Ah, a rainha de bateria…, de Janaina Rico

(0 Estrelas - 0 Votos)
Tem algumas coisas que a gente não tem como ter meio termo na hora de assumir. E vou falar uma coisa bastante constrangedora agora. Por favor, não me julgue nem me critique. Posso confesar?

Eu sinto inveja da rainha de bateria.
Eu sinto muita inveja da rainha de bateria.
Mas, não daquelas trabalhadas na cirurgia plástica e nos anabolizantes, que enchem a Sapucaí, nas Escolas de Samba que ocupam o horário nobre do carnaval da Rede Globo. Aquelas são cheias de “personais” disso e daquilo para as transformarem em umas mulheres que estão cada vez com mais músculos e voz grossa, deixando para bem longe um ideal de beleza feminina, com curvas e sensualidade. São todas iguais. E esquisitas.
Minha inveja é daquelas moças que estão como madrinhas de bateria de blocos de rua, escolas de acesso, agremiações pequenas. Aquelas lindas, que sambam com paixão, pagam caro pela fantasia modesta e torturam os pés com enormes saltos altos nas ruas da cidade, para mostrarem o seu samba no pé.
São mulheres comuns, que trabalham o ano todo, entram e saem de ônibus lotados, sofrem amores e desamores, vitórias e derrotas. Só que quando chega o carnaval elas são rainhas, e o batuque do samba dá o ritmo da batida daquele coração, que aguardou ansiosamente para atrair todos os olhares, masculinos e femininos, por onde passa, esbanjando charme, sedução, brasilidade.
Sim, confesso, eu morro de inveja da rainha de bateria! Ela consegue ser o centro das atenções de uma festa de paixão, de vida. As pessoas vão para a rua, se divertirem, viverem, sorrirem. Daquelas que não estão em cordões de isolamento ou cobrando quantias absurdas para serem assistidas. E sim daquelas que tiram charme do seu suor.
Ah, rainha de bateria… “Vou beijar-te agora, não me leve a mal, hoje é carnaval”.

 

Janaina Rico  é produtora, redatora e escritora , autora do livro Ser Clara e Apimentando.

Comentários

Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Colaborador em Estante Virtual
Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.
Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.

Um comentário em “Ah, a rainha de bateria…, de Janaina Rico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares