400 anos sem Shakespeare e Cervantes

(0 Estrelas - 0 Votos)
Uma homenagem aos inesquecíveis William Shakespeare e Miguel de Cervantes

23 de abril de 2016 é uma das datas mais marcantes da literatura mundial: há exatos 400 anos, faleciam dois dos grandes autores de todos os tempos: William Shakespeare e Miguel de Cervantes.

Coincidência? Em partes. A gente explica:
Na época do falecimento de ambos, a Inglaterra adotava o calendário Juliano, enquanto a Espanha, o Gregoriano – utilizado, hoje, em todo Ocidente. Com isso, o 23 de abril da morte de Shakespeare equivale ao nosso 3 de maio, ou seja: o inglês faleceu, na verdade, 10 dias após o espanhol. De qualquer forma, como em seus respectivos calendários o dia foi 23 de abril, estudiosos estipularam esta data como a efeméride oficial dos dois escritores.

A questão do calendário é só uma das muitas que os diferenciam. Confira mais no duelo abaixo!

duelo shakespeare-cervantes

William Shakespeare (1564-1616)

O poeta, dramaturgo e ator nasceu em Stratford-upon-Avon, Inglaterra, numa família abastada e influente. Diferentemente do que muitos podem pensar, Shakespeare nunca foi à universidade devido a dificuldades financeiras de seu pai. Aos 25 anos finalizou sua primeira peça: Henrique VI – Parte 1. Ainda escreveria outras 36, além de 154 sonetos e centenas de poemas. Morreu aos 52 anos.

Conheça algumas obras de William Shakespeare.

Romeu e Julieta

A mais famosa história de amor da dramaturgia universal. A trama da primeira grande tragédia de William Shakespeare é baseada em fatos ocorridos na própria cidade de Verona. Outros escritores, antes do bardo inglês, criaram enredos inspirados no destino dos dois jovens amantes, mas nenhuma versão se compara à de Shakespeare, que transformou uma história, aparentemente corriqueira em termos literários, numa obra-prima inesquecível.

romeu e julieta
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Hamlet

A peça reconta a história de como o Príncipe Hamlet tenta vingar a morte de seu pai, o Rei Hamlet, executado pelo próprio irmão, tomando o trono e casando-se com a rainha. A peça traça um mapa do curso de vida na loucura real e na loucura fingida — do sofrimento opressivo à raiva fervorosa.

hamlet
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Sonho de uma noite de verão

Helena ama Demétrio, que ama Hérmia, que ama Lisandro, que também a ama. Quando Egeu, pai de Hérmia, decide que ela vai se casar com Demétrio, a moça decide fugir com Lisandro, marcando um encontro em um bosque. O que eles não esperavam é que neste local vivessem duendes, elfos e fadas, que usam poções mágicas para encantar, confundir e aproximar casais apaixonados, causando bastante confusão.

Sonhos de uma noite de verão
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Rei Lear

Ao fazer uma doação em vida de todos seus domínios às três filhas, o rei é imediatamente relegado ao abandono, restando-lhe apenas o amor de sua filha Cordélia. Uma história de traição, vingança e paixão.

rei lear
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Macbeth

Na tragédia de William Shakespeare mais curta, o enfoque é a ambição humana, a cobiça desmedida e os fantasmas que assombram os atos criminosos. A trama traz Macbeth e seu amigo Banquo retornando da guerra pelo reinado da Escócia, depois de retumbante vitória. Na estrada eles se deparam com três feiticeiras que realizam surpreendentes previsões.

macbeth
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

 

Confira a obra completa de William Shakespeare!


Miguel de Cervantes (1547-1616)

Considerado o maior romancista, dramaturgo e poeta da língua espanhola, Miguel de Cervantes nasceu em Alcalá de Henares, Espanha, mas viveu anos na Itália. Lutou na Batalha de Lepanto (1571) e passou cinco anos preso em Argel (1575-1580). De volta à Espanha, tornou-se comissário na corte de Felipe II. Colecionou insucessos literários até publicar sua obra-prima, Dom Quixote de la Mancha. Escreveu até morrer, aos 69 anos.

Conheça algumas obras de Miguel de Cervantes.

Dom Quixote

Dom Quixote de la Mancha não tem outros inimigos além dos que povoam sua mente enlouquecida. Seu cavalo não é um alazão imponente, seu escudeiro é um simples camponês da vizinhança e ele próprio foi ordenado cavaleiro por um estalajadeiro. Para completar, o narrador da história afirma se tratar de um relato de segunda mão, escrito pelo historiador árabe Cide Hamete Benengeli, e que seu trabalho se resume a compilar informações. Provavelmente, esta é a aventura mais apaixonante da literatura. Em 2015, foi lançado pela editora Companhia das Letras uma edição revisada e atualizada, dividida em dois volumes (abaixo a capa do primeiro). Se preferir esta edição específica, clique aqui.

dom quixote 1
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Novelas exemplares

Entre 1590 e 1612, Miguel de Cervantes escreveu uma série de novelas curtas. Os doze textos foram publicados juntos, em 1613, com o título de Novelas exemplares de honestíssimo entretenimento. Uma obra madura, em que o escritor demonstra ter adquirido plena habilidade de sua arte. É o resultado de uma reflexão do autor sobre os limites e as possibilidades da novela curta. Em 2015, foi lançado pela editora Cosac Naify uma edição revisada e atualizada (capa abaixo). Se preferir esta edição específica, clique aqui.

novelas exemplares
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A destruição de Numância (esgotado nas livrarias tradicionais)

Esta obra marcante de Cervantes relata o cerco romano, no século II a.C., à cidade de Numância, na Espanha. Este terminou com o suicídio de toda a população antes que os inimigos conseguissem penetrar nas muralhas da cidade.

a destruicao de numancia
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A novela do curioso impertinente (esgotado nas livrarias tradicionais)

Esta é a história mais conhecida contada por Dom Quixote em sua aventura épica. Numa taberna, enquanto Dom Quixote dorme, o vigário da aldeia lê a história de um cavaleiro que padecia de estranha obsessão: para saber se a bela esposa o trairia no futuro, ele resolve testar sua fidelidade com seu melhor amigo. O desfecho deste triângulo amoroso vai surpreender até o leitor mais sagaz.

A novela do curioso impertinente
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A Galatéia (esgotado nas livrarias tradicionais)

Escrito por Cervantes com a intenção de ser um veículo para estudo psicológico do amor, A Galatéia ambienta-se às margens do Rio Tejo e possui uma trama principal e várias secundárias. Na mais importante, Elicio e Erastro são dois pastores apaixonados por Galatéia, uma belíssima pastora que reúne todas as virtudes das heroínas cervantinas: discrição, honestidade e bondade. Mas ela preza sua independência e não quer se ver sujeita ao amor de homem algum.

a galateia
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

 

Confira a obra completa de Miguel de Cervantes!


Para você, quem ganha este duelo? Dê sua opinião e participe da conversa.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares