Grandes lançamentos de outubro

Ian McEwan, Elena Ferrante e Stephen King estão entre os lançamentos
Nas últimas duas semanas, diversas editoras anunciaram seus novos títulos e atualizações de outros clássicos. Fizemos uma seleção com as 10 principais obras, as que mais pipocaram na mídia e geraram comoção entre os fãs. Todas essas novidades já estão disponíveis no acervo da Estante Virtual, é claro! Acompanhe.

O narrador deste livro é nada menos do que um feto. Enclausurado na barriga da mãe, ele escuta os planos da progenitora
para, em conluio com seu amante – que é também tio do bebê -, assassinar o marido. Apesar do eco evidente nas tragédias de Shakespeare, este livro de McEwan é uma joia do humor e da narrativa fantástica.
enclausurado-ian-mcewan
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

“As coisas mais difíceis de falar são as que nós mesmos não conseguimos entender.” Com essa afirmação, ao mesmo tempo simples e desconcertante, Ferrante logo alerta os leitores: “preparem-se, pois verdades dolorosas estão prestes a ser reveladas”. Lançado originalmente em 2006 na Itália e, agora, no Brasil, o terceiro romance da autora consagrada por sua série Napolitana acompanha os sentimentos conflitantes de uma professora universitária de meia-idade.

Elena-Ferrante-A-Filha-Perdida
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Brady Hartsfield, o diabólico Assassino do Mercedes, está há cinco anos em estado vegetativo em uma clínica de traumatismo cerebral. Segundo os médicos, qualquer coisa perto de uma recuperação completa é improvável. Mas sob o olhar fixo e a imobilidade, Brady está acordado, e possui agora poderes capazes de criar o caos sem que sequer precise deixar a cama de hospital. O detetive aposentado Bill Hodges agora trabalha em uma agência de investigação com Holly Gibney, a mulher que desferiu o golpe em Brady. Quando os dois são chamados a uma cena de suicídio que tem ligação com o Massacre do Mercedes, logo se veem envolvidos no que pode ser seu caso mais perigoso até então. Em Último turno, Stephen King leva a trilogia a uma conclusão sublime e aterrorizante, combinando a narrativa policial de Mr. Mercedes e Achados e perdidos com o suspense sobrenatural que é sua marca registrada.

ultimo-turno-stephen-king
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

 Sem retorno – Lee Child
O ex-militar andarilho Jack Reacher deixou as terras cobertas de neve da Dakota do Sul e chegou ao nordeste da Virgínia, próximo à capital do país. Seu objetivo? Revisitar o quartel-general de sua antiga unidade, a 110ª da Polícia do Exército. Aquele velho prédio de concreto é o mais próximo que jamais teve de um verdadeiro lar, e ele está lá para conhecer — pessoalmente — a nova mandachuva do lugar, a major Susan Turner, até então somente uma cativante e promissora voz em seu telefone. Mas não é Turner que ele encontra atrás da mesa do comandante. E, quando menos espera, o bom de briga é atingido por duas notícias chocantes. A primeira é uma acusação de homicídio de um antigo investigado por Reacher, datando de dezesseis anos atrás.
sem-retorno-de-lee-child
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Sombras da água – Mia Couto
Esta obra retoma a história de Mulheres de cinzas, primeiro volume da trilogia As Areias do Imperador, romance histórico encenado à época em que o sul de Moçambique era governado por Ngungunyane, o último grande líder do Estado de Gaza, em fins do século XIX. Ferido, o sargento português Germano de Melo é levado ao único hospital de Gaza sob os cuidados de Imani, sua amada. Nesta jornada, eles encontrarão outros percalços e personagens memoráveis – característicos das obras de Mia Couto. Alternando as vozes de Imani e Germano, o escritor apresenta duas visões de mundo diferentes, porém inevitavelmente envolvidas nesta trama.

sombras-da-agua-mia-couto
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

 Meia-noite e vinte, – Daniel Galera
Em meio a uma onda de calor devastadora e a uma greve de ônibus que paralisa a cidade, três amigos se reencontram em Porto Alegre. No final dos anos 1990, eles haviam incendiado a internet com o Orangotango, um fanzine digital que se tornou cultuado em todo o Brasil. Agora, quase duas décadas depois, a morte do quarto integrante do grupo vai reaproximar Aurora, cientista e pesquisadora vivendo uma pequena guerra acadêmica, Antero, artista de vanguarda convertido em publicitário, e Emiliano, jornalista que tem uma difícil tarefa pela frente. Captando com maestria a geração que cresceu em meio ao início da internet, Galera explora essas vidas acuadas entre promessas não cumpridas e anseios apocalípticos. Nas vozes de Aurora, Antero e Emiliano, Meia-noite e vinte é um retrato marcante de uma juventude que recebeu um mundo despedaçado e para quem o futuro pode não significar mais nada.
meia-noite-e-vinte-daniel-galera
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Deuses americanos, de Neil Gaiman
A nova edição é da editora Intrínseca. Já o romance, uma mistura de fantasia e várias vertentes da mitologia antiga e moderna, tudo centralizado em um misterioso e taciturno protagonista Shadow.
deuses-americanos-Neil-Gaiman
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Essa é a nova edição foi publicada pela Biblioteca Azul. A história é a denúncia do imperialismo estadunidense no Panamá. O pano de fundo é a amizade de Greene com o general Torrijos Herrera, presidente panamenho morto em misterioso acidente em 1981. Graham Greene se preparava para visitar o Panamá, em agosto de 1981, quando recebeu a notícia da morte do general Omar Torrijos Herrera. O pequeno avião em que o general viajava caiu e não deixou sobreviventes. Um lobo solitário fala do envolvimento pessoal do autor com Torrijos.

Um-Lobo-Solitário-Graham-Greene
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Marcelo Gleiser é apaixonado por ciência e pesca desde os tempos de menino nas praias do Rio de Janeiro. Hoje um físico de renome mundial, autor de dezenas de livros e com centenas de artigos publicados nas principais revistas de divulgação científica, sentiu que era o momento de se conectar com a natureza de forma menos teórica. O novo livro do autor de Criação imperfeita e Ilha do conhecimento.

a-simples-beleza-do-inesperado-marcelo-gleiser
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Meninos em fúria – Marcelo Rubens Paiva e Clemente Tadeu Nascimento

O rock não morre. O punk não morre. E não morrerá enquanto existir fúria. Março, 1983. Diante de uma plateia atônita, Clemente e sua banda, os Inocentes, começam a tocar acordes rápidos. Ariel, o vocalista, cai do palco e segue cantando com o microfone desligado. Clemente, no baixo, toma os vocais. Caos e confusão, um show que se tornaria um marco do rock brasileiro. Em 1982, Marcelo Rubens Paiva havia acabado de sofrer o acidente que o colocara numa cadeira de rodas. Conhece Clemente e as bandas punks e começa a escrever seu livro, Feliz ano velho. Um livro vibrante — que se lê como um romance, mas onde tudo é estritamente real — que fala não só do movimento punk e da sublevação da periferia, mas também da abertura política brasileira, da fúria e do desencanto dos anos 1980.
meninos-em-furia
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Quais dessas obras já estão na sua lista?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares