Literatura e Carnaval: uma mistura com ginga na passarela do samba

(0 Estrelas - 0 Votos)

Já começou a contagem regressiva para o Carnaval. Os preparativos para cair na folia já podem ser vistos em todo o país. São carros alegóricos, fantasias, trio elétrico e muita animação. Mas e a literatura ? Será que ela tem espaço nesta festa? Em 2009, a escola de samba carioca Mocidade Independente de Padre Miguel mostrou que sim: a literatura pode vestir a cara do Carnaval. E levou a temática literária para a passarela do samba, homenageando grandes nomes como Machado de Assis e Guimarães Rosa. No ano seguinte, foi a vez da Acadêmicos do Salgueiro repetir a dose. Com o enredo Histórias sem Fim, entrou na avenida para mostrar e cantar a importância do livro: da invenção da prensa de Gutemberg, passando pela literatura infantil, os gêneros de suspense e ficção e chegando aos best-sellers.

Mas não foi só na passarela do samba que a festa popular e a literatura se uniram. Diante da importância cultural do Carnaval brasileiro, muitos autores se debruçaram sobre tema, escrevendo livros que retratam a história e as principais características dessa festividade.  Se você é um folião alegre, e também um leitor voraz, fica aqui algumas dicas de livros que abordam a folia em sua temática:

Carnaval, Malandros e Heróis: para uma Sociologia do Dilema Brasileiro O Carnaval das Letras: Literatura e Folia no Rio de Janeiro do Século XIX O Livro de Ouro do Carnaval Brasileiro Almanaque do Carnaval Batuque, Samba e Macumba: Estudos de Gesto e de Ritmo A Cinza das Horas: Carnaval e o Ritmo Dissoluto
 

Carnavais, malandros e
heróis

Roberto da Matta

 

O Carnaval
das Letras

Leonardo Pereira

 

O Livro de Ouro
do Carnaval Brasileiro

Felipe Ferreira

 

Almanaque
do Carnaval

André Diniz

 

Batuque, Samba
e Macumba

Cecília Meireles

 

A Cinza das
Horas

Manuel Bandeira

O País do Carnaval O Carnaval Carioca através da Música Sob o Signo do Carnaval Carnaval Brasileiro: o Vivido e o Mito Carnaval em Branco e Negro Samba, o Dono do Corpo
 

O País do
Carnaval

Jorge Amado

 

O Carnaval
Carioca através
da Música

Edigar de Alencar

 

Sob o Signo
do Carnaval

Marlene Pinheiro

 

Carnaval
Brasileiro

Maria Queiroz

 

Carnaval em
Branco e Negro

Olga Moraes e Von Simson

 

Samba, o Dono
do Corpo

Muniz Sodré

* As imagens são meramente ilustrativas

A origem do Carnaval

Ao contrário do que muitos imaginam, a origem dessa festa popular é européia. Foram os portugueses que, em 1641, início da colonização brasileira, trouxeram a festividade para o nosso país. O Entrudo português, precursor do Carnaval tal qual o conhecemos, posuía diferenças significativas com a folia de hoje. Por vezes, violento, ele se caracterizava por brincadeiras de rua em que os foliões arremessavam água, ovos e farinha nos traseuntes. Com pouco mais de requinte, os bailes de máscara da Itália Renascentista também influenciaram o Carnaval brasileiro, sobretudo, nas classes mais nobres do país. Mas não tardou para que os brasileiros dessem o seu “jeitinho” e uma pitada de originalidade à comemoração. Nossos foliões acrescentaram elementos africanos ao Entrudo e as mascaradas italianas, fazendo com que o Carnaval brasileiro ganhasse o batuque dos tamborins e o colorido das serpentinas.

Nesse Carnaval, boas leituras e muita diversão!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares