Cinco livros para calouros de Publicidade e Propaganda

(0 Estrelas - 0 Votos)
Sugestões para os futuros criativos começarem bem a faculdade

Se tem um curso que precisa de inspirações, certamente é o de Publicidade e Propaganda. Para isso, nada melhor do que dicas literárias para ativar todas as células cinzentas dos nossos jovens estudantes. Confira!

Na toca dos leões, de Fernando Morais

Em quase 500 páginas, o escritor esmiúça a vida de Washington Olivetto, Javier Llussá Ciuret e Gabriel Zellmeister, os fundadores da W/Brasil, uma das agências de propaganda mais premiadas do mundo. Destas páginas emergem grandes sucessos, polêmicas, acusações de traições, segredos até agora guardados a sete chaves (não só da propaganda, mas também da política) e dramas pessoais, como o seqüestro de Washington Olivetto, aqui revivido em detalhes até hoje inéditos.

Na toca dos leoes
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A Publicidade é um cadáver que nos sorri, de Oliviero Toscani

Os principais questionamentos do mais premiado e ao mesmo tempo combatido publicitário da atualidade estão neste livro. Para o autor Oliviero Toscani, a publicidade é um cadáver sorrindo: as fórmulas que vendem a felicidade nunca fizeram sentido e estão gastas, mas continuam a ser usadas. Diz também que o consumidor do mundo atual é bombardeado com promessas ridículas e slogans repetitivos. O livro conta a trajetória de Toscani desde os tempos em que era fotógrafo de moda das principais publicações européias, e todo o processo de criação do polêmico publicitário.

A publicidade e um cadaver que nos sorri
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Confissões de um publicitário, de David Ogilvy

Durante anos David Ogilvy viveu na Madison Avenue, em Nova York, como um desconhecido. Já naqueles tempos dirigia uma das melhores agências de propaganda do Estados Unidos e era um dos publicitários mais criativos das Américas. Em suas confissões, ele conta como conseguiu tudo isto e que conhecimentos e experiências pôde reunir no relacionamento com os clientes, e sobre a psicologia do consumidor.

Confissões de um publicitário
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Estratégias semióticas da publicidade, de Lucia Santaella e Winfried Nöth

Quando se consomem muito mais significados e valores do que produtos, este livro busca compreender as variadas camadas de influências emocionais e culturais que agem sobre o consumidor. A semiótica, ciência dos signos, sinais e símbolos, está habilitada a explicitar as múltiplas camadas de sentido que são absorvidas pelo consumidor de modo intuitivo e, muitas vezes, sob o nível consciente. Este livro discute como, por quais meios e para quais fins os signos publicitários falam.

estratégias semióticas
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Do caos à criação publicitária, de João Anzanello Carrascoza

O livro aborda o universo das referências culturais da propaganda e sua utilização no processo criativo. Carrascoza parte de uma premissa valiosa: quanto mais os profissionais da propaganda acumulam informações de universos culturais variados, mais persuasivos podem se tornar. A partir disso, dedica-se ao esclarecimento e à exemplificação de recursos discursivos, como a paródia, a estilização, a paráfrase e o ready-made.

Do caos à criação publicitária
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

 

Que livro você recomendaria para um acadêmico de publicidade? Deixe seu comentário e participe da conversa.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares