5 autores curitibanos essenciais

(0 Estrelas - 0 Votos)
29 de março – Dia de Fundação de Curitiba

Curitiba, capital do Paraná, completa hoje 323 anos de sua fundação. Em recente pesquisa feita pela importante revista Forbes, a cidade foi escolhida como a terceira mais sagaz do mundo, ou seja, aquela que se preocupa, de forma conjunta, em ser ecologicamente sustentável, com qualidade de vida, boa infraestrutura e dinamismo econômico. Também é um dos municípios brasileiros mais influentes no cenário global, recebendo a classificação de cidade global gama por parte do Globalization and World Cities Study Group & Network.

Em homenagem a este importante dia, selecionamos 5 autores, de diferentes áreas, como dicas de leitura não só para os curitibanos, mas para todo o Brasil. Uma ótima maneira de todos conhecerem um pouco mais da cultura de uma cidade tão querida no Brasil. Parabéns, Curitiba!

Confira os autores.

Paulo Leminski

Paulo Leminski Filho nasceu em 24 de agosto de 1944 em Curitiba. Conhecido como “Besta dos Pinheirais”, ele era uma verdadeira força da natureza. Além de poeta, foi escritor, tradutor e professor. É autor de biografias sobre Cruz e Sousa e Trotsky. Leminski também compôs letras de música em parcerias com Caetano Veloso e o grupo A Cor do Som. E, ainda por cima, era faixa preta de Judô. Faleceu em 1989, deixando um legado de poesia, lirismo e fúria. Entre suas obras de destaque estão Toda poesia, Caprichos & relaxos e Distraídos venceremos.

Paulo-Leminski
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual.

Dalton Trevisan

O autor nasceu no dia 14 de junho de 1925. Formado em Direito, exerceu a função de repórter policial e crítico de cinema. Em 1945, um acidente com um forno de uma olaria quase terminou com a vida de Trevisan. Em 1950, o escritor vai para a Europa, casa-se em 1953, tornando-se pai de duas filhas. É reconhecido como um dos mais importantes contistas da literatura brasileira por grande parte dos críticos do país. É avesso a entrevistas e a exposições em eventos públicos, por isso é raramente visto ao vivo. Por esse motivo recebeu a alcunha de “Vampiro de Curitiba”, nome de um de seus livros. Já teve livros traduzidos para diversos idiomas, como o inglês, o espanhol e o italiano. Na Hungria, alguns de seus contos inspiraram uma série de TV. No Brasil, alguns textos foram adaptados para o cinema e a TV. Hoje, com 90 anos, continua produzindo seus livros normalmente. Entre seus muitos livros, destacamos O Vampiro de Curitiba, Novelas nada exemplares e Cemitério de elefantes.

dalton
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual.

Luís Henrique Pellanda

Pellanda é um cronista e contista brasileiro. Formado em jornalismo, trabalhou em diversos jornais, como a Gazeta do Povo e o Primeira Hora. Foi subeditor e colunista do Rascunho Literário, publicação mensal com foco em literatura, e e cronista do site de crônicas Vida Breve. Seu primeiro livro O macaco ornamental foi segundo lugar no Prêmio Clarice Lispector 2010, categoria Conto. Já a obra Nós passaremos em branco foi finalista do Prêmio Jabuti de Literatura, em 2012. Também participou, como organizador, de As melhores entrevistas do Rascunho. Tem ainda entre seus trabalhos,  Asa de sereia e Detetive à deriva.

pellanda-470x260
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual.

Manoel de Oliveira Franco Sobrinho

Nascido em 11 de janeiro de 1916, Manoel foi um advogado, juiz, jornalista, administrador público, político, professor e escritor que atuou na própria cidade de Curitiba, escrevendo vários livros na área jurídica. Faleceu em 2002. Com muitos livros técnicos publicados, destacamos DesapropriaçãoFundações e empresas públicas e A prova administrativa.

Manoel de Oliveira Franco Sobrinho
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual.

Tasso da Silveira

O pooeta Tasso da Silveira nasceu em 1895 e faleceu em 1968. Formado em Direito, no Rio de Janeiro, é considerado um dos representantes da ala espiritualista do modernismo, ao lado de Cecília Meireles e Tristão de Ataíde. Estreou como poeta com Fio d’água (veja no link exemplar raro), em 1918. Entre suas obras mais famosas estão A egreja silenciosaCanções a Curitiba e outros poemas e Diálogo com as raízes.

tasso-da-silveira
Clique na imagem e veja a obra do autor na Estante Virtual.

Qual seu autor curitibano preferido? Dê sua opinião e participe da conversa!

Comentários

Um comentário em “5 autores curitibanos essenciais

  • 31.03.2016 a 12:30 pm
    Permalink

    O Vampiro de Curitiba e o Cemitério de Elefantes, são na minha humilde opinião dois dos melhores exemplares da literatura nacional. Já li e reli inúmeras vezes desde a minha adolescência quando estudando para o vestibular foi leitura recomendada. Dalton Trevisan um dos maiores escritores em língua portuguesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares