Coleção Vaga-Lume: a curiosa história de um sucesso nostálgico

Os livros que marcaram gerações

A série Vaga-Lume, voltada para o público infantojuvenil, foi lançada pela editora Ática nos anos 70, e marcou os primeiros passos de muitos brasileiros no amor pela leitura. A estimativa é de que somente a obra A ilha perdida, de Maria José Dupré, tenha ultrapassado a marca de 2,2 milhões de exemplares vendidos. Quem passou pelos bancos escolares brasileiros nos anos 70, 80 e 90, com certeza, tem pelo menos um título da série para lembrar com carinho.

Veja livro
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A comissão de frente

No começo, a coleção era composta por obras consagradas de autores famosos. Um dos maiores sucessos, O escaravelho do diabo, de Lúcia Machado de Almeida, foi lançado, em 1956, como um folhetim da revista O Cruzeiro. Sucesso imediato, a obra tornou-se um clássico e, ainda este ano, ganhará as telas de cinema, com direção de Carlos Milani e participação do ator Marcos Caruso.

Veja livro
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

A nova geração

Vinte anos depois da primeira lista de obras, a Coleção Vaga-Lume passou a publicar autores e títulos inéditos, como Marçal Aquino. Convidado por Fernando Paixão, editor da série na época, Marçal era repórter do Jornal da Tarde e nunca havia escrito para o público infantojuvenil.

Edmundo Nonato, autor já reconhecido de contos e romances adultos, cuja tiragens raramente ultrapassavam três mil exemplares, também foi convidado a participar da Coleção Vaga-Lume. Sob o pseudônimo Marcos Rey, ele escreveu O mistério do cinco estrelas em dois meses, no ano de 1981. O escritor ficou chocado quando soube a tiragem pretendida para o lançamento: 120 mil cópias. A aposta foi certeira: mais de 2,5 milhões de exemplares vendidos.  Atualmente, os mais de 15 livros lançados por Marcos Rey estão fora da Coleção Vaga-Lume, mas alguns deles você encontrará na Estante Virtual. Fica a dica.

estrelas_cadaver
Clique na imagem e confira na Estante Virtual

Bom de texto, bom de preço

Um dos motivos para o sucesso da coleção é o baixo preço dos seus exemplares. Altas tiragens permitiam preços muito competitivos, o que facilitou a adoção escolar e a grande procura em livrarias.

“Os Suplementos de Trabalho”, que vinham anexados aos livros e traziam atividades didáticas ligadas à obra, foram outro fator determinante para a boa aceitação no sistema educacional.

Confira a coleção completa na Estante Virtual.


 

Qual é o seu livro favorito da Coleção Vaga-Lume. Deixe seu comentário e participe da conversa.

 

Comentários

23 comentários em “Coleção Vaga-Lume: a curiosa história de um sucesso nostálgico

  • 14.09.2015 a 7:27 pm
    Permalink

    “Zezinho, o dono da porquinha preta”.

  • 15.09.2015 a 12:38 pm
    Permalink

    “O Caso da Borboleta Atíria” e “Coração de Onça” marcaram minha infância!

  • 15.09.2015 a 1:48 pm
    Permalink

    Li vários livros da série vaga-lume, gostei muito do livro “A ilha perdida” e ” O mistério dos morros dourados”, mas o que eu ameeeei foi “Zezinho, o dono da porquinha preta”

  • 15.09.2015 a 2:35 pm
    Permalink

    ” Barcos de papel ” Li umas 500x amava esse livro, quando adolescente! !!

  • 16.09.2015 a 12:55 am
    Permalink

    Spharion sem dúvida, eu lembro vagamente pois li aos 12-13 anos, ainda assim lembro dos desenhos e de alguns trechos.

  • 16.09.2015 a 8:29 pm
    Permalink

    O livro que marcou minha adolescência dessa coleção foi A Ilha Perdida. Li várias vezes. E adulta lembrava em situações difíceis. Não vou desistir, aqueles moleques não desistiram…

  • 17.09.2015 a 1:27 pm
    Permalink

    Com 13 anos,o meu gosto pela leitura,começou quando li `Spharion´.Daí em diante não parei mais.E até hoje 34 anos depois não esqueci deste livro.

  • 19.09.2015 a 5:12 pm
    Permalink

    EMOCIONANTE REVIVER ISTO; MEUS PREFERIDOS FORAM: “O CASO DA BORBOLETA ATÍRIA”, “O ESCARAVELHO DO DIABO”, “A ILHA PERDIDA”; TENHO ATÉ HOJE, “O MISTÉRIO DO CINCO ESTRELAS”, MAS, QUE FICOU MARCADO MESMO PARA MIM FOI, “SPHARION”!! FOI ESSA COLEÇÃO REALMENTE QUE ME FEZ AMAR A LEITURA!!

  • 19.09.2015 a 6:02 pm
    Permalink

    Li vários títulos e tenho um carinho enorme pela coleção. Acho difícil escolher um só, entao vou colocar alguns (no plural) de que gostei muito: “Meninos sem pátria”, “Do outro lado da ilha”, “O escaravelho do diabo”, “Enigma na televisão”, “Aventura no império do sol”, “Nas trilhas do tarô”, “Sozinha no mundo”.

  • 19.09.2015 a 6:11 pm
    Permalink

    O livro que marcou minha vida e me serviu como incentivo para que amasse ler foi, “A Montanha Encantada”. ;)

  • 19.09.2015 a 7:24 pm
    Permalink

    Meu irmão e eu lemos quase todos os livros na nossa adolescência. Encontrei alguns exemplares em sebos e minha filha começou a ler também. Amo cada estória.

  • 19.09.2015 a 8:19 pm
    Permalink

    Li todas as aventuras do Marcos Rey, e muitos outros livros da série. Ensinei meu filho a gostar destes livros. Ele curtiu muito A ilha perdida e Barcos de papel. Mas o meu preferido é Zezinho, o dono da porquinha preta. Foi meu primeiro livro! Tenho o exemplar até hoje, desde 1986.

  • 19.09.2015 a 11:32 pm
    Permalink

    Ganhei a “Ilha Perdida” quando tinha cerca de 10 anos de idade, hoje aos 47 guardo meu exemplar como um troféu raro.

  • 19.09.2015 a 11:44 pm
    Permalink

    A Ilha Perdida e O Escaravelho do Diabo são dois livros de aventuras que povoaram minha imaginação em minha adolescência no início da década de 80.

  • 21.09.2015 a 11:13 am
    Permalink

    Garra de campeão na minha opinião é o melhor título.

  • 23.09.2015 a 9:47 pm
    Permalink

    Li vários da coleção mas o que mais gostei foi ” O caso da borboleta Atíria.”

  • 26.09.2015 a 10:30 pm
    Permalink

    O Caso da borboleta Atíria, que eu li quando tinha 12 anos e Sozinha no Mundo. São os meus preferidos!

  • 02.10.2015 a 4:46 pm
    Permalink

    Nossa amo essa coleção! o meu favorito é “Éramos seis” e do meu filho “A ilha Perdida”. Porém o primeiro que li foi “Escaravelho do diabo”

  • 16.10.2015 a 10:34 pm
    Permalink

    Não tenho um livro preferido, porque gostei de vários, inclusive relendo-os muitasvezes. A Ilha Perdida, Sozinha no Mundo, O Mistério do Cinco estrelas, Éramos Seis, O Escaravelho do Diabo – todos esses eu adorei!

  • 12.01.2016 a 11:16 pm
    Permalink

    Eramos seis , e o primeiro que li. O cachorrinho Simba

  • 15.04.2016 a 9:40 pm
    Permalink

    O Rapto do Garoto de Ouro :)

  • 15.04.2016 a 10:44 pm
    Permalink

    O Menino de Asas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares