Aquele com as referências literárias em Friends

Há 21 anos um fenômeno cultural dava seus primeiros passos no canal de TV americano NBC. A comédia Friends estreava e fazia história como um dos sitcoms mais adorados de todos os tempos.

Os fãs da série, ainda hoje, assistem às reprises de forma obsessiva. Bem, nós também. Tanto que encontramos algumas referências literárias perdidas em diversos episódios do humorístico. Algumas delas são ótimas dicas de leitura. Mas, se você não gostar, pode fazer como o Joey e colocar o livro no freezer.

via GIPHY

Aquele com uma dúzia de Lasanhas (Episódio 12 – Primeira temporada)

Lembra do Paolo? Aquele galã italiano que se envolve com a Rachel? Pois ela estava tão encantada pelo rapazzo que confessou: “Eu estou sentindo coisas que eu só conhecia dos livros da Danielle Steel, sabe?” Quem já leu Tudo pela vida sabe exatamente do que Rachel estava falando. Fica a dica.

via GIPHY

Aquele com todo o poker (Episódio 18 – Primeira temporada)

Joey não é exatamente um homem culto. Mas, quando ele brinca de Imagem & Ação e “adivinha” o título do livro A insustentável leveza do ser, de Milan Kundera, fica claro que ele ouviu o galo cantar, só não sabia bem onde…

via GIPHY

Aquele em que Eddie não vai embora (Episódio 19 – Segunda temporada)

Há 20 anos, qualquer referência a O Senhor dos Anéis seria obscura o bastante. Mas quando as garotas descobrem o livro de auto-ajuda feminista Seja sua própria guardiã do vento, e Rachel a compara com O Hobbit, de J.R.R. Tolkien, fica claro que ela nunca tinha lido nenhum dos dois títulos.

via GIPHY

Aquele com todo o ciúme (Episódio 12 – Terceira temporada)

Não é só Rachel que tinha uma quedinha por latin lovers. Monica foi trabalhar numa lanchonete temática e Julio, um garçon metido a poeta, lia As flores do mal, de Charles Baudelaire. Se era pose para impressionar ou não, não fica claro. Mas que deu certo, isso deu.

via GIPHY

Aquele em que Monica e Richard são apenas amigos (Episódio 13 – Terceira temporada)

Rachel e Joey trocam recomendações de leitura. Ela lê O iluminado, de Stephen King. Ele lê Adoráveis mulheres, de Louisa May Alcott. Como as duas obras são ótimas – apesar de bem diferentes – a experiência mexe bastante com eles. Como todo bom livro deve fazer, por sinal.

via GIPHY

Aquele com a garota suja (Episódio 6 – Quarta temporada)

Poucos presentes são capazes de comover mais que o “livro certo” na “hora certa”. Chandler decidiu comprar um presente especial para a namorada de Joey: o seu livro infantil favorito: The Velveteen Rabbit, Margery Williams. Como você deve se lembrar, Chandler está perdidamente apaixonado pela namorada do amigo, mas não tem coragem de revelar seus sentimentos para nenhuma das partes. Fica a critério de um singelo livro infantil trazer a verdade à tona. Em tempo: The Velveteen Rabbit não foi publicado no Brasil, nem traduzido. Mas a versão em inglês está à disposição na Estante Virtual para quem precisa dizer algo muito especial para alguma fã do seriado. ;)

via GIPHY

Aquele com o sanduíche do Ross (Episódio 9 – Quinta temporada)

Por diversão, Phoebe se inscreve numa aula de literatura. Rachel, que aparenta ter preguiça de livros, resolve ir junto e se apropriar das opiniões da amiga nas discussões sobre as obras em sala. Até o dia em que Phoebe “atualiza” Jane Eyre com ciborgues e Rachel cai feito uma pata. Vinganças à parte, O morro dos ventos uivantes, de Emily Bronte, e Jane Eyre são clássicos da literatura mundial que valem uma conferida.

via GIPHY

Aquele onde Chandler não consegue chorar (Episódio 14 – Sexta temporada)

Todo mundo zoava o Chandler porque ele não conseguia chorar. Ele recorre à literatura e mergulha no best-seller da época Canja de galinha para alma. Bem, nossa recomendação para fazer o olho suar teria sido a Mulher do viajante no tempo, de Audrey Niffenegger.

via GIPHY

Aquele com o boato  (Episódio 9 – Oitava temporada)

Joey decidiu ajudar Rachel a se preparar para a gravidez lendo o campeão de vendas O que esperar quando você está esperando. Apesar de estar cheio de boas dicas, não dá pra garantir que Tribbiani tenha conseguido absorver o conteúdo em sua totalidade. Lembra o que aconteceu quando ele tentou aprender uma segunda língua?

via GIPHY

Aquele com o Dia de Ação de Graças atrasado (Episódio 8 – Décima temporada)

Chandler e Monica discutem o nome de seu futuro filho. Ele força a barra e sugere Hemingway, em homenagem ao seu “autor favorito” Ernest Hemingway. Monica compra o blefe e desafia: “Diga o nome de um livro dele!”. Chandler responde derrotado: “A firma?”, que, como sabemos, é de John Grisham, adaptado para o cinema tendo Tom Cruise como protagonista. Versão que, provavelmente, Chandler optou para conhecer a história da obra do seu “ídolo”.

via GIPHY

 

 

Qual é o seu personagem favorito em Friends? Deixe sua opinião e participe da conversa.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares