Sete escritoras que você precisa conhecer no Dia do Escritor e da Mulher Negra

No Dia do Escritor e da Mulher Negra, celebramos incríveis autoras

Dia 25 de julho é o Dia do Escritor. Também é o Dia da Mulher Negra. Duas excelentes oportunidades para dar destaque a autoras de incrível sensibilidade e talento que talvez você ainda não conheça. Confira esta lista de escritoras e suas obras inspiradoras.

Maya Angelou

Aclamada poeta norte-americana, a autora e ativista Maya Angelou costuma ser mencionada como porta-voz das mulheres negras dos EUA. Suas poesias falam sobre a beleza negra, a força da mulher e do espírito humano e a luta por justiça social. Entre suas principais obras estão Carta à minha filha As 30 coisas que toda mulher de 30 deve ter e saber.

Maya Angelou
Clique na imagem e veja a obra do autora na Estante Virtual

Conceição Evaristo

Suas obras, em especial o romance Ponciá Vicêncio,abordam temas como a discriminação racial, de gênero e de classe. A obra foi traduzida para o inglês e publicada nos Estados Unidos. Atualmente leciona na Universidade Federal de Minas Gerais como professora visitante. A autora publicou também Olhos d’água e Becos da memória.

Conceição Evaristo
Clique na imagem e veja a obra do autora na Estante Virtual

Alice Walker

A autora é internacionalmente conhecida por sua participação em movimentos pelos direitos civis, principalmente das causas negra e feminina. Além de romancista premiada, é também autora de contos, ensaios, poemas e vários livros infantis. Sua obra está traduzida para mais de vinte línguas. A cor púrpura, adaptada com sucesso para o cinema, tendo no elenco nomes, Danny Glover, Whoopi Goldberg e Oprah Winfrey, é seu livro mais conhecido. Outras obras importantes: Rompendo o silêncio e Ninguém segura essa mulher.

alice walker
Clique na imagem e veja a obra do autora na Estante Virtual

Zora Neale Hurston

Hurston publicou mais de cinquenta romances, contos, peças e ensaios. Ao contrário de seus contemporâneos Richard Wright e Ralph Ellison, Hurston não escreve explicitamente sobre a questão do racismo nos EUA. Ela foca na cultura e nas tradições negras por meio da poesia do seu discurso. Apesar do sucesso inicial, Zora sofreu no final de sua carreira. Teve dificuldade para ser publicada e morreu pobre e sozinha. As gerações seguintes descobriram suas obras e chamaram a atenção de novos leitores. No Brasil, tem publicado Seu olhar posto em Deus.

Zora Neale Hurston
Clique na imagem e veja a obra do autora na Estante Virtual

Carolina Maria de Jesus

Catadora de lixo e moradora da favela do Canindé, em São Paulo, Carolina usava os cadernos que encontrava no lixo para escrever sobre seu cotidiano e pensamentos. Com o tempo, virou um diário que passou a ser publicado num jornal. Hoje, está traduzida para mais de dez idiomas. Publicou Quarto de despejo: Diário de uma favelada, Diário de Bitita, Pedaços da fomeAntologia pessoal.

Carolina Maria de Jesus
Clique na imagem e veja a obra do autora na Estante Virtual

Toni Morrison

Esta norte-americana formada em letras pela Howard University estreou, em 1970, com O olho mais azul. A obra Amada lhe valeu o Pulitzer. Em 1993, tornou-se a primeira escritora negra a receber o Prêmio Nobel de Literatura. Outras obras de destaque: Paraíso, Jazz e Compaixão.

Toni Morrison
Clique na imagem e veja a obra do autora na Estante Virtual

Chimamanda Ngozi Adichie

Nascida no dia 15 de setembro de 1977 na Nigéria, Chimamanda Ngozi Adichie publicou seu primeiro romance, Hibisco roxo, em 2003. O segundo, Meio sol amarelo, ganhou o importante Orange Prize em 2007. Chimamanda é voz importante na luta pelo direito das mulheres, tendo escrito, inclusive, as obras Sejamos todos feministas e Americanah.

Chimamanda Ngozi Adichie
Clique na imagem e veja a obra do autora na Estante Virtual

 

Você já leu algum livro destas escritoras? Deixe seu comentário e participe da conversa.

Comentários

4 comentários em “Sete escritoras que você precisa conhecer no Dia do Escritor e da Mulher Negra

  • 25.07.2016 a 7:53 pm
    Permalink

    Só Chimamanda. Que vergonha! Vou correr atrás de todas as outras…

  • 29.07.2016 a 11:56 am
    Permalink

    Li Quarto de Despejo. Muito humano, triste e pior. Não é ficção. Era seu dia a dia na favela.
    Uma grande mulher.

  • 31.07.2016 a 8:52 am
    Permalink

    Ja li o Quarto de Despejo. Maravilhoso. Estou conhecendo Agora a Conceição Evaristo e ja estou guardando os outros nomes para conhecer também. Show de Bola.

  • 25.04.2017 a 7:55 am
    Permalink

    Eu gostei demais das dicas. Como faço para baixar o ebook completo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares