Menino do Engenho

Menino do Engenho e Menino Maluquinho chegam a 100ª edição

 

Eles são sucessos de venda. Tanto que comemoram, em 2010, sua 100ª edição! Menino de Engenho, primeira obra do escritor José Lins do Rego, conquista cem edições publicadas após atingir um milhão de exemplares vendidos. A edição comemorativa ganhou novo projeto gráfico e textos de apoio assinados por grandes nomes da literatura brasileira. Escrito em 1932, o tema central do livro é a vida de um menino órfão, que aos quatro anos de idade perde a mãe assassinada pelo próprio pai e vai morar no engenho de açúcar de seu avô. O romance possui fortes traços autobiográficos uma vez que o autor, nascido em 1901, foi criado no Engenho Corredor, no estado da Paraíba. Após custear a publicação do seu romance de estreia, José Lins do Rego lançou mais cinco livros sobre a temática da cana-de-açúcar. O contato com a vida rural nordestina deu ao autor a oportunidade de relatar fielmente as desigualdades sociais, a estrutura patriarcal e o escravismo do Brasil canavieiro. Ao lado de nomes consagrados como o de Jorge Amado e Graciliano Ramos, tornou-se referência em romances regionalistas.

 

 

O Menino Maluquinho, do escritor e cartunista Ziraldo não fica para trás. Sucesso entre a criançada desde seu lançamento, em 1980, a obra já vendeu 2,8 milhões de cópias. Ela conta a história de um menino levado que vive uma infância feliz, aprontando muita confusão. A recepção do público foi tanta que o livro virou filme e ganhou as telonas de todo o Brasil em 1994. Em 2010, a tiragem especial da 100ª edição de O Menino Maluquinho será lançada, este mês, na Bienal Internacional do Livro que acontece em São Paulo. Serão 10 mil exemplares para venda ao público. Na edição comemorativa, a capa será redesenhada pelo autor e, nas orelhas, também constarão depoimentos de várias personalidades, entre eles Martinho da Vila e Ferreira Gullar. O Menino Maluquinho é o maior sucesso editorial do escritor Ziraldo. Conhecido por suas ilustrações, o cartunista e também jornalista possui um talento de berço: aos seis anos de idade, teve publicado um desenho no jornal Folha de Minas onde, anos mais tarde, trabalharia em uma coluna de humor. Em 1960, lançou a primeira revista em quadrinhos colorida e produzida totalmente no Brasil: Turma do Pererê. E, em 1969, chegou a receber o “Nobel” Internacional de Humor.

Várias edições das duas obras estão disponíveis na Estante Virtual. Se você ainda não conhece estas histórias, não perca a chance de começar essa leitura. Outros livros nacionais também já alcançaram a marca de cem edições publicadas e estão disponíveis em nosso portal.  Uma delas é Vidas Secas, de Graciliano Ramos. Que tal descobrir outros livros que já conquistaram esta façanha? Só não esqueça de compartilhar a descoberta com outros leitores aqui no Blog da Estante. Boa pesquisa e ótima leitura!


  1 comment

  1. Edvan Cajuhy   •  

    O livro Menino de Engenho, além de ser uma obra com cunho de romance, nos apresenta um panorama dinâmico da realidade brasileira com enfoque no Nordeste. A obra aborda a produção canavieira e a estrutura social, política e econômica através dos personagens da história. É uma obra para ser não somente lida, mas apreciada e refletida em seu sentido de formação histórica do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>