Três livros difíceis de adaptar para o cinema

(0 Estrelas - 0 Votos)

Alguns livros não caem bem nas telas

A melhor coisa da ficção científica e dos livros de fantasia é que nossa mente pode navegar até onde a realidade não chega. Ainda que a computação gráfica tenha evoluído a ponto de gerar universos virtuais, ainda existem títulos que dificilmente seriam adaptados com sucesso para as telonas. De qualquer forma, não custa sonhar, nem tentar. Confira nossa lista.

 

A-Mao-Esquerda-da-Escuridao-Ursula-K-Le-Guin-em-Epub-mobi-e-PDF2
Veja livro

Esse livro remove uma noção fundamental nas relações sociais: gênero. As pessoas no planeta Gethen não têm um sexo definido. Eles passam por fases durante seu desenvolvimento e mudam de órgãos e de apetite sexual. Eles podem engravidar numa fase da vida, engravidar outra pessoa num outro momento e não ser nem menino nem menina entre essas gestações.

Para levar este conceito ao cinema, não basta usar atores de visual andrógeno. É preciso criar um mundo onde o conceito de gênero fixo não existe. E não bastaria que os personagens acreditassem nisso. O público teria que entender e aceitar essa mudança de paradigma. Ou seja, nada de galãs e namoradinhas de Hollywood no elenco. E uma produção com orçamento grande o bastante para criar esse mundo, mas sem nenhum astro atrelado ao projeto? Acho que não, hein? Mas que seria um filmão, isso seria.

 

6919381gg
Veja livro

Quem não quer mais um filme baseado na obra de J.R.R. Tolkien? Quem não quer assistir a história das três jóias de Fëanor em 3D? Quem não quer ver a Guerra da Última Aliança entre os Númenóreans e as forças de Sauron?

Resposta: ninguém. O público dos Cinemarks da vida não aguentaria O Silmarillion. Nem J. R. R. Tolkien aguentou! A obra foi publicada 4 anos após seu falecimento e, além de conter um semi-prólogo para O Senhor dos Anéis, também conta histórias abstratas como Ilúvatar criando Ainur para fazer música celestial antes de cair em Arda. É pouco provável que os estúdios de cinema embarquem nessa viagem.

 

A-Lâmina-Na-Alma-Tigana-Vol-1-Guy-Gavriel-Kay-em-ePUB-mobi-e-PDF-370x530
Veja livro

Depois da batalha em que o povo de Tigana matou o filho de um senhor local, este não só consegue se vingar da população como usa um feitiço para apagar a existência daquele país da memória de seus cidadãos. A não ser por alguns rebeldes, a maioria dos cidadãos acredita que eles são uma província menor de Corte, conhecida como “Corte Baixa”, para indicar não apenas sua posição geográfica como também seu status em relação ao resto da região.

À primeira vista, não parece se tratar de uma história infilmável. Afinal, temos rebeldes, um rei mau e o conceito de luta por nacionalidade. Mas ao mesmo tempo, o livro é a batalha pela mente das pessoas, não por uma região geográfica. A nação tem que se reconhecer independente para ser independente, o que gera a nebulosidade política do livro. A maior parte das pessoas do mundo vem de regiões que, em algum momento, foram conquistadas e acabaram se fundindo aos conquistadores. O momento em que uma nação se rende é parte inescapável da conquista da paz. Agora, se você não sabe contra quem você um dia lutou, como se render? E como filmar isso?

 

Que livro você gostaria de ver adaptado para as telas de cinema? Deixe sua opinião e participe da conversa. 


Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Comentários

Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Colaborador em Estante Virtual
Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.
Rodrigo Espírito Santo

Rodrigo Espírito Santo

Mestre em Comunicação Social, MBA em Comunicação Corporativa, Pós-graduado em roteiro de audio visual. Mais de 15 anos de experiência em comunicação empresarial, endomarketing, redação publicitária, jornalística e de conteúdo para redes sociais.

46 comentários em “Três livros difíceis de adaptar para o cinema

  • 18.09.2017 a 9:34 am
    Permalink

    São livros adaptáveis em gêneros, QQ conteúdo terá que ser estudado, redigido adaptando linguagens. Cinema tem custos altos + que publicar origens e tradução. Titulo da obra di suporte livro enredos de assuntos é que delineia possíveis adaptar, gravidez sem ato sexual já vemos, evoluir a tecnologia sen o ventre é uma possibilidade futura,isso o Cinema pode trazê como o Alem da Imaginação. Penso que Custos mesmo ora Hollywood comercial seja de que viabilizar certos sucessos editoriais, ainda é opcional. No Brasil tem ficção, romance e dramas já em livros, atual que se repete como Casamento de Nelson Rodrigues é tão contémporaneo e sempre será que nossos cineastas não apresenta um projeto que pode alcançar milhões de mulheres e homens en telas de escolas como literatura de audiovisual no minimo, até em Casas de Prostituição, é tão puro singelo e concreto que toda obra literária de Nelson é um pouco ver cada un de Nós em gerações de música, desenho, traços fisionômicos, comportá, Ele realmente fez a Vida como Ela é, a partir de si e o mundo que É

  • 05.08.2017 a 9:57 am
    Permalink

    Espero que nunca filmem “Cem anos de solidão”, obra prima de Gabriel García Márquez.

  • 06.01.2017 a 2:59 pm
    Permalink

    mélia castralli
    Gostaria muito de ver no cinema uma adaptação do livro: “O DECIMO TERCEIRO MANDAMENTO”

  • 27.11.2015 a 9:14 am
    Permalink

    Desafio que, não há na face da Terra livro mais impossível de ser feito um filme, que é a Edda em prosa. Livro referencia sobre a mitologia nórdica. São tantas questões implícitas além de que daria uns 5mil filmes.

  • 02.11.2015 a 12:39 pm
    Permalink

    A Bússola de Ouro é uma péssima adaptação. A trilogia de Fronteiras do Universo tem uma historia meio complicada e acho bem difícil ser passada para o cinema de forma fiel. O primeiro filme tá aí p comprovar.

  • 02.11.2015 a 10:28 am
    Permalink

    Eu gostaria de ver uma adaptação cinematográfica do livro: “Memórias de Erasmo” de Edouard Beaudouin. A obra reconstitui a vida do humanista Erasmo de Rotterdam – baseada em suas cartas – é linda e inteligente!

  • 01.11.2015 a 10:21 pm
    Permalink

    Disseram que Cloud Atlas de David Mitchell era infilmavel e hj ta ai um filme muito bom.
    Acho q nada eh infilmavel, vai da capacidade do diretor.

  • 01.11.2015 a 9:10 pm
    Permalink

    O Nome do Vento

  • 31.10.2015 a 8:32 pm
    Permalink

    A Batalha do apocalipse! livro do brasileiro Eduardo Spohr

  • 31.10.2015 a 2:25 pm
    Permalink

    Eu gostaria de ver The Morganville Vampires – Rechel Caine – como seriado, porque a série é grande e nas telonas, a trilogia Wake – Lisa McMann – e a trilogia Estilhaça-me – Tahereh Mafi. Seria muito interessante! <3

  • 31.10.2015 a 7:29 am
    Permalink

    Gostaria muito de ver a saga da Trilogia do Século do Ken Follet, são livros ótimos e envolventes, apesar de ser grande e cheio de detalhes fictícios e históricos, acho que ele faz a mistura perfeita entre os fatos das grandes guerras com o impacto que pode ter acontecido aos envolvidos nelas.

  • 30.10.2015 a 12:59 pm
    Permalink

    O silmarillion não poderia ser adaptado de forma completa, mas poderia ter alguns contos do livro muito bem aproveitados e adaptados para o cinema, como no caso da história de Berem e Luthien, ou o conto de Turin Turambar derrotando o dragão Glaurung.

  • 30.10.2015 a 12:56 pm
    Permalink

    O fim da eternidade, de Isaac Asimov. Não acho que este seja infilmável, mas já li comentários na Internet sobre ele ser. É uma história espetacular. E, quando li, achei que ele dava um ótimo filme.

  • 29.10.2015 a 11:17 pm
    Permalink

    Gostaria de ver A saga do tigre, muito show.

  • 29.10.2015 a 5:31 pm
    Permalink

    A saga”Asteca” de Gary jennings não creio que seja infilmável, mas fico imaginando como seria criar todo aqueles cenários do império asteca Pré-colombiano principalmente no primeiro livro “orgulho” em detalhes como ele retrata no livro. Outro que também gostaria muito de ver seria a trilogia “Os Incas” de Antoine B.Daniel. Um romance histórico também. Quase não produzem filmes sobre impérios pré-colombianos, gostaria muito de ver como ficariam.

  • 29.10.2015 a 2:31 pm
    Permalink

    Noite na Taverna de Alvares de Azevedo. Com certeza daria um filmaço.
    O Silmarillion acho que é filmável sim, mas deveriam honrar a obra e não fazer o que fizeram com O Hobbit.
    Acho que Tigana também é filmável, complexo mesmo só o primeiro livro, que aliás não conhecia.
    Um livro que foi filmado, mas não agradou foi Eragon.

  • 29.10.2015 a 10:16 am
    Permalink

    Nem Tolkien aguentou?!?! Ele mesmo considerava as histórias da primeira era e da criação do mundo a sua obra mais importante, como não aguentaria isso? rsrs. Não foi publicado antes pois não era uma obra acabada, foi compilada pelo filho dele para publicação após a morte do pai. E uma correção, a Última Aliança foi entre elfos e homens da Terra Média, que não eram numenorianos, e sim decendentes deles.

  • 29.10.2015 a 3:19 am
    Permalink

    Ah, cara, eu acho que, não todo, parte do Silmarillion dava sim pra virar filme.
    Se com O Hobbit, que é só um livro, construíram três filmes, com o Silmarillion, que tem muito mais argumentos, daria pra manter a franquia por mais tempo.
    Pensa aí na descida a Arda até a queda de Numenor. James Bond tá provando que com um só conto dá pra fazer um baita filme.

  • 29.10.2015 a 1:47 am
    Permalink

    Neuromancer

  • 28.10.2015 a 6:09 pm
    Permalink

    Gostaria de ver filmado o livro Conspiração Franciscana sobre a morte de francisco de assis.

  • 28.10.2015 a 5:34 pm
    Permalink

    Gostaria de ver a adaptação de O oceano no fim do caminho, do Neil Gaiman. Não acho que seja de difícil adaptação. A história é bem curtinha e desperta a curiosidade e expectativa pelo desfecho. Acredito que seria difícil adaptar O rei de amarelo, de Robert Chambers.

  • 27.10.2015 a 11:02 pm
    Permalink

    Embora muitos filmes tenham sido adaptados ou baseados em obras de Philip K. Dick, como Blade Runner, Vingador do Futuro, etc… Há alguns livros dele de difícil adaptação, que envolve temas religiosos baseados em experiências pessoais, multiversos, etc.. como Os Três Estigmas de Palmer Edritch e principalmente Valis, Valis é praticamente autobiográfico e grandemente expositivo, com dezenas de conceitos científicos e religiosos.

    As obras em geral de Lovecraft também são de difícil adaptação, sempre há dimensões geométricas fora da concepção humana, cores que não existem no espectro de cores que o ser humano pode vizualizar, etc…

  • 27.10.2015 a 8:29 pm
    Permalink

    Todos os Livros do André Vinco…. principalmente os livros O Vampiro Rei I e II

  • 25.09.2015 a 9:28 am
    Permalink

    O filhos de Anansi do Neil Gaiman não é exatamente infilmável….mas seria bem complicado fazer. Ah e tem Os vagabundos do Dharma do estupendo Jack Kerouac.

  • 18.09.2015 a 2:15 pm
    Permalink

    gostaria de ver a trilogia Sevenwaters de Juliet Marillier
    Filha da Floresta
    Filho das Sombras
    Filha da Profecia bom demais!!!

  • 17.09.2015 a 10:28 pm
    Permalink

    O Livro de Urântia

  • 17.09.2015 a 6:45 pm
    Permalink

    Não acho que “O Silmarillion” seja infilmável. Acho que daria uma bela trilogia, desde que não fosse estragada com efeitos desnecessários e personagens inventados, como na péssima adaptação de “O Hobbit”.

  • 16.09.2015 a 4:43 pm
    Permalink

    Outro que seria interessante ver adaptado para o cinema é “Operação Cavalo de Tróia” de J.J. Benitez.

  • 16.09.2015 a 4:40 pm
    Permalink

    “No cair da noite” de Isaac Asimov.

  • 15.09.2015 a 6:36 pm
    Permalink

    A cidade e a cidade, de China Miéville

  • 14.09.2015 a 11:45 pm
    Permalink

    Feios de Scott Westerfeld seria muito dificil de adaptar, pois os se trata de um mundo onde todos tem uma beleza “perfeita” e são igualmente belos. O conceito de beleza é subjetivo e até mesmo cultural. Além disso, como conseguir tantos atores bonitos e fazer com que fiquem com uma beleza parelha?

  • 14.09.2015 a 2:11 pm
    Permalink

    Os Livros da Nora Roberts, além dos escritos sob pseudônimo, a Série Mortal.

  • 14.09.2015 a 12:10 am
    Permalink

    Gostaria imensamente de ver a saga da Fundação, de Isaac Asimov, como série ou filme, mas é bem difícil reproduzi-la sem que fique maçante ou confusa

  • 13.09.2015 a 11:40 pm
    Permalink

    Angelina, a marquesa dos anjos… ótima narrativa, romance com pegada histórica. 13 volumes!!!

  • 12.09.2015 a 8:17 pm
    Permalink

    Não acho que O demonologista seja um livro difícil e ao que tudo indica, o filme já começou a ser gravado, embora o livro seja péssimo.

  • 12.09.2015 a 7:12 pm
    Permalink

    A BATALHA DO APOCALPSE – Eduardo Sphor.

  • 11.09.2015 a 11:45 pm
    Permalink

    O demonologista – sugerido pelo amigo aí – Tem uma narrativa interessante, de suspense, mas acho que uma adaptação para o cinema se prenderia apenas ao enredo e seria mais um filme comum do gênero

  • 11.09.2015 a 9:54 pm
    Permalink

    Trilogia Legend (Legend, Prodigy, Champion) de Marie Lu – A autora trabalhou por vários anos na indústria de produção de video-games então tem tanta coisa além da divisão geográfica (EUA é dividido em República – governado pelos militares – e Colônia – governado por grandes corporações – , África é a nova potência mundial e Antártida é habitada e bem desenvolvida), seria difícil produzir tanta coisa de tecnologia que ela inventa. Mas acredito que em alguns anos isso seja possível.
    As Crônicas de Gelo e Fogo, George R.R.Martin – O formato ideal para essa saga é como vem sido apresentado até agora, série de TV “Game of Thrones” pelo canal HBO. Contudo, os produtores anunciaram que está em negociação um filme nomeado provisoriamente de “Thrones”, que contaria a história que está prevista para ter de 7 a 10 temporadas na TV. Se já está difícil adaptar tantos detalhes para uma série, imagine para o cinema???? 0_o

  • 10.09.2015 a 6:45 pm
    Permalink

    …já filmaram tantos ‘infilmáveis’ que eu não duvidaria de mais nada… Vamos esperar a próxima crise de roteiristas e ver o que acontece.

  • 10.09.2015 a 6:08 pm
    Permalink

    Duvido que um dia saia filme da Roda do tempo. É livro demais, grandes demais acontecendo coisas demais. Ou dividiriam cada livro em 2-3 filmes (e aí teriam de lançar mais de 30 filmes, inconcebível) ou lançariam um seriado imenso e super caro (eu veria, mas quem mais?)

  • 10.09.2015 a 5:02 pm
    Permalink

    It- A coisa, O Cemitério e A Torre Negra… todos do Stephen King, pois os dois primeiros foram fracos demais, não captaram a essência que tem ambos. Já a Torre Negra, são 8 livros, então precisa ter mão boa, pois se cortar um pedaço, a história ficará sem pé nem cabeça, como ocorreu com IT.
    Senhoras de Avalon, da mesma autora de As Brumas de Avalon…. mas esse livro considerei até melhor que o Brumas.
    Por incrível que possa parecer, não gostei dos livros de Harry Potter, mas gostei bastante das adaptações.

  • 09.09.2015 a 7:08 pm
    Permalink

    Sem sombra de dúvida o livro que torço para ver uma tradução para o cinema é ,”Noite na taverna”, de Alvares de Azevedo!

  • 09.09.2015 a 3:23 pm
    Permalink

    Feios – Scott Westerfeld

  • 08.09.2015 a 5:45 pm
    Permalink

    O DEMONOLOGISTA .

  • 08.09.2015 a 4:16 pm
    Permalink

    A trilogia “A Fundação” de Isaac Asimov seria igualmente difícil, principalmente por haver constantes “skip time’s” durante a história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares