Seis livros que acertaram previsões sobre o futuro

(0 Estrelas - 0 Votos)

As previsões da literatura que viraram realidade.

Muita gente se surpreende com a criatividade de alguns escritores quando o assunto é o futuro do planeta. Existem os que acham que os autores exageram. Acontece que alguns dos exercícios de futurologia mais excêntricos da literatura acabam acertando no alvo (ou perto dele). E quando isso acontece, o resultado é uma legião de leitores boquiabertos se perguntando: “como é que ele sabia?” Confira alguns exemplos.

Stand on Zanzibar, de John Brunner

Veja o livro
Veja o livro

Um dos livros mais proféticos de Brunner, Stand on Zanzibar é raro e nunca foi publicado no Brasil (é possível achar exemplares em inglês na Estante Virtual). A obra foi publicada em 1969, mas a história se passa no “distante futuro” de 2010. Os EUA são governados pelo presidente Obomi (!), e o país sofre com ataques terroristas e tiroteios em escolas. A cidade de Detroit está abandonada e a maconha foi descriminalizada. Carros elétricos são comuns nas ruas e uma invenção chamada Direct TV exibe a programação favorita do cliente. Nos escritórios, todas impressoras funcionam a laser. Assombroso.



Daqui a cem anos, de Edward Bellamy

Veja o livro
Veja o livro

Publicado em 1887, o livro usa uma linguagem seca para descrever uma utopia futurista americana. Uma das invenções sugeridas é um cartão com uma determinada quantidade de crédito que os cidadãos podem usar para fazer compras. Todos as pessoas recebem a mesma quantidade de crédito no começo, mas aqueles com profissões mais perigosas ou desagradáveis receberiam mais crédito. Ou seja, numa só cartada, Bellamy previu o cartão de débito, o bolsa-família e o auxílio insalubridade. Palmas para ele.


2001: Uma odisseia no espaço, de Arthur C. Clarke

Veja o livro
Veja o livro

Você já viu o filme e – com certeza – ouviu a música tema. Mas já parou para pensar nas inovações previstas no livro? Clarke imaginou as notícias chegando instantaneamente em dispositivos onde poderíamos ler sobre os últimos acontecimentos.

“Um a um, ele invocaria os principais jornais eletrônicos do mundo… ele leria a página de capa procurando rapidamente as manchetes que mais lhe interessavam.” Se isso não é um tablet, o que seria?
E o programa de computador que responde as perguntas do usuário? Pois é. Hal é praticamente o avô da Siri.


Fahrenheit 451, de Ray Bradbury

Veja o livro
Veja o livro

Bradbury não previu só tragédia em seu livro clássico. Ele também imaginou algo como a realidade virtual que está chegando aos consoles de vídeo game no ano que vem. Foi neste livro que ele previu uma das traquitanas mais adoradas por usuários de transporte público e frequentadores de academia: o fone de ouvido: “Pequenas conchinhas, como rádios do tamanho de dedais”, descreveria o profeta.


Futilidade ou o naufrágio do Titan, de Morgan Robertson

Veja o livro
Veja o livro

Agora nós saímos da futurologia e entramos no universo das semelhanças inexplicáveis – e arrepiantes. Em 1898, Morgan Robertson escreveu sobre a viagem de um navio fictício chamado Titan, que acaba colidindo com um iceberg e afunda. “Ah, inspirado no Titanic, claro”, pensaria você. Só que o Titanic não seria inaugurado – e afundado – até 1912. As semelhanças não param por aí:

– O Titanic media 268 metros e pesava 53 mil toneladas e era considerado praticamente impossível de afundar. O Titan tinha 243 metros de comprimento e 75 mil toneladas de peso e era descrito como impossível de afundar.

– Viajando em alta velocidade, o Titanic bateu num iceberg a estibordo na noite de 14 de abril de 1912, no Atlântico Norte, a 740 km de Newfoundland. Viajando em alta velocidade, o Titan também bateu num iceberg a estibordo em uma noite de abril, no Atlântico Norte, a 740 km de Newfoundland.

– O Titanic afundou matando metade dos seus 2200 passageiros. O Titan afundou matando metade dos seus 2500 passageiros.



Da Terra à Lua, de Júlio Verne

Veja o livro
Veja o livro

Em 1865, Julio Verne descreveu a primeira missão tripulada à Lua com impressionante exatidão. 104 antes da realização.

Tanto no livro como na vida real, os Estados Unidos lançam o primeiro veículo tripulado destinado ao solo lunar. O tamanho e formato são muito próximos nas naves do livro e da vida real e ambos transportam três passageiros. Ambas as missões terminam num pouso no Oceano Pacífico. Mais estranho ainda: Verne previu que os viajantes espaciais sentiriam “ausência de peso” na Lua. A nave de Verne, a “Columbiad”, chegou ao satélite natural da Terra 106 anos antes que os astronautas de “Columbia”, o módulo de comando da Apollo 11, lançado em 16 de julho de 1969.


Qual previsão literária você gostaria que se tornasse realidade? Deixe sua opinião e participe da conversa.


Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Comentários

Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Colaborador em Estante Virtual
Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.
Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.

15 comentários em “Seis livros que acertaram previsões sobre o futuro

  • 03.11.2015 a 8:58 am
    Permalink

    E onde está a trilogia Sprawl do Wiiliam Gibson?
    Neuromancer, Count Zero e Mona Lisa Overdrive???

    Internet, redes sociais, cyberspaço, realidade virtual, cyberpunk. Tem de tudo.

  • 03.11.2015 a 6:54 am
    Permalink

    Já previ a volta e o término de um amigo com a ex numa história, além de prever que a mesma tingiria o cabelo de ruivo.

    Também no segundo semestre de 2013, escrevi que um mago das Trevas incendiou uma plataforma da Petrobrás. Depois foi revelado o escândalo da Petrobrás, que queimou a imagem da empresa em todo o mundo. 👍

  • 02.11.2015 a 9:47 pm
    Permalink

    Adoraria um livro falando da captura e execução pela forca dos principais bandidos do PT..do PSDB e demais..

  • 02.11.2015 a 9:44 pm
    Permalink

    Clarke acertou nas bases lunares, na hibernação para viagens espaciais e na inteligência artificial do tipo de Hal?

  • 01.11.2015 a 11:14 pm
    Permalink

    Excelente seleção mas senti falta de uma importante previsão de Isaac Asimov, onde ele discorre, quase com perfeição, o advento da internet.

    Parabéns pelo ótimo trabalho!

  • 19.10.2015 a 6:17 pm
    Permalink

    Faltou O Presidente Negro de Monteiro Lobato!

  • 19.10.2015 a 5:03 pm
    Permalink

    “Verne previu que os viajantes espaciais sentiriam “ausência de peso” na Lua”…
    Esqueçamos todas as teorias sobre a gravidade que vem desde Arquimedes.

  • 19.10.2015 a 2:53 pm
    Permalink

    A Estrada do Futuro… Não é um livro que possui eventuais conicidências, mas a visão do Bill Gates, sobre o futuro. Nele estão descritas coisas como as telas de led que temos hoje, sistemas capaz de entender comandos de voz e interpreta-los como os assistentes pessoais Siri e Google Now, busca reversa de imagens como o Google Images, busca reversa de som, como o Soundhound, entre outros…

  • 19.10.2015 a 2:41 pm
    Permalink

    uau! impressionantes as previsões. as de Brunner e de Clarke principalmente.

  • 17.10.2015 a 5:08 pm
    Permalink

    1984 , Fahrenheit 451 e Brave New World / Admirável Mundo Novo … estamos à caminho destas Distopias ! ….

  • 14.10.2015 a 11:47 pm
    Permalink

    Ficava satisfeito com meu sátiro ou com minha carta pra hogwarts. Se isso virasse realidade não reclamava mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares