Grandes Amizades Literárias

A data de hoje não poderia passar em branco, afinal, nós os acompanhamos, torcemos por eles, nos apaixonamos e sentimos aquele vazio no peito se um dia acaba. Estamos falando das amizades literárias entre personagens que nos conquistaram e que acabamos por também chamar de amigos. No Dia da Amizade, 14 de fevereiro, trazemos 7 exemplos inesquecíveis de amizades que marcaram pra sempre a literatura e nossos corações.

Se você tem outros exemplos, compartilhe suas amizades literárias preferidas, comentando este post.

1º. Sherlock Holmes e Dr. Watson

Concurso Cultural: Amigo Nem Tão Secreto– Elementar, meu caro Watson! Figurando na primeira posição de nossa lista de amigos está a dupla Sherlock Holmes e seu fiel escudeiro Dr. Watson. Ainda que Holmes seja o maior detetive de todos os tempos, desvendando mistérios a partir da sua lógica dedutiva e métodos científicos, como falar de Sherlock sem lembrar do Dr. Watson? Difícil senão impossível! Já que todos os grandes mistérios desvendados pelo ilustre detetive, criado por Sir. Arthur Conan Doyle, são narrados pelo seu fiel amigo.

 

2º. Harry, Rony e Hermione

Harry Potter e as Relíquias da MorteNão é só de duplas que são feitas as amizades literárias. A lealdade do trio Harry, Hermione e Rony marcaram uma geração e comoveram leitores no quesito amizade. E pensar que no início da saga Harry Potter, da autora J. K. Rowling, os dois meninos queriam distância da inteligente menina dos cabelos desgrenhados.

 

3º. Os Karas

A Droga do AmorE quem não se lembra do grupo secreto Os Karas?! Criado com maestria pelo brasileiro Pedro Bandeira, o grupo de Miguel (líder da turma), Crânio (o cérebro), Magrí (a atleta), Calú (o ator) e Chumbinho desvendou os maiores mistérios, assassinatos e sequestros em livros da série, como A Droga da Obediência, A Droga do Amor e outros.

 

4º Frodo e Sam

O Senhor dos AnéisClaro que não podíamos deixar de mencionar a dupla Frodo e Sam, criada por J. R. R. Tolkien! É de cair lágrimas a lealdade de Sam pelo pequeno hobbit que tem a missão de carregar o anel de Sauron. Afinal, que amigo te acompanharia até Mordor?!  Sam está sempre disposto a ajudar Frodo em sua jornada e motivá-lo quando desesperançoso.  Será difícil nos esqueceremos da cena (em O Retorno do Rei) em que Frodo não aguentando mais continuar a jornada é apoiado por Sam que diz: “Eu disse que o carregaria, mesmo que arrebentasse as costas – murmurou ele -, e é isso que vou fazer! Venha, Sr. Frodo! – gritou ele. – Não posso carregar a coisa em seu lugar, mas posso carregá-lo junto com ela”.

5º. Os Capitães

 Capitães da Areia O clássico de Jorge Amado, Capitães da Areia, representa muito bem o valor de uma amizade. Na obra, que se passa em um trapiche abandonado da Salvador do século XX, somos apresentados a um grupo de meninos de rua que, sem família, sobrevivem juntos e formam Os Capitães, liderados por Pedro Bala. Cada capítulo do livro narra a história sofrida de um personagem do grupo e aos poucos vamos sendo apresentados a Volta Seca, Gato, Professor, Pirulito, Dora e Sem Pernas.

 

6º. Charlie, Patrick e Sam

As Vantagens de Ser Invisível Com uma tocante sensibilidade, o diretor e escritor, Stephen Chbosky, de As Vantagens de ser Invisível, nos apresenta a vida de Charlie. Quando seu professor de literatura, Bill, fala que Charlie precisa se misturar, o jovem segue à risca o conselho. Começa a frequentar festas e aprende que a vida tem suas dificuldades mas que sempre pode contar (e servir, claro!) com os ombros amigos de Patrick e Sam. Ao longo da história, a confidencialidade entre Charlie e Bill também cresce, levando a amizade para além dos livros e das aulas.

 

7º.  Mike Ryko e Will Dennison

 E os Hipopótamos foram Cozidos em seus Tanques E que tal uma amizade literária baseada em uma amizade real? A narrativa do livro E os Hipopótamos foram Cozidos em seus Tanques conta a história do assassinato de  David Kammerer pelo adolescente Lucien Carr, ambos amigos dos autores Jack Kerouac e William S. Burroughs. O livro foi escrito em 1945, muito antes dos dois autores influenciadores da Geração Beat fazerem sucesso com On the Road e Almoço Nú, respectivamente. Mas, apesar de o eixo da história ser o assassinato, a maior parte do livro trata das relações de amizade do grupo, principalmente entre Mike Ryko (Kerouac) e Will Dennison (Burroughs).

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares