Passeio pela música popular brasileira

(0 Estrelas - 0 Votos)

Uma homenagem a compositores que fizeram história na MPB

Uma das maiores riquezas de nosso país é, sem dúvida, a música e desde 2012 é comemorado no dia 17 de outubro, o Dia da Música Popular Brasileira, também conhecido como o Dia Nacional da MPB. A data foi criada pela ex-presidente Dilma Rousseff e escolhida em homenagem ao nascimento da primeira compositora oficial da Música Popular Brasileira: Chiquinha Gonzaga. Nascida em 1847, no Rio de Janeiro, Chiquinha compôs diversas canções que fazem parte do imaginário popular até hoje, além de ter servido de inspiração para outros grandes nomes da MPB, como Elis Regina, Chico Buarque, Caetano Veloso etc. Naquela época, as mulheres não tinham espaço na política ou na música, e Chiquinha Gonzaga, além de ser compositora e regente, participou de grandes causas sociais de seu tempo. Suas músicas misturavam vários ritmos, como o tango, o choro e a marcha e transitavam entre o erudito e o popular. É dela a música “Ó Abre Alas”, um hino do carnaval brasileiro.

Origem da Música Popular Brasileira

A MPB surgiu a partir da influência de vários gêneros musicais, desde os típicos da Europa, até os africanos e indígenas. As suas raízes estão ainda durante o período colonial, no entanto, somente a partir dos séculos XVIII e XIX, a MPB começa a se formatar nas grandes cidades. No começo do século XX, com o surgimento do samba, a MPB se consolida como é conhecida hoje.

Conheça alguns títulos que ajudaram a contar a história de grandes mestres da música popular:

Chiquinha Gonzaga uma História de Vida – Edinha Diniz

chiquinha-gonzaga-uma-historia-de-vida-edinha-diniz
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Compositora e maestrina de sucesso, numa época em que mulher não tinha profissão, Chiquinha Gonzaga abriu caminhos e ajudou a definir os rumos da música brasileira. Deixou uma obra estimada em cerca de duas mil canções e 77 partituras para peças teatrais, maior do que qualquer compositor de seu tempo. A biografia da cantora traz imagens que convidam o leitor a conhecer o Rio de Janeiro da virada do século, além de fotos do acervo da família. Após uma pesquisa de seis anos, a autora conta detalhes da vida da maior figura feminina da música brasileira e belas imagens do acervo fotográfico do IMS de Marc Ferrez, Augusto Malta e Georges Leuzinger.•


Histórias de Canções: Chico Buarque – Wagner Homem

historias-de-cancoes-chico-buarque-wagner-homem
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

As histórias relacionadas às circunstâncias em que são compostas as canções sempre despertam muita curiosidade. Às vezes, por falta de informação, o próprio povo cria sua interpretação, que nem sempre corresponde aos fatos. Quem não gostaria de saber pra quem foi feita esta ou aquela canção, quem é a filha dos versos “você não gosta de mim, mas sua filha gosta” ou ainda quem são “Carolina”, “Januária”, a “Morena dos Olhos d’água”, “Beatriz” e outras tantas? Como eram as relações do letrista Chico Buarque com parceiros como Vinicius de Moraes e Tom Jobim que tiveram importância fundamental na sua carreira? Foi pensando nisso que Wagner Homem, curador do site oficial de Chico Buarque, selecionou uma centena de histórias relacionadas às suas composições. Engraçadas, tristes, reveladoras ou simplesmente curiosas, essas histórias descortinam o universo em que as canções aparecem e os fatos que a elas se ligam.


Toquinho 40 Anos de Música – João Carlos Pecci

toquinho-joao-carlos-pecci
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Após o sucesso do primeiro volume da coleção Histórias de canções, de Chico Buarque, a editora convidou os leitores a descobrirem outros causos. Desta vez, de Toquinho. Um dos principais músicos e compositores brasileiros abre o baú e revela fotos e histórias inéditas das parcerias que conquistou em sua carreira e do processo criativo que cativa admiradores em todo mundo. Baden Powel, Paulo César Pinheiro, Belchior e, principalmente, Vinícius de Moraes são os personagens desta obra saborosa.


Furacão Elis – Regina Echeverria

furacao-elis-regina-echeverria
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Uma vida em que tudo aconteceu depressa demais – assim foi a vida de Elis Regina, um turbilhão da infância à morte prematura e trágica. Furacão Elis é uma biografia que enreda o leitor neste turbilhão e procura iluminar todas as facetas de uma mulher difícil e apaixonante, obstinada e insegura. Segundo a autora, Elis Regina Carvalho Costa “rompeu com a prudência e se atirou ágil e rapidamente em seus desejos. Superou acusações, rótulos, cobranças. Confundiu, anarquizou, gritou e esperneou. Não levou desaforo para casa. Foi uma mutante especialíssima, uma mulher valente, uma artista excepcionalmente talentosa”, e que como bem resumiu seu amigo, o produtor e diretor musical Fernando Faro: “Morreu de inocência.”

Noel Rosa uma Biografia – João Máximo e Carlos Didier

noel-rosa-uma-biografia
Esgotado nas livrarias tradicionais. Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A polêmica biografia de Noel Rosa, publicada em 1990 e nunca reeditada, transformou-se rapidamente em um clássico, considerado um dos mais importantes livros escritos sobre um personagem da música brasileira. No entanto, uma briga judicial se arrasta entre os autores, herdeiros do compositor e editora. Esse é o mais completo estudo feito sobre Noel Rosa, um trabalho extremamente detalhista, repleto de fotos, partituras, ilustrações da época e cartas de um artista, que para muitos foi o maior compositor brasileiro de todos os tempos, com uma vida breve, – morreu com 27 anos – mas muita intensa. Por conta do impasse judicial, hoje só é encontrada no acervo da Estante Virtual.


Abc da Mpb – Jorge Fernando dos Santos

abc-da-mpb-jorge-fernando-dos-santos
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A música popular brasileira é uma das mais ricas do mundo. É admirada em vários países, mas nem sempre valorizada no Brasil. Como toda arte, a MPB deve ser respeitada, preservada e divulgada como um dos principais elementos da nossa cultura. O objetivo deste livro e do CD que o acompanha é levar aos leitores e ouvintes – e também às salas de aula – um pouco da história dos principais ritmos, gêneros musicais, compositores e intérpretes nacionais. O disco reúne dez canções originais, cujas letras cifradas estão incluídas no livro. Cada uma delas exemplifica um dos gêneros abordados pelo autor.


Gostou? Quais outras obras você indicaria para a lista?
Comentários

Natália Figueiredo

Natália Figueiredo

Jornalista Multimídia em Estante Virtual
Natalia Figueiredo fez da escrita sua profissão. Começou a carreira no jornalismo impresso do Rio, mantém o blog de viagens Nat no Mundo (http://natnomundo.com/) e, hoje, escreve sobre literatura para o Estante Blog.
Natália Figueiredo

Natália Figueiredo

Natalia Figueiredo fez da escrita sua profissão. Começou a carreira no jornalismo impresso do Rio, mantém o blog de viagens Nat no Mundo (http://natnomundo.com/) e, hoje, escreve sobre literatura para o Estante Blog.

2 comentários em “Passeio pela música popular brasileira

  • 31.03.2017 a 4:49 pm
    Permalink

    Gostei muito do que li aqui no seu site.Estou estudando o assunto,Mas quero agradecer por que seu texto foi muito valido. Obrigado :)

  • 24.03.2017 a 12:25 pm
    Permalink

    muito bom o seu artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares