Cinco fatos e cinco livros sobre Mário de Andrade

O poeta Mário de Andrade nos deixava no dia 25 de fevereiro de 1945

Obra imatura

Veja o livro
Veja o livro
  • Mário foi um dos maiores defensores da Semana de Arte Moderna (1922), que foi tratada com críticas e indiferença pela elite intelectual brasileira. Mas, devido à sua influência nas artes plásticas, música e literatura, foi considerado um importante evento para a história da nossa cultura.

 

Macunaíma

Veja o livro
Veja o livro
  •  A vida íntima de Mário era uma incógnita. Alguns amigos achavam ser ele casto, mas tudo indica que Mário era homossexual. 

 

Amar, verbo intransitivo

Veja o livro
Veja o livro
  • Este livro foi uma criação polêmica de Mário de Andrade. O livro relata a iniciação sexual de um adolescente com a empregada da casa e causou escândalo na época em que foi lançado.

 

Contos novos

Veja o livro
Veja o livro
  • Mário de Andrade estampou a nota de Cr$ 500.000,00 (quinhentos mil cruzeiros), que entrou em circulação no ano de 1993. O Brasil vivia um período de inflação galopante na época em que foi lançada. Com o surgimento do Plano Real, no entanto, ela logo foi tirada de circulação. 

 

Poesias completas

Veja o livro
Veja o livro
  • Mário de Andrade foi sepultado ao lado de grandes nomes da literatura brasileira, como Monteiro Lobato e Oswald de Andrade, no Cemitério da Consolação, em São Paulo.

 

Qual sua obra favorita de Mário de Andrade? Deixe seu comentário e participe da conversa.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares