Dicas para marinheiros de primeira viagem da Flip

Então você finalmente resolveu se jogar e viver a experiência da Festa Literária Internacional de Paraty. Meus parabéns! Para quem ama livros, cultura e badalação, sua viagem promete. A EV preparou algumas dicas para que você aproveite ao máximo a experiência. Confira!

Transporte

Para ir, a melhor pedida é ônibus. Carro é mais confortável e rápido, mas o trânsito na estrada pode acabar com seu espírito literário. Além disso, nem todas as pousadas têm garagem.

Se a sua pousada é muito longe, táxi é uma alternativa, principalmente depois de um dia repleto de atividades. Em Paraty os táxis não têm taxímetro. Eles rodam no tiro e cobram em torno de 20 reais por viagem.

Hospedagem

Paraty possui diversos tipos de hotéis e pousadas, desde as mais aconchegantes – perfeitas para casais – até alternativas com espaço de lazer para as crianças. Para ficar perto do burburinho, a pedida é se hospedar nas proximidades do Centro Histórico, onde ocorre o evento. Existem inúmeras opções para quem prefere não andar muito e curte ficar no meio da badalação e das atrações. Infelizmente, a essa altura, fica mais difícil conseguir vagas nas imediações da Flip. Como plano B, as ruas adjacentes são valiosas, já que não ficam tão distantes da ferveção. Pode-se conseguir um quarto num raio de 10 a 15 minutos de caminhada do evento.

Agora, se você decidiu ir de última hora, talvez a salvação da lavoura seja alugar uma casa. Para grupos, essa pode ser a melhor opção. Normalmente, essas acomodações ficam um pouco mais longe, mas nada que passe de 15 a 20 minutos de caminhada.

Talvez a melhor opção para os empolgados de última hora seja o AirBnb que, no momento em que escrevemos este post, ainda traz diversas opções atrativas para a festa.

Alimentação

Não falta variedade para comer bem em Paraty. Comida caseira, japonesa, gourmet, até mesmo cozinha tailandesa. Tudo pertinho do centro e da Flip. Como você pode imaginar, as horas de pico no almoço e jantar fazem com que os estabelecimentos fiquem bem lotados. É preciso paciência para filas e atendimento mais demorado. Uma boa ideia é se programar para comer meia hora antes.

Filas

A piada antiga diz que Flip significa Filas Literárias Internacionais de Paraty. Elas são inescapáveis. A maior é a da Tenda dos Autores, onde ocorrem as palestras principais. Mesmo com ingresso em mãos, convém chegar cedo para disputar os melhores lugares.

Mas as filas mais demoradas são as dos autógrafos. Em geral, ninguém fica menos de uma ou duas horas nelas. A pessoa sai da palestra, passa na livraria principal (localizada na saída do auditório) e corre para pegar a assinatura do(s) autore(s).

Nossa recomendação é que você compre seu livro na Estante Virtual e ganhe tempo chegando antes na fila da assinatura. Fica a dica.

Compras

Em Paraty existem diversas lojas de roupa e bijuteria. As pessoas têm varias opções. Fora as livrarias da cidade. Tem também uma feira de artesanato que o pessoal ama.

 Brindes

Muita gente esquece, mas a Flip é, acima de tudo, um evento do mercado editorial. Por isso, a distribuição de brindes é comum. Algumas editoras alugam casas para divulgação de seus livros e promoção de autores. Nelas, os visitantes conseguem brindes, como marcadores, bottons, livretos, entre outros.

O que fazer

Fora as palestras, as pessoas podem aproveitar para passear e visitar os pontos turísticos. Vale lembrar que as melhores praias são afastadas, ou seja, você precisa estar de carro. Outra opção é a programação off-flip, sempre descolada e instigante.

O que muita gente não se dá conta é que a Flip é um evento cercado de pequenos eventos por todos os lados. Além da off-flip, a Casa de Cultura também capricha nas exposições e palestras. A Praça da Matriz vira palco de uma série de montagens teatrais. Enfim, nunca faltam atividades para os flipeiros.

Noite

Durante a noite, a Flip ganha seu momento mais relaxado e informal. A maior parte de quem está trabalhando já finalizou as tarefas e se junta aos visitantes para aquele chope com papo-cabeça na praça da Matriz, antes do jantar e do agito das festas e boates.

E você? Tem alguma dica para quem vai participar da Flip 2015? Deixe sua mensagem e participe da conversa.

Comentários

Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Colaborador em Estante Virtual
Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.
Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares