Cinco livros e frases de Caio Fernando Abreu

(2.8 Estrelas - 4 Votos)
Caio Fernando Abreu: um dos expoentes de sua geração

Nascido em Santiago, Rio Grande do Sul, no dia 12 de setembro de 1948, Caio teve sua obra marcada pelo estilo sintético e altamente pessoal, em que aborda o sexo, o medo, a morte e, principalmente, a angústia da solidão. Fazia uma releitura rápida, porém despercebida de seu modo de pensar; a maioria de suas criações e personagens retratavam um modo cinzento e triste de viver, na busca inquietante pela felicidade. Ele venceu três vezes o Prêmio Jabuti, categoria Contos. Faleceu em 25 de fevereiro de 1996, aos 47 anos.

Caio estudou Letras e Artes Cênicas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde foi colega do ótimo escritor João Gilberto Noll. Contudo, abandonou ambos os cursos para trabalhar como jornalista de revistas, entre elas, Nova, Manchete Veja, além de colaborar com os jornais Correio do Povo, Zero Hora, Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo. Conheça abaixo mais de sua obra.

Limite branco

Escrito em 1967 e publicado pela primeira vez em 1970, o primeiro romance de Caio Fernando Abreu já antecipava as angústias que dominariam toda sua obra. De construção perfeita, intensa sinceridade e verdade pessoal, Limite branco caracteriza-se pelo pleno domínio do texto que sempre esteve na base do trabalho do autor.

limite-branco
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Se algumas pessoas se afastarem de você, não fique triste, isso é resposta da oração: ‘livrai-me de todo mal, amém’.


Morangos mofados

Este livro tornou-se um dos maiores sucessos editoriais da década de 80 ao mostrar o que há de mais profundo no ser humano. A busca, a dor, o fracasso, o encontro, o amor e a esperança estão presentes nesta série de contos que se entrelaçam como se fossem um romance. Os anseios dos anos 70 e a falta de perspectiva de concretizá-los são uma realidade que se mostra até hoje pertinente.

morango-mofados
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Nada em mim foi covarde, nem mesmo as desistências: desistir, ainda que não pareça, foi meu grande gesto de coragem.


Caio Fernando Abreu de A A Z

Uma seleção de trechos dos mais variados assuntos: amor, amizade, autoconhecimento, juventude, velhice, escrita, entre outros. Os fragmentos foram selecionados a partir dos temas mais recorrentes na obra de Caio e estão listados em ordem alfabética, como num dicionário. Aqui o leitor terá aperitivos de quase todos os livros do autor, desde o célebre Morangos mofados e o infantil As frangas, até as peças de teatro, as cartas e as crônicas publicadas em jornal.

caio-fernando-abreu-de-a-a-z
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Depois de todas as tempestades e naufrágios o que fica de mim e em mim é cada vez mais essencial e verdadeiro.


O ovo apunhalado

Neste livro foram reunidos 21 contos do autor, aquele que melhor retratou os dramas existenciais da geração de jovens urbanos que viveram o fim da ditadura militar.

o-ovo-apunhalado
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

O tempo tem uma forma maravilhosa de nos mostrar o que realmente importa.


Onde andará Dulce Veiga?

A segunda incursão do autor pelo gênero romance. Tendo como coadjuvantes os universos da redação jornalística e da música popular dos anos 1980, esta ficção-verdade desvenda o desejo reprimido e o tesão liberado, a convivência com um mundo opressivo e a maneira de fugir dele.

onde-andara-dulce-veiga
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Quem procura não acha. É preciso estar distraído e não esperando absolutamente nada. Não há nada a ser esperado. Nem desesperado.


 

Qual seu livro preferido de Caio Fernando Abreu? Compartilhe e participe da conversa.

 

Comentários

Um comentário em “Cinco livros e frases de Caio Fernando Abreu

  • 02.04.2017 a 3:59 am
    Permalink

    Adorei o site, parabens!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares