato de dez anos, Memórias de minhas putas tristes desfia as lembranças de vida desse inesquecível e solitário personagem em mais um vigoroso livro de Gabriel García Márquez. O leitor irá acompanhar as aventuras sexuais deste senhor, que vai viver cerca de cem anos de solidão embotado e embrutecido, escrevendo crônicas e resenhas maçantes para um jornal provinciano, dando aulas de gramática para alunos tão sem horizontes quanto ele, e, acima de tudo, perambulando de bordel em bordel, dormindo com mulheres descartáveis, até chegar, enfim, a esta inesperada e surpreendente história de amor. (Indicação de Nati Conte)

memoria-de-minhas-putas-tristes
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

O olho do mundo (Vol. 1 da série A Roda do Tempo), de Robert Jordan

Um dia houve uma guerra tão definitiva que rompeu o mundo, e no girar da Roda do Tempo o que ficou na memória dos homens virou esteio das lendas. Como a que diz que, quando as forças tenebrosas se reerguerem, o poder de combatê-las renascerá em um único homem, o Dragão, que trará de volta a guerra e, de novo, tudo se fragmentará. Nesse cenário em que trevas e redenção são igualmente temidas, vive Rand al´Thor, um jovem de uma vila pacata na região dos Dois Rios. É a época dos festejos de final de inverno – o mais rigoroso das últimas décadas -, e mesmo na agitação que antecipa o festival, chama a atenção a chegada de uma misteriosa forasteira. (Indicação de Monica Sauma)

o_olho_do_mundo
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Os anos, de Virginia Woolf

Publicado em 1937, a obra retrata, em onze episódios, uma família inglesa, cujas transformações o leitor acompanha por décadas. Nesta obra, a sociedade, ou a relação entre indivíduo e sociedade, ocupa necessariamente um grande espaço. (Indicação de Nivea Gilmore)

os-anos-de-virginia-woolf
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Por quem os sinos dobram, de Ernest Hemingway

Esta comovente história, cujo pano de fundo é a Guerra Civil Espanhola, narra três dias na vida de um americano que se ligara à causa da legalidade na Espanha. O autor conseguiu que seus leitores sentissem que o ocorrido no país ibérico, em 1937, era apenas um aspecto da crise do mundo moderno. (Indicação de Mi Figueiredo)

por-quem-os-sinos-dobram
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Autobiografia, de Rita Lee

Do primeiro disco voador ao último porre, Rita é consistente. Corajosa. Sem culpa nenhuma. Tanto que, ao ler o livro, várias vezes temos a sensação de estar diante de uma bio não autorizada, tamanha a honestidade nas histórias. A infância e os primeiros passos na vida artística; sua prisão em 1976; o encontro de almas com Roberto de Carvalho; o nascimento dos filhos, das músicas e dos discos clássicos; os tropeços e as glórias. Está tudo lá. E você pode ter certeza: essa é a obra mais pessoal que ela poderia entregar de presente para nós. Rita cuidou de tudo. Escreveu, escolheu as fotos e criou as legendas – e até decidiu a ordem das imagens -, fez a capa, pensou na contracapa, nas orelhas… Entregou o livro assim: prontinho. Sua essência está nessas páginas. E é exatamente desse modo que a autobiografia de nossa estrela entra no mercado. (Indicação de Meiry Marinho)

autobiografia-rita-lee
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

As Aventuras de Sherlock Holmes, de Arthur Conan Doyle

Este primeiro volume traz, na sequência em que foram originalmente publicados na Strand Magazine entre 1891 e 1892, os 12 contos que compõem As Aventuras de Sherlock Holmes, entre eles “Escândalo na Boêmia”, texto de estreia do personagem. Com notas de Leslie S. Klinger, o livro procura esclarecer as dúvidas que ainda pairavam sobre os casos resolvidos por Holmes e Watson, além de trazer informações sobre a época em que foram escritos. (Indicação de Gabrielle Pinheiro)

as-aventuras-de-sherlock-holmes-de-arthur-conan-doyle
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A cura pela vida ou a face obscura de Allan Poe, de Assis Brasil

Partindo de sua própria experiência anterior, o autor monta um caleidoscópio ensaístico-ficcional, com citações, paráfrases e poemas, atingindo um pan-gênero. O que se discute no livro, ao lado da vivência filosófica e psicológica dos personagens – é o significado da criação literária e a plausibilidade dos vários aspectos de sua invenção. (Indicação de Dayanne Gomes)

a-cura-pela-vida-ou-a-face-obscura-de-allan-poe-de-assis-brasil
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

O vermelho e o negro, de Stendhal

O protagonista deste clássico da literatura mundial é o jovem Julien Sorel, um homem infeliz em guerra com a sociedade, na definição de seu criador. Seu trágico destino foi inspirado num evento real, ocorrido em Grenoble: condenado pelo assassinato de uma ex-amante, cometido no interior de uma igreja, o seminarista de 26 anos Antoine Berthet, foi executado na guilhotina em fevereiro de 1828. A partir desse fato rumoroso, Stendhal entreviu a possibilidade de fazer o que chamou de crônica do século XIX, um ácido retrato da França da Restauração pós-napoleônica, política e moralmente conservadora.Muito do encanto irrepetível e da inesgotável vitalidade de O Vermelho e o negro reside na tensão entre as dimensões realista e romântica, entre a crônica quase jornalística dos fatos exteriores e a construção trágica do destino dos personagens. (Indicação de Gildeone dos Santos Oliveira)

o-vermelho-e-o-negro
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Conte para a gente os seus destaques! :)

Comentários

Natália Figueiredo

Natália Figueiredo

Jornalista Multimídia em Estante Virtual
Natalia Figueiredo fez da escrita sua profissão. Começou a carreira no jornalismo impresso do Rio, mantém o blog de viagens Nat no Mundo (http://natnomundo.com/) e, hoje, escreve sobre literatura para o Estante Blog.
Natália Figueiredo

Natália Figueiredo

Natalia Figueiredo fez da escrita sua profissão. Começou a carreira no jornalismo impresso do Rio, mantém o blog de viagens Nat no Mundo (http://natnomundo.com/) e, hoje, escreve sobre literatura para o Estante Blog.

2 comentários em “10 livros lidos em novembro por nossos leitores

  • 03.04.2017 a 7:35 pm
    Permalink

    oi gente
    gostei muito desse site, parabéns pelo trabalho. ;)

  • 29.03.2017 a 1:06 am
    Permalink

    oi gente
    gostei muito desse site, parabéns pelo trabalho. ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares