As influências literárias do mestre do terror

(0 Estrelas - 0 Votos)
Conheça os ídolos de Stephen King

Pouca gente no mundo pode se gabar de aterrorizar milhões e – até por isso – ser um dos autores mais bem-sucedidos da atualidade. Stephen King pode ser chamado de muitas coisas, menos de preguiçoso: sua extensa carreira inclui teatro, cinema, TV e – principalmente – livros. Muitos livros. Ao todo, foram 350 milhões de exemplares vendidos em 40 países.

Em sua obra meio autobiografia, meio manual de técnica de redação, Sobre a escrita, King fala sobre sua técnica e influências. Assim, separamos alguns dos escritores que fizeram parte da formação do criador de Carrie, a estranha, de O iluminado, À espera de um milagre e O apanhador de sonhos.
Uma seleção de arrepiar. Confira!

 Richard Matheson

Você pode não conhecer este nome, mas, se é fã de ficção científica, você já leu ou assistiu algo escrito por ele ou adaptado de uma obra dele. Richard escreveu vários episódios da série Além da imaginação, adaptou obras de Edgar Allan Poe para o cinema e escreveu o primeiro trabalho para televisão de Steven Spielberg, o filme Encurralado, a partir de um conto de sua autoria. Seu romance de ficção científica Eu sou a lenda foi filmado três vezes com os títulos Mortos que matam, com Vincent Price no papel principal, A última esperança da Terra, com Charlton Heston, e Eu sou a lenda, com Will Smith. Outros romances de Matheson também ganharam as telas, entre eles Amor além da vida e Em algum lugar do passado. Essa habilidade de conversar com múltiplas mídias e transitar entre o drama e o horror marcou fortemente a formação de Stephen King, que acabou seguindo um caminho semelhante em sua carreira. Veja a obra mais famosa de Richard Matheson.


Ray Bradbury

Se Stephen King atingiu sucesso mundial escrevendo sobre o fantástico, o próprio autor reconhece que o caminho que percorrido foi aberto por Ray Bradbury. Muitos, aliás, acreditam que este foi o escritor responsável pela popularização da ficção científica moderna. Seu nome aparece no topo da lista de autores do gênero no século XX, junto com Isaac Asimov, Arthur C. Clarke, Robert A. Heinlein e Stanislaw Lem.

Mais de oito milhões de cópias de seus livros foram vendidas em 36 idiomas, entre eles, as coleções de contos As crônicas marcianas e Os frutos dourados do Sol, e os romances Fahrenheit 451 e Algo sinistro vem por aí.


H.P. Lovecraft

Enquanto Ray Bradbury popularizou a ficção científica, não é possível pensar em terror sem falar em H.P. Lovecraft. Ele revolucionou o gênero com o “Cosmicismo” ou “Terror Cósmico”. Para o autor, a vida era incompreensível e o universo hostil aos interesses do homem. Por isso, seus trabalhos expressam uma atitude profundamente pessimista e cínica. Uma característica que se fez especialmente presente nas primeiras obras de Stephen King como Carrie, a estranha. Abaixo um de seus trabalhos mais famosos.


Veja na Estante Virtual a obra completa do mestre Stephen King.

 

Qual o seu livro favorito de Stephen King? Deixe seu comentário e participe da conversa. 

 

Comentários

Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Colaborador em Estante Virtual
Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.
Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.

4 comentários em “As influências literárias do mestre do terror

  • 29.08.2016 a 7:16 pm
    Permalink

    Ótimo, vou começar a ver algumas obras desses outros!

  • 23.09.2015 a 3:20 pm
    Permalink

    adorei essa postagem sobre Stephen King, além de ter outros escritores muito importante na atualidade, enfim, minha obra favorita do S.K. é Misery(Louca obsessão), pra mim é um dos melhores dele, inclusive o filme, não é atoa que a protagonista ganhou o Oscar na época.

  • 22.09.2015 a 12:57 am
    Permalink

    Ótima postagem! Meus favoritos dele até agora são O iluminado, O cemitério e Sobre a escrita, que não é ficção mas achei muito bom! Inclusive no final deste último livro tem uma lista com alguns autores que ele leu.

  • 21.09.2015 a 9:36 pm
    Permalink

    O iluminado o//

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares