Duelo: Sherlock Holmes x Hercule Poirot

(0 Estrelas - 0 Votos)
Dois personagens entram no ringue da Estante. Apenas um sai. No desafio de hoje, os dois maiores detetives da literatura se enfrentam num combate onde a astúcia e a perspicácia são as armas para um nocaute de proporções épicas!

 

Duelo-tabela valendo

Round 1: Holmes começa pensando em todas as soluções possíveis e depois procura provas que invalidem essas hipóteses, até que apenas uma permaneça. É raro, mas pode acontecer de que a verdadeira resposta não tenha ocorrido ao detetive. Nesse caso, ele estaria completamente equivocado. Em função do seu método de trabalho, Sherlock Holmes corre um risco maior de acabar se atendo a uma solução errônea. Hercule Poirot constrói o cenário lentamente. Ele pode não conseguir chegar à solução do crime, mas é menos provável que ele incrimine um inocente.

Round 2: Se Poirot tivesse que encarar um super vilão como o Dr. Moriarty, o arqui inimigo de Sherlock, o belga estaria em maus lençóis. Poirot tende a adquirir a maior parte das suas informações através de métodos de interrogação de suspeitos. Um assassino mais astuto não teria muita dificuldade para enganá-lo. Poirot provavelmente também não se daria muito bem ao lidar com uma ameaça física. Se o gordinho rolasse cachoeira abaixo, provavelmente não voltaria.

Nocaute: É o típico caso da lebre contra a tartaruga belga. Enquanto Sherlock usa a dedução para chegar rápido ao seu objetivo, Poirot vai devagar, mineirinho, trocando um dedo de prosa aqui, ouvindo uma fofoca acolá, pressionando um suspeito ou outro…mas chega.

Mas, por só ser capaz de solucionar crimes em que o bandido está disposto a bater-papo e dar com a língua nos dentes, Poirot termina esta luta estirado no tatame, derrubado por um Sherlock que é rápido, perspicaz e, além de tudo, treinado em pugilismo. Vitória elementar, meu caro Watson.

Você concorda com nosso veredicto? Participe da conversa.

Comentários

Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Colaborador em Estante Virtual
Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.
Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.

14 comentários em “Duelo: Sherlock Holmes x Hercule Poirot

  • 29.04.2016 a 11:07 pm
    Permalink

    Sherlock Holmes sempre foi meu personagem favotito nos livros

    No mundo das telonas, fiquei extremamente feliz com essa sequencia estrelando o Robert Downey Jr

  • 29.12.2015 a 10:00 pm
    Permalink

    Não concordo!
    Holmes e Poirot são o lado da mesma moeda. Ninguém é perfeito. Todos os 2 são excelentes no que fazem.
    Holmes pode ser mais dedutivo, mas, ao mesmo tempo, é uma pessoa sem empatia. Ele é “100% racional”. Não é atoa q pouquíssimos conquistaram o seu coração.
    Já Poirot sabe trabalhar melhor com a psicologia. Agora, podemos dizer que ele é “100% emoção”. Ele é um homem sensível. Uma simples gripe, o faz pensar em escrever um testamento.
    É um homem q sabe guardar um segredo pq sabe respeitar a individualidade do outro. Está sempre pronto a defender donzelas em perigo. Apesar disso tudo e do seu alto nível de toque, sabe conquistar o carinho de muitos.
    Ao contrário de Holmes.
    Agora, o que eles têm em comum?
    1. Nunca se recuperaram de um coração partido.
    2. São extremamente orgulhosos.
    3. Terminaram a vida como começaram: sozinhos.
    Holmes e Poirot são o mesmo detetive. Um completa o outro. Um é o que falta no outro.
    E para finalizar, mais um ponto em comum: eles não são um prumo, porque não são um. Eles são o extremo da razão e emoção porque são dois.

  • 29.12.2015 a 8:33 pm
    Permalink

    Sou fã do Poirot! Suas conclusões são verdadeiros espetáculos de inteligência. O Holmes tem o óbvio, mais Poirot…vai além! Como disse o Sérgio um Poirot na Lava Jato teria nos mostrado tudo!

  • 26.03.2015 a 2:50 pm
    Permalink

    Poirot sempre. Concordo com Sérgio e Natália.

  • 25.03.2015 a 10:07 pm
    Permalink

    Acho os dois incríveis, mas Poirot é mais humano e bem menos tendencioso. Torço pelo belga.

  • 12.03.2015 a 6:55 am
    Permalink

    Concordo mas prefiro poirot e suas ceulas cinzentas….

  • 11.03.2015 a 10:44 pm
    Permalink

    Poirot sempre!

  • 11.03.2015 a 11:47 am
    Permalink

    Imbativel*

  • 11.03.2015 a 11:46 am
    Permalink

    Não, o Poirot tem classe e não chega ao assassino apenas com conversa, ele também sempre observa os detalhes físicos da cena e percebe muitas incoerências. Além disso, ele também tem raciocínio dedutivo, que vocês atribuíram apenas ao Sherlock, e faz um excelente uso da lógica. Ele também já perdoou assassinos (como em o Expresso do Oriente). Ele não precisa de atributos físicos, pois sua massa cinzenta impartível.

  • 11.03.2015 a 3:12 am
    Permalink

    Não. Na atualidade o Poirot seria muito mais assertivo do que o Holmes. Exemplo na operação Lava-jato e o escândalo Petrobras. E vou mais adiante, haveria até a possibilidade do Poirot descobrir envolvimento do próprio Holmes nos escândalos.

  • 10.03.2015 a 11:20 pm
    Permalink

    Sherlock é completo ,deduz, comprova os fatos sem contar que conhece,anatomia,química,botânica(tudo de venenos)Consegue descrever características,profissão de pessoas)Consegue fazer uma leitura de cada pessoa,através do seu vestir ,andar ,comportar ,falar , Temos uma identidade, única que refletimos através de nossos gestos,falar etc…Holmes interpretava isso muito bem, no seu primeiro encontro com Watson(que depois se tornou) seu amigo, ele fez isso, Sem Watson dizer, o que era ou de onde vinha,Holmes fez isso que deixou Watson espantado.Holmes era um ótimo boxeador( livro Signo dos quatro),esgrimista e também em baritsu(jogo de bastão) não tinha apenas intelecto apurado,tinha aptidões físicas ótimas.Seu inimigo era um gênio professor Moriarty

  • 10.03.2015 a 4:32 pm
    Permalink

    Não. Poirot é gênio. Como ele mesmo diz, não é necessário ficar correndo de um lado pro outro quando se tem uma boa massa cinzenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares