Hábito de ler vem de berço

(0 Estrelas - 0 Votos)
Se seus pais eram daqueles que liam histórias para você dormir quando pequeno; além de sentir saudades daquele tempo, você pode se considerar um privilegiado: há grandes chances de que na vida adulta você tenha se tornado um verdadeiro “devorador dos livros”. O motivo? É que os especialistas garantem: o hábito de ler também vem de berço.

A pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, divulgada pelo Instituto Pró-Livro, em 2008, mostrou que o índice de leitura entre crianças acima de cinco anos vinha crescendo em comparação ao ano de 2000. Agora em 2010, a última pesquisa da Associação Nacional de Livrarias (ANL), divulgada no fim de julho, não deixa dúvidas: a literatura infantil é uma das grandes responsáveis pelo crescimento do setor entre os anos de 2006 e 2009. Segundo a pesquisa, ambientes especialmente dedicados aos pequenos dentro dos estabelecimentos vêm ajudando a despertar o interesse pelos livros.

Filho de leitor, aprendiz de leitor é

Para os especialistas, no entanto, para que a criança chegue à vida adulta com hábitos freqüentes de leitura é preciso que os pais dêem o exemplo desde cedo. Em 2008, 49% dos entrevistados pela pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil” citaram a mãe como a pessoa que mais os influenciou a ler. O número era ainda maior quando a pergunta era direcionada apenas às crianças (73%). Mas a dúvida de muitos pais ainda paira no ar: como despertar o interesse dos filhos pela literatura?

“Instigar a curiosidade da criança para os livros é algo que deve ser feito quando ela ainda é um bebê e de forma contínua, pois é na infância que adquirir o hábito de ler torna-se mais fácil. Além disso, hoje, há livros para todas as idades. As obras emborrachadas e com imagens são ideais para os bebês”, ilustra Valéria Caratti, pedagoga e orientadora educacional do portal Planeta Educação. “O importante é que a criança sinta-se bem à vontade para escolher e explorar o livro. Ela deve reconhecer aquela atividade como um momento de prazer”, acrescenta a especialista.

Valéria Caratti dá, ainda, outras dicas:

– Atenda o pedido da criança mesmo que seja a leitura de uma mesma história pela enésima vez
Isso significa que, para a criança, ainda há na história elementos que a instigam. “Sugerir outra leitura pode desmotivá-la”, alerta Valéria.

– Ouça as histórias contadas pela criança

Caso o pequeno prefira inverter os papéis e ler para o adulto, mesmo que não saiba fazê-lo, os pais devem ouvi-lo com atenção.

– Deixe que a própria criança escolha o livro que deseja ler
Ao presentear o baixinho com um livro, não espere sua leitura imediata. “É preciso conquistar os pequenos aos poucos e oferecer diversidade de exemplares e temas”, argumenta a pedagoga. Presentear, aliás, pode não ser a melhor opção. Segundo os pedagogos, muitas vezes, o exemplar que os pais gostariam de ver nas mãos dos filhos nem sempre é interessante aos olhos deles. Melhor seria levá-los a espaços com vairedade de livros infantis e deixá-lo escolher por conta própria.

No Sebinho de Livros, em Brasília, a área reservada aos pequenos tem quase 50 metros quadrados e cerca de 1.500 títulos. A liberdade para fazer bagunça é total! “Aos sábados e nos dias em que não há aulas, fica bem cheio, assim como no início do ano letivo”, conta Euro César, um dos proprietários.

No Rio de Janeiro, a cada dois meses, a praça Pio XI, no Jardim Botânico, é tomada por livros e crianças que se reúnem para um troca-troca literário. Trata-se do Projeto  Sebinho nas Canelas que acontece há cinco anos e funciona da seguinte maneira: a criança traz um livro de casa –  com todas as páginas e sem rasura – e o troca por outro exemplar. Além do programa divertido, o projeto estimula a paixão pelos livros desde a infância.

– E se a criança deixar o livro de lado e só quiser saber de bonecos e bolas?
Nesse caso, reproduzir a história do livro com os brinquedos pode ajudar, assim como reservar um momento para a leitura após a brincadeira.

Fundamental mesmo é dar o exemplo. Portanto, boa leitura!

Se você gostou deste tema e tem outras dicas para incentivar o hábito de ler nas crianças, não deixe de compartilhá-las com a gente, comentando este post.

Comentários

Um comentário em “Hábito de ler vem de berço

  • 15.09.2010 a 6:04 pm
    Permalink

    Estou postando o ótimo artigo em meu Twitter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares