Leitura extraclasse: os livros que todo estudante deveria ler

Livros de português, matemática, geografia e história. Eles já fazem parte da rotina de qualquer estudante, mas os especialistas garantem: com exceção dos livros de leitura obrigatória exigidos pelas escolas, os brasileiros ainda leem muito pouco. Para se ter uma ideia, enquanto nossos vizinhos argentinos ficam em 18º lugar no ranking de horas gastas por semana com livros, nós ficamos em 27º lugar, o que representa apenas 5,2 horas por semana lendo um livro. E ainda que os mais otimistas garantam que o índice de leitura dos brasileiros aumentou cerca de 150% nos últimos dez anos, a presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), Sônia Machado Jardim, afirma que o índice de leitura anual do brasileiro ainda é muito pequeno. “É baixo não só por estar muito aquém dos índices de países desenvolvidos ou até mesmo de alguns países em desenvolvimento, mas também porque inclui os livros didáticos, de leitura obrigatória”, argumenta Sônia.

De fato, os livros didáticos e universitários são os únicos que ainda são lidos com frequência. Quando o assunto são os livros extraclasse, o brasileiro lê apenas 1,8 livros não-acadêmicos por ano, menos da metade do que se lê, por exemplo, nos Estados Unidos ou na Europa. Dos entrevistados na pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil“, realizada em 2008, 48% não leram um livro sequer nos três meses anteriores ao estudo. E não para por aí. Os problemas da pouca leitura no país vão muito além de números e estatísticas. Além de se refletirem no mau uso do português, em uma escrita com muitos erros ortográficos e gramaticais, ler pouco influi na capacidade de compreensão e interpretação de textos e também na habilidade de se expressar e argumentar. Por isso, ler livros fora do ambiente escolar é uma atividade fundamental.

E o melhor da leitura extraclasse é que a obrigatoriedade é posta de lado e cede lugar ao prazer. Além de escolher histórias que combinam com seus gostos pessoais e repertório de experiências, o estudante ainda tem a sua frente uma infinidade de estilos de escrita e temáticas para escolher a leitura que mais lhe agrada. Foi pensando no prazer proporcionado pelos livros extraclasse e em sua contribuição para os leitores que o site Educar para Crescer, da Abril, foi às escolas perguntar aos professores quais os 204 livros que todo jovem deveria ler durante os ensinos fundamental e médio. Confira algumas das sugestões dadas e as dicas de gênero e características literárias mais indicadas para cada idade.

Veja também qual o livro ideal para seu filho.

Abaixo, você tem, pelo menos, 12 bons motivos para descobrir o prazer dos livros extraclasse. Boa leitura!

 


  • A Arca de Noé

    Vinícius de Moraes

    A partir de R$ 5,00 na Estante Virtual

  • 6 anos

    Nessa idade, os livros mais indicados são aqueles que trazem uma linguagem simples e elementos que tornam a história mais atrativa e divertida, como rimas e adivinhações.

     


  • O Gato de Botas

    Charles Perrault

    A partir de R$ 4,00 na Estante Virtual

  • 7 anos

    A partir do 2º ano do Ensino Fundamental, elas começam a gostar de livros de ação, que trazem uma leitura prazerosa e despertam a curiosidade. Se interessam por personagens com características bem definidas, como: bondade e maldade.

     


  • Histórias à Brasileira

    Ana Maria Machado

    A partir de R$ 15,00 na Estante Virtual

  • 8 anos

    Por volta dos 8 anos, as crianças gostam de histórias que tragam enredos próximos ao seu cotidiano. Elas se projetam nos personagens. Mas também gostam do desconhecido e da fantasia. Contos e fábulas são boas pedidas.

     


  • O Clube dos Contrários

    Silvia Zatz

    A partir de R$ 3,50 na Estante Virtual

  • 9 anos

    Nessa idade, pode-se investir em livros com vocabulário mais difícil, desde que com o acompanhamento de pais e professores. Temas que façam refletir também se tornam interessantes. Pode-se ajudar na interpretação, mas é interessante que a criança perceba sozinha a mensagem.

     


  • Ou Isto ou Aquilo

    Cecília Meireles

    A partir de R$ 16,00 na Estante Virtual

  • 10 anos

    Aos 10 anos, as crianças gostam de explorar novos gêneros literários, como os quadrinhos, as poesias e as crônicas. Também pode-se introduzir livros destinados às meninas e aos meninos, aproximando-se do universo de cada sexo.

     


  • Reinações de Narizinho

    Monteiro Lobato

    A partir de R$ 9,00 na Estante Virtual

  • 11 anos

    Aqui já é possível explorar um pouco mais a interdisciplinaridade, buscando contextualizar historicamente os livros e propondo atividades na sala de aula. É uma boa idade para indicar livros que tratam de valores, diferenças sociais e ideológicas.

     


  • A Volta ao Mundo em 80 Dias

    Júlio Verne

    A partir de R$ 5,50 na Estante Virtual

  • 12 anos

    Aos 12 anos, já é possível introduzir os clássicos na estante dos pré-adolescentes. Versões descomplicadas de Shakespeare, Jonathan Swift e Júlio Verne atraem a atenção e tornam a leitura mais prazerosa.

     


  • Ana Terra

    Érico Veríssimo

    A partir de R$ 4,00 na Estante Virtual

  • 13 anos

    No 8º ano, os alunos gostam de livros que trazem referências à história e a cultura dos paises, temas que despertam a curiosidade e a mente investigativa. Pode-se investir em livros de narrativa mais complexa e bem construída.

     


  • Capitães de Areia

    Jorge Amado

    A partir de R$ 11,90 na Estante Virtual

  • 14 anos

    Período bom para explorar literatura popular, introduzir autores brasileiros de renome que serão cobrados futuramente no vestibular. As histórias reais também fascinam e, portanto, pode-se investir em livros que trazem relatos biográficos.

     


  • Os Lusíadas

    Luís de Camões

    A partir de R$ 3,00 na Estante Virtual

  • 15 anos

    Aos 15 anos, a literatura pode explorar mais os conflitos psicológicos e o ambiente intimista dos personagens. Período propício também a explorar gêneros literários mais complexos como o épico e as peças teatrais.

     


  • Dom Casmurro

    Machado de Assis

    A partir de R$ 2,90 na Estante Virtual

  • 16 anos

    Por volta dos 16 anos, os professores devem trabalhar os estilos literários, como o arcadismo, o barroco e podem enfatizar gêneros com uma linguagem mais agressiva e moderna que despertem o senso crítico dos adolescentes.

     


  • A Metamorfose

    Franz Kafka

    A partir de R$ 4,00 na Estante Virtual

  • 17 anos

    Aos 17 anos, o leitor já está formado. Pronto para escolher suas próximas leituras, histórias que atendam seus gostos e ampliem seu repertório de experiências.

     

Gostou? Aqui, você confere os outros 192 livros indicados.

Comentários

2 comentários em “Leitura extraclasse: os livros que todo estudante deveria ler

  • 13.10.2015 a 10:37 am
    Permalink

    como faço para comprar estes livros

  • 13.10.2015 a 12:49 pm
    Permalink

    Oi, Betania!
    É só clicar nos nomes dos livros. Você será levada para o site da Estante Virtual e pode comprar lá.
    Abs e boas leituras!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares