10 autores espanhóis que você precisa conhecer

Espanha, um celeiro literário

A Espanha talvez não seja ainda, no Brasil, tão conhecida por sua literatura quanto é pelo futebol. Aqui, países como Estados Unidos, Inglaterra, França e alguns da América do Sul, vem antes na memória das pessoas. Dessa forma, resolvemos criar uma lista com 10 escritores para provar o quanto é prolífica e de qualidade a literatura deste país. De Miguel de Cervantes a Carlos Ruiz Zafón, seus escritores vem conquistando cada vez mais espaço entre os corações dos leitores em todo mundo. Confira!

Camilo José Cela

Nascido no dia 11 de maio de 1916, o escritor chegou a cursar Medicina na Universidade Complutense e assistiu a algumas aulas de Filosofia e Letras na Universidade de Madri. Depois, ele ofereceu seus serviços como informante para o regime de Franco e mudou-se voluntariamente de Madri para a Galiza durante a Guerra Civil, a fim de se juntar às forças franquistas. Contudo, ferido por uma granada errante, viu terminada a sua vida militar. Assim, resolveu escrever e estreou com o incrível A família de Pascual Duarte, uma dura história ambientada num pequeno povoado e que aborda grandes paixões, com destaque para o ódio e a violência. A colméia, sua obra mais importante, inaugurou o realismo social dos anos 50. Foi editado em 1951 em Buenos Aires, já que a censura tinha proibido sua publicação na Espanha por causa de suas passagens eróticas. Foi membro da Real Academia Espanhola desde 1957 até à sua morte. Recebeu o Nobel de Literatura de 1989. Faleceu em Madri em 17 de janeiro de 2002.

Camilo José Cela
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual

Javier Cercas

Cercas nasceu em 1962, em Ibahernando, Cáceres, e trabalhou durante dois anos na Universidade de Illinois, em Chicago, Estados Unidos. Desde 1989, leciona literatura espanhola na Universidade de Gerona. Entre suas obras, destacam-se O ventre da baleia, Soldados de Salamina, Anatomia de um instante.

javier_cercas
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual

Almudena Grandes

A autora nasceu em Madri em 1960. Aos vinte e oito anos, lançou As idades de Lulu, tendo recebido o Prêmio La Sonrisa Vertical. Desde então, tornou-se um dos grandes nome da literatura espanhola contemporânea. Várias de suas obras foram adaptadas para o cinema e lhe renderam importantes prêmios literários, como o Rapallo Carige e o Prix Méditerranée. Suas outros livros publicados no Brasil são Malena é um nome de tango Atlas da geografia humana.

almudena grandes
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual

Javier Marías

Formado em Letras e especializado em Filologia, Javier trabalhou como roteirista, tradutor e professor. Em 1970, escreveu o seu primeiro romance, Los dominios del lobo, o qual viria a ser publicado no ano seguinte. A obra Coração tão branco, de 1992, alcançou um enorme sucesso junto do público e da crítica, resultando na sua consagração internacional definitiva como escritor. Já escreveu mais de trinta livros, entre romances, ensaios e coletâneas de contos. Nasceu em Madri em 1951 e é membro da Real Academia Espanhola. Entre seus trabalhos destacam-se ainda Os enamoramentos, O homem sentimental e Todas as almas.

javier marias
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual

Enrique Vila-Matas

Enrique nasceu em Barcelona em 1948. Vinte anos depois foi viver para Paris, auto exilado do Franquismo e à procura de maior liberdade criativa. O apartamento onde se instalou foi-lhe alugado pela escritora Marguerite Duras, que já era bastante famosa na ocasião. Vila-Matas pediu-lhe, sem muitas esperanças, dicas sobre como se tornar um bom escritor. Para sua surpresa, a francesa deu-lhe uma enorme lista de dicas para escrever bem. Durante esse anos subsistiu realizando pequenos trabalhos como jornalista para a revista Fotogramas, e chegou a colaborar como figurante num filme de James Bond. Com a publicação de História abreviada da literatura portátil, Vila-Matas começou a ser reconhecido e admirado no âmbito internacional, especialmente nos países latino-americanos, na França e em Portugal. Suas obras são uma mescla de ensaio, crónica jornalística e novela, com destaque para Dublinesca, Ar de Dylan, A viagem vertical e Paris não tem fim.

enrique vila-matas
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual

Carlos Ruiz Zafón

Carlos Ruiz Zafón nasceu em 25 de setembro de 1964, em Barcelona, cenário de seus romances A sombra do vento – que vendeu mais de 10 milhões de exemplares em todo o mundo – e O jogo do anjo. Contudo, vive desde 1993 em Los Angeles, onde trabalha como roteirista. Nos anos 1990, escreveu a trilogia infantojuvenil, composta por e O príncipe da névoa, O palácio da meia-noite e As luzes de setembro, e Marina.

Carlos Ruiz Zafón
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual

Miguel de Cervantes

Considerado o maior romancista, dramaturgo e poeta da língua espanhola, Miguel de Cervantes nasceu em Alcalá de Henares, Espanha, mas viveu anos na Itália. Lutou na Batalha de Lepanto (1571) e passou cinco anos preso em Argel (1575-1580). De volta à Espanha, tornou-se comissário na corte de Felipe II. Colecionou insucessos literários até publicar sua obra-prima, Dom Quixote de la Mancha. Escreveu até morrer, aos 69 anos.

cervantes_tumba
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual

Federico García Lorca

O autor nasceu no dia 5 de junho de 1898 em Granada e faleceu em 18 de agosto de 1936 na mesma cidade. Foi poeta e dramaturgo e uma das primeiras vítimas da Guerra Civil Espanhola. Grande parte dos seus primeiros trabalhos baseia-se em temas relativos à Andaluzia, à música, ao folclore regional e aos ciganos. Morou nos Estados Unidos e em Cuba, período de seus poemas surrealistas, manifestando seu desprezo pelo modo de vida estadunidense.Voltando à Espanha, criou um grupo de teatro chamado La Barraca. Não ocultava suas ideias socialistas e tendências homossexuais. García Lorca foi ainda um excelente pintor, compositor precoce e pianista. Chamam atenção seus livros Bodas de sangue, Yerma,  Romanceiro gitano e outros poemas e Dona Rosita, a solteira.

Federico García Lorca
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual

Manuel Vázquez Montalbán

Manuel Vázquez Montalbán nasceu em Barcelona no dia 14 de Junho de 1939 e morreu na Tailândia em 18 de Outubro de 2003. Foi escritor, jornalista, poeta e novelista. Montalbán é o criador do detetive galego Pepe Carvalho, protagonista livros pliciais que se passam em Barcelona, como O labirinto grego e Os mares do sul. Escreveu ainda livros de poesia e vários ensaios. Entre seus trabalhos destacam-se Manifesto do Planeta dos Macacos, Ou César ou nada e Quarteto.

Manuel Vázquez Montalbán
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual

Arturo Pérez-Reverte

Arturo Pérez-Reverte nasceu em Cartagena, na província de Múrcia no dia 24 de novembro de 1951. É novelista e jornalista, e, desde 2003, membro da Real Academia Espanhola da língua. Antigo repórter de guerra, dedica-se em exclusivo à escrita desde finais dos anos 1980, tendo publicado romances como O cemitério dos barcos sem nome, A carta esférica, O tango da velha guarda, O Capitão Alatriste e Limpeza de sangue. A visão que o escritor tem da existência em geral é sombria. Discorda do humanismo cristão e acredita que a filosofia pagã tem uma visão mais exata e cruel do mundo. Sua obra está traduzida em quase trinta idiomas.

Arturo Pérez-Reverte
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual

 

Qual seu escritor espanhol preferido? Compartilhe e participe da conversa.

Comentários

7 comentários em “10 autores espanhóis que você precisa conhecer

  • 30.08.2016 a 1:33 pm
    Permalink

    Cervantes , Lorca e o contemporâneo Záfon são os que conheço, todos da melhor qualidade.

  • 04.09.2016 a 10:49 am
    Permalink

    Não conheço alguns, e agora fiquei animada para lê-los!

  • 11.09.2016 a 10:05 am
    Permalink

    Li pelo menos 3 vezes a Sombra do Vento de Carlos Ruiz Záfon e pretendo ler outros livros dele…ele é muito bom. Não li, mas dei Dom Quixote para meu sobrinho que gostou muito e pretendo ler também…mas isso não significa que não possa ler os outros autores…

  • 17.09.2016 a 10:19 pm
    Permalink

    Faltou o escritor J.J.Rodríguez, autor do best seller “Cavalo de Troia “

  • 20.09.2016 a 4:34 pm
    Permalink

    Não dá pra deixar de fora o grande escritor J.J Benitez com a saga “Operação cavalo de Troia”. Talvez em nova listagem ele apareça.

  • 28.09.2016 a 1:34 pm
    Permalink

    As apresentações estão pouco cuidadas. Exs: Cervantes não é considerado o maior poeta da língua espanhola e Lorca não morreu precisamente de morte natural…

  • 20.10.2016 a 3:55 pm
    Permalink

    E Lope de Vega Carpio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares