10 suspenses para ficar preso na cadeira

Livros que deixarão o leitor tenso até o fim

O conceito de livro bom varia bastante. Varia tanto de pessoa para pessoa quanto de gênero literário para gênero literário. Um ótimo romance é diferente de um ótimo terror, assim como ocorre quando comparamos uma obra de fantasia com uma de poesia. Contudo, quando tratamos de suspense, o conceito de bom é explícito: o leitor tem que quebrar a cabeça para desvendar o final da história – não importa se ele acerta ou não –  e ficar tenso até o último capítulo.

Pensando nisso, criamos uma lista de títulos que as pessoas não conseguirão largar o fim da leitura! Prepare a comida e a bebida, pegue uma almofada para a coluna e acomode-se no sofá. Depois de começar você não parará mais.

O testamento dos séculos, de Henri Loevenbruck

Desde o início dos tempos, uma linhagem de beduínos é responsável por guardar a chave que decifrará o mais antigo e importante segredo da humanidade: a mensagem criptografada que Jesus Cristo deixou aos Homens. Vivendo no Deserto da Judeia, eles tinham a certeza de que se manteriam anônimos de tudo e de todos. Assim foi até o dia em que assassinos cruéis invadem o templo e dizimam um por um. Ao mesmo tempo, um experiente estudioso morre, em circunstâncias suspeitas, num vilarejo na França. Quando seu filho, Damien Louvel, viaja de Nova York para resolver as questões burocráticas do funeral, descobre que o pai estava mergulhado numa pesquisa sobre um misterioso objeto — a pedra de Iorden —, que, ao que tudo indica, custou-lhe a própria vida. O que realmente há de verdade em toda essa história? Por que as mais importantes personalidades do Vaticano estão desesperadas por um objeto? O que esse segredo pode influenciar na vida das pessoas?

o testamento dos seculos
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Identidade roubada, de Chevy Stevens

Naquele domingo, aparecem poucas pessoas interessadas em visitar o imóvel. Quando a corretora Annie está prestes a ir embora, uma van estaciona diante da casa e um homem sorridente vem em sua direção. Ela tem certeza de que será seu dia de sorte. Mas o inferno está apenas começando. Sequestrada por um psicopata, Annie fica presa durante um ano inteiro em um chalé nas montanhas, onde vive um pesadelo que deixará marcas profundas. Identidade roubada é o relato visceral que Annie faz à sua terapeuta dos 365 dias em que ficou à mercê do homem a quem chamava de Maníaco.

identidade roubada
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Eu sou o Peregrino, de Terry Hayes

Uma mulher é brutalmente assassinada em um hotel decadente de Manhattan, seus traços dissolvidos em ácido. Um pai é decapitado em praça pública sob o sol escaldante da Arábia Saudita. Na Síria, um especialista em biotecnologia tem os olhos arrancados ainda vivo. Restos humanos ardem em brasas na cordilheira Hindu Kush, no Afeganistão. Uma conspiração perfeita, arquitetada para cometer um crime terrível contra a humanidade, e apenas uma pessoa é capaz de descobrir o ponto exato em que todas essas histórias se cruzam. Uma jornada épica e imprevisível contra um inimigo implacável.

eu sou o peregrino
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Nove dragões, de Michael Connelly

Acompanhado de seu parceiro, o detetive Harry Bosch está a cargo de uma investigação que parece rotineira, seguindo a pista do assassino de uma loja de bebidas num gueto de Los Angeles. No meio da investigação, um telefonema ameaçador e uma mensagem em vídeo fazem com que o caso se torne pessoal para o detetive: as imagens foram registradas em Hong Kong e quem aparece nelas é Maddie, a filha dele que mora lá com a mãe, sua ex-mulher Eleanor. Agora, ela foi sequestrada, a polícia local não deu muita importância e o pai não tem escolha senão pegar o primeiro avião e se aventurar pelo território chinês.

nove dragoes
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Caixa de pássaros, de Josh Malerman

Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

CAPA-Caixa-de-Pássaros
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A tristeza do samurai, de Víctor del Árbol

A advogada María Bengoechea se tornou conhecida por ter colocado detrás das grades o inspetor César Alcalá, num ruidoso caso ocorrido em Barcelona nos anos 1970. O escândalo, que ela considerava completamente resolvido, ressurge quase dez anos depois, quando María descobre que outros nomes estavam envolvidos – o de um político com passado sombrio, mas também o de seu próprio marido, um homem machista e violento, e até mesmo o de seu pai, um ermitão que se especializou em forjar espadas. Tenso do início ao fim, e, mesmo já sabendo de quase todos os detalhes da trama, ficamos presos até a última página. Apesar de cenas fortes e violentas, o autor deu um toque sensível aos protagonistas, detentores de complexos danos psicológicos. Para fechar, a obra ainda serve como uma aula de história numa Espanha sob o regime Franquista, passando pela Segunda Guerra Mundial e terminando no começo da década de de 1980.

a tristeza do samurai
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Vozes, de Arnaldur Indridason

Um grande hotel em Reykjavík, capital da Islândia, está pronto para a festa de Natal. Quando a camareira desce até o porão para buscar o Papai Noel, no entanto, o que ela encontra é um cenário macabro: o zelador morto e coberto com seu próprio sangue. Enquanto os funcionários do hotel tentam manter intacta a imagem do estabelecimento e turistas vivem o sonho de um Natal islandês, o inspetor Erlendur Sveinsson investiga o assassinato. Como é característico da obra de Indridason, Vozes se sustenta não tanto nas provas físicas e nas novas tecnologias de investigação criminal, mas sobretudo na perspicácia de Erlendur.

vozes
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Alfabeto dos ossos, de Louise Welsh

Alfabeto dos ossos apresenta a busca incessante de um professor universitário, Murray Watson, por informações sobre um poeta controverso, Archi Lunan, que há décadas publicou apenas uma obra. Murray, fã desde que era jovem, até hoje não entende por que só um livro, mesmo que este tenha recebido elogios e por que Lunan sumiu logo após a publicação. Em sua busca, o docente se surpreende quando, ao pesquisar a vida de Archie, não encontra praticamente nada. Além de não ter tido amigos, todos dizem não se lembrar do poeta e não saber nada sobre sua única obra. Contudo, ele percebe que os entrevistados escondem algo e que existe um grande ressentimento quanto a Lunan. Para piorar, a única pessoa que poderia ajudá-lo, a ex-mulher do escritor, mora numa ilha e se nega a conversar.

alfabeto dos ossos
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Clientes demais, de Rex Stout

Trama de primeira, personagens misteriosos e um final inesperado. Um executivo com apetite sexual desenfreado. Seu ninho de amor secreto. Uma morte misteriosa. Um punhado de mulheres atraentes, todas elas suspeitas. Uma história que permanecerá na cabeça dos leitores por muito tempo após a última página. Com certeza, um dos mestres da literatura policial clássica. Se você é fã da “Rainha do Crime”, Agatha Christie, Rex Stout precisa ser sua próxima leitura.

clientes demais
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A mulher enjaulada, de Jussi Adler-Olsen

No auge da carreira política, a bela e reservada Merete Lynggaard desaparece. As investigações que se seguem não rendem muitas informações à polícia, levando ao arquivamento do caso. Passados alguns anos, o detetive Carl Mørck, responsável pelo recém-criado Departamento Q — uma seção para casos importantes não solucionados — é encarregado de descobrir o que, afinal, aconteceu a ela. Então, com seu assistente, Assad, ele inicia uma busca pelos rastros desse mistério e, para isso, Carl precisa vasculhar o passado de Merete, guardado a sete chaves, para descobrir a verdade.

Capa Mulher Enjaulada V2 RB.indd
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Qual seu livro de suspense preferido? Compartilhe e participe da conversa.

Comentários

12 comentários em “10 suspenses para ficar preso na cadeira

  • 09.05.2016 a 10:09 pm
    Permalink

    Ameiiii todos e gostaria muitode lê-los.

  • 09.05.2016 a 10:50 pm
    Permalink

    A menina que não sabia ler é muito bom!

  • 10.05.2016 a 12:18 am
    Permalink

    Mto boa essa lista! Já li alguns dela. Acrescentaria sem sombra de dúvidas o melhor livro (em minha opinião) de Harlan Coben chamado ” Não conte a ninguém ” e o clássico e insuperável suspense policial de Donato Carrisi ” O aliciador “. Agradeco pelas dicas. Já estão em minha lista! 😉

  • 10.05.2016 a 12:33 am
    Permalink

    Identidade Roubada é muito bom!

  • 10.05.2016 a 1:19 pm
    Permalink

    Que bom que gostou, Aline! Precisando de dicas estamos por aqui.

  • 10.05.2016 a 1:20 pm
    Permalink

    Oba, Eliana!

  • 11.05.2016 a 12:00 am
    Permalink

    Nossa, só de ler as resenhas já fiquei super interessada. Adoroterror e suspense. Boas dicas!!!

  • 11.05.2016 a 11:38 am
    Permalink

    Adoro livros de suspense! Desses já li Caixa de Pássaros, e é de perder o fôlego, muito angustiante. Vou procurar os outros. Obrigada pelas dicas. :)

  • 11.05.2016 a 2:33 pm
    Permalink

    Qualquer dúvida estamos por aqui!

  • 12.05.2016 a 4:40 pm
    Permalink

    To lendo caixa de pássaros é muito bom..não consigo parar de ler..muito mistério, suspense! :)

  • 14.05.2016 a 1:46 pm
    Permalink

    Uma dica para ser acrescentada são os livros de Duane Swierczynski, Anthony E. Zuiker: Grau 26, A Profecia de Dark e As Revelações de Dark.
    Simplesmente fantásticos. Fica a dica.
    Excelente leitura a todos!!!

  • 15.05.2016 a 8:33 am
    Permalink

    Li A mulher enjaulada, de Jussi Adler-Olsen, por indicação da Estante Virtual e amei! É ótimo!!! Vou adquirir outros desta lista, achei bem interessante. Recomendo, ainda, A Garota No Trem, de Paula Hawkins, maravilhoso também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares