Literatura de viagem: 10 títulos para fazer as malas

(0 Estrelas - 0 Votos)
Coloque o pé na estrada com nossa coleção de viagem

A literatura de viagem é um gênero que consiste em uma narrativa acerca das experiências, descobertas e reflexões de um viajante durante seu percurso. Basicamente, histórias que te transportam para outros lugares e quando você terminar o livro já estará planejando seu próximo destino de férias ou o mochilão.

O Estante Blog reuniu autores do gênero, que foram aclamados pela crítica e criaram grandes histórias tendo como plano de fundo países ou cidades visitadas. Entre as histórias, indicamos memórias, livros de ficção e até relatos de sobrevivência e explorações bem longe de casa. Folheando desde o consagrado autor americano Mark Twain à corajosa exploradora irlandesa Dervla Murphy. Confira:

On The Road: Pé na Estrada – Jack Kerouac

A história de Sal Paradise e seus amigos atravessando o país, pelas estradas americanas, inaugurou uma nova forma de narrativa. Nesse livro bastante sensorial e transgressor, o autor captou a sonoridade das ruas, das planícies e das estradas americanas para criar uma obra que influenciou a arte e o comportamento da juventude na segunda metade do século XX. Embora seja um livro de ficção, todos os personagens são reais e representam um dos principais expoentes da geração beat. Essa é tanto uma viagem pelo interior de um país pela Rota 66, quanto uma viagem de auto-conhecimento, que vai te prender do início ao fim.

on_the_road-pe_na_estrada
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Livre – Cheryl Strayed

Livro que inspirou o filme estrelado por Reese Witherspoon, esta é uma obra sobre superação e rompimento. Aos 22 anos, Cheryl Strayed achou que tivesse perdido tudo. Após a repentina morte da mãe, a família se distanciou e seu casamento desmoronou. Quatro anos depois, aos 26 anos, sem nada a perder, tomou a decisão mais impulsiva da vida: caminhar 1.770 quilômetros da chamada Pacific Crest Trail – trilha que atravessa a costa oeste dos Estados Unidos – sem qualquer companhia.

Livre-Cheryl-Strayed
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

As aventuras de Huckleberry Finn – Mark Twain

O livro conta as muitas peripécias por quais Huckleberry Finn passa, quando foge de casa e desce o Rio Mississípi numa jangada com seu amigo Jim, escravo fugido. O que parecia só uma obra para jovens, constituía na realidade uma fábula da América que se urbanizava e industrializava enfrentando o sonho de uma vida na liberdade da natureza.

as-aventuras-huckleberry-finn
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Viajar é bom, mas ficar no conforto do seu lar e se deliciar com as roubadas de quem viaja para os mais variados cafundós é melhor ainda. Em Não conta lá em casa, o autor relata suas andanças por lugares inusitados como o Iraque ainda praticamente em guerra, a impenetrável Coreia do Norte, o Afeganistão dos talibãs, Tuvalu, a ilha-país prestes a sumir do mapa pelos efeitos do Aquecimento Global, além de Somália, Etiópia, o Japão logo após o tsunami, entre outros. Cheio de histórias que divertem e emocionam, o livro revela também alguns detalhes curiosos e inusitados para os aventureiros apaixonados por roteiros bizarros. E, obviamente, também virou programa do canal Multishow. Obrigatório para quem trabalha nesse ramo.

nao-conta-la-em-casa-andre-fran
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Budapeste – Chico Buarque

O terceiro romance de Chico Buarque não é facilmente classificado no gênero de viagem, mas conta a imersão do personagem Costa na capital húngara, quando “foi dar em Budapeste graças a um pouso impresvisto, quando voava de Istambul a Frankfurt” e no idioma, “segundo as más línguas, a única língua que o diabo respeita”. Narrado em primeira pessoa e com um senso de humor muito particular, Budapeste é a história de um ghost-writer exaurido por seu próprio talento, que se vê emparedado entre duas cidades, duas mulheres, dois livros, duas línguas e uma série de outros pares simétricos que conferem ao texto o caráter de espelhamento que permeia todo o romance.

Budapeste - Chico Buarque
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Um Ano na Provence – Peter Mayle

Vencedor do prêmio Melhor Livro de Viagem do British Book Awards, Um Ano na Provence é uma das mais divertidas, adoradas e bem-sucedidas obras do gênero já publicadas. Quem não gostaria de largar tudo e recomeçar a vida num dos lugares mais charmosos do mundo? Peter Mayle e sua mulher fizeram o que, para a maioria de nós, continua sendo apenas um sonho quando resolveram morar numa casa rural no sul da França. Em seu primeiro ano na Provence, Peter, um ex-publicitário inglês, realizou um registro mês a mês de sua ambientação à nova realidade e de suas incríveis descobertas e surpresas. A começar pela gastronomia e pela paisagem, passando pelos hábitos interioranos dos franceses e as diferenças culturais, tudo é contado em detalhes, com descrições deslumbrantes e um humor refinado e irresistível.

um-ano-na-provence-peter-mayle
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A Fazenda Africana – Karen Blixen

O livro tem como ponto de partida a vida amorosa infeliz de uma baronesa européia que se recusa a assumir seu papel dominante no mundo colonial, numa grande fazenda africana. O marido, seu primo barão Bror Blixen-Finecke, transmite-lhe sífilis logo no primeiro ano de casamento e segue sua vida de playboy, enquanto ela fica sozinha à frente da fazenda de café. Divida em cinco partes, a narrativa começa por uma descrição de contexto. Aos poucos, vamos nos dando conta de que os detalhes são os próprios fios condutores e os maiores atrativos do livro. Na segunda parte já estamos completamente mergulhados no mundo da África Oriental inglesa e seus nativos quicuios, massais, somalis e de outras culturas nômades. O filme Entre dois amores (Out of Africa), com Meryl Streep e Robert Redford, conferiu fama mundial a este livro, em 1985.

a-fazenda-africana-karen-blixen
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Um Certo Verão na Sicília – Marlena de Blasi

Em Um Certo Verão na Sicília, Marlena de Blasi e seu marido descobrem que a Villa Donnafugata, na Itália, é, na verdade, um refúgio feliz criado pela proprietária, Tosca Brozzi, para viúvas, mães solteiras e homens sem lar. Tosca instala o casal na villa e fascina Marlena com sua arrebatadora história de vida, contada em sessões diárias debaixo de uma magnólia. O pai de Tosca a trocou por um dos cavalos do príncipe Leo, quando ela tinha 9 anos. Sua raiva inicial deu lugar a carinho e, depois, amor pelo príncipe. Juntos, depois da Segunda Guerra Mundial, Tosca e o príncipe levaram educação, bem-estar e um novo conceito de propriedade ao vilarejo que dependia das terras do nobre.

um-certo-verao-na-sicilia-marlena-de-blasi
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Full Tilt – Dervla Murphy (inglês)

Full Tilt é sobre a jornada de Dervla Murphy da Irlanda até a Índia, atravessando Europa, Irã, Afeganistão, Paquistão e as montanhas do Himalaia, no inverno de 1963. Dervla começou a viajar na década de 1960, sozinha, de bicicleta e dependendo da hospitalidade das pessoas dos lugares que visita. Em 55 anos de carreira, ela visitou todos os continentes e escreveu mais de vinte livros, normalmente com forte teor político.

full-tilt-dervla-murphy
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

The World: Travels 1950 – 2000 – Jan Morris (inglês)

Variando de Manhattan para Veneza, Oxford para o Oriente Médio, e Paris à África do Sul, o livro fornece relatos de Morriss testemunhando momentos seminais, como a primeira subida bem sucedida do Everest, o julgamento histórico de Eichmann, a queda do Muro de Berlim e a guerra a partir de Hong Kong. Dividindo o volume em 5 décadas, Morris apresenta a história com um toque dramático sem precedentes, criando um retrato fascinante do século XX, desde o idealismo político dos anos pós-guerra para suas tensões mais recentes e excessos.

the-world-travels-1950-2000-jan-morris
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Gostou? Qual outro título você incluiria à lista?

Comentários

Natália Figueiredo

Natália Figueiredo

Jornalista Multimídia em Estante Virtual
Natalia Figueiredo fez da escrita sua profissão. Começou a carreira no jornalismo impresso do Rio, mantém o blog de viagens Nat no Mundo (http://natnomundo.com/) e, hoje, escreve sobre literatura para o Estante Blog.
Natália Figueiredo

Natália Figueiredo

Natalia Figueiredo fez da escrita sua profissão. Começou a carreira no jornalismo impresso do Rio, mantém o blog de viagens Nat no Mundo (http://natnomundo.com/) e, hoje, escreve sobre literatura para o Estante Blog.

3 comentários em “Literatura de viagem: 10 títulos para fazer as malas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares